Desafios do cabelo ruivo: 5 mulheres e a experiência com a coloração

Elas contaram a saga até chegar no tom perfeito!

O ruivo é uma das cores que mais encantam e conquistam as mulheres que desejam mudar o visual. Porém, assim como toda coloração, a cor oferece alguns obstáculos e requer paciências até atingir o tom ideal. All Things Hair conversou com 5 mulheres sobre os desafios do cabelo ruivo.

Desafios do cabelo ruivo

Veja como foi a experiência de cada uma delas com a coloração que é tendência:

Andrêa Paula: “Precisei pintar umas 4 vezes para chegar no tom que eu queria, é muito difícil”

modelo de Desafios do cabelo ruivo
Foto: Reprodução/Instagram @andreapaulajipa

“Faz apenas cinco meses que pintei o cabelo e já estou me habituando. No começo não entendia nada sobre tintas e numerações. Quando resolvi pintar meu cabelo pela primeira vez, queria uma cor acobreada. Explicava a cor, mas ninguém entendia. Minha tia tem um salão e foi a primeira a pintar. Meu cabelo natural é loiro acinzentado e ela puxou para um loiro amarelado. Eu não precisei descolorir os fios, mas expliquei que aquela não era a cor que eu queria. A primeira vez precisei pintar 3 vezes até chegar em um tom mais próximo do vermelho.

Estudo na Bolívia e lá algumas amigas que possuem cabelo ruivo me explicaram que a primeira pintura deve ser feita por alguém que sabe, para só depois a gente pintar em casa. Precisei pintar umas 4 vezes para chegar no tom que eu queria, é muito difícil.

Hoje uso coloração 8.77 com água oxigenada 30 volumes. Foi o funcionário de uma loja de cosméticos que me ajudou a encontrar a tinta ideal para atingir o tom acobreado que eu tanto queria. Atualmente, uso essa combinação e também pinto a sobrancelha. Gostei muito do resultado, recebo muitos elogios, todo mundo acha que é a minha cor natural.

O ruivo é muito fácil de cuidar. Uso creme hidratante, shampoo e não preciso comprar muitos produtos caros. A única coisa ruim é que desbota muito fácil, mas eu não retoco só a raiz: a cada dois meses eu pinto o cabelo por completo.”

Grace Santos: “O resultado era sempre uma surpresa!”

modelo de Desafios do cabelo ruivo
Foto: Reprodução/Instagram @gray.ks

“Minha saga com cabelo ruivo começou há um ano e dois meses, quando parei de ouvir comentários negativos que eu não ficaria bem ruiva, e decidi fazer algo que eu queria muito.

Levou alguns anos para que eu conseguisse tingir pela primeira vez. Sempre achava muito ousado mudar a cor radicalmente, já que meu cabelo natural é castanho bem escuro e eu tingia de preto desde a adolescência.

A primeira vez que colori com o ruivo, não precisei descolorir. Utilizei uma mistura com dois tons acima do que eu queria (um tom ruivo cobre fechado, mais próximo do castanho do que loiro), e uma água oxigenada de 30 volumes. A cor não ficou uniforme porque ainda restavam vestígios de tintura preta nas pontas, deixando assim a raiz com um ruivo bem mais claro que o comprimento.

Nos meses seguintes eu utilizei uma tintura de numeração 7-77 com água oxigenada de 30 volumes, consegui deixar o a cor uniforme em todo o comprimento, mas ainda assim não era o tom desejado porque ficava mais laranja do que cobre, o que eu realmente queria.

Utilizava tonalizantes em vários tons diferentes, de marcas diferentes, e o resultado era sempre uma surpresa, ficando diferente a cada aplicação. Também testei outras misturas de tinturas, mas sempre com resultados diferentes do que eu queria, sendo avermelhado, laranja, castanho muito fechado.

Toda ruiva passa por esse caminho tortuoso até encontrar o cabelo dos sonhos.  No meu caso, me encontrei há três meses em uma tintura 7-3, utilizando com água oxigenada de 30 volumes, e entre as aplicações uso uma máscara para hidratação e manutenção da cor em tom cobre (pura) ou laranja (misturando com creme branco).

O cabelo ruivo também exige bastante cuidado com hidratação. Quem possui os fios  muito escuros, como eu, precisa sempre retocar a raiz e a tintura age como uma descoloração para chegar no tom, por isso é essencial utilizar máscaras e ampolas para tratamento, além de respeitar um intervalo de tempo entre as colorações. Trabalhoso, mas vale muito a pena.”

Lhuana Santos: “Descoloração e coloração resseca muito os cachos”

modelo de Desafios do cabelo ruivo
Foto: Reprodução/Instagram @_lhuanasantos

“Pinto os fios de ruivo há quase um ano. Meu grande desafio aconteceu na primeira tentativa. A cabeleireira descoloriu duas vezes os meus fios e aplicou, em seguida, as colorações 7.4 e 8.4. Infelizmente, o cabelo ficou muito claro, com tom pastel, bem distante do vermelho alaranjado que eu queria.

Depois disso, para conseguir atingir esse tom, matizei os fios com matizadores vermelhos. Esse foi o caminho para alcançar o tom que tenho atualmente, assim não foi tão difícil.

Um dos desafios do cabelo ruivo – ainda mais cacheado, é que realmente descoloração e coloração ressecam muito os cachos. Após passar por esses processos eles perdem um pouco do brilho e ficam meio opacos. Uma das coisas que recomendo para esse caso é cortar as pontinhas do cabelo todo mês.

As pontinhas que estão “velhas”, que foram descoloridas e pintadas, costumam ficar ressecadas e não formam mais cachinhos. Se não for realmente necessário, não aconselho descolorir os fios.”

Suzana Lima: “a aplicação tem que ser um pouco diferente por causa dos meus queridos e inseparáveis fios brancos”

modelo de Desafios do cabelo ruivo
Foto: Reprodução/Instagram @suzanalimamaquiadora

“Tenho cabelo branco desde os 15 anos. Começou com apenas uma mecha e eu usava coloração castanho escuro apenas nela. Quando completei 18 anos, ficou mais difícil, pois tinha cabelo branco por toda parte.

Desde então, achei melhor pintar o cabelo por inteiro. Fui usando várias cores e as mais claras eram as que me favoreciam, pois não destacavam tanto os fios brancos. Mas tinha uma desvantagem: quebravam todo o meu cabelo.

Para evitar isso, comecei a usar só os tons de chocolate, mas nunca feliz com o resultado, queria algo que acendesse meu cabelo. Foi nessa situação que comecei a namorar os tons de ruivos. Pesquisei várias marcas e numerações, mas ia no salão e deixavam meu cabelo acobreado.

Assim resolvi que eu mesma iria pintar os meus fios. Não me recordo a numeração da primeira tentativa, mas ficou escuro, queria um tom mais aberto. Parti para a cor 8.77, que uso até hoje, mas a aplicação tem que ser um pouco diferente por causa dos meus queridos e inseparáveis fios brancos! Uso um pouquinho do 7.0 com o 8.77 para fazer só a raiz e, quando termino de aplicar, preparo o 8.77 para colorir do comprimento às pontas”.

Vanessa Bittencourt: “No começo é sempre mais difícil porque a tinta dá uma ressecada no cabelo”

modelo de Desafios do cabelo ruivo
Foto: Reprodução/Instagram @vanbittencourt

“Para mim colorir os fios de ruivo foi bem tranquilo. Meu cabelo é castanho claro, então não precisei descolorir e isso ajuda em tudo, pois quando você descolore ele desbota muito mais rápido e fica um tom bem amarelado. Se eu soubesse que teria que descolorir, nem ia me meter nessa vida de ruiva.

No começo é sempre mais difícil porque a tinta dá uma ressecada no cabelo. Então, desde que eu pintei, troquei o condicionador por uma máscara que uso no banho mesmo, não sei se é a melhor forma, mas meu cabelo melhorou muito. Não adianta ter um ruivo lindo se seu cabelo é todo ressecado, né!?

E com o tempo, não sei porque, a tinta dura mais no cabelo. Eu não tenho um cronograma para pintar os fios: vejo se a raiz está me incomodando muito ou se o cabelo já está começando a perder o ruivo, então pinto. Mas acredito que isso seja em torno de 30 dias.

Por enquanto, o meu maior desafio é a sobrancelha, pois ela é bem escura. Se não pinto, fica bem esquisito, e não sei o quanto é bom ficar pintando a sobrancelha, tenho bastante medo de um dia ela cair de vez.”

Sugestão de produtos

Os cabelos coloridos exigem um cuidado especial para manter a cor e beleza dos fios por mais tempo. Comece o processo ainda na lavagem, com produtos específicos para cuidar dos fios coloridos. Indicamos o Shampoo Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition. O produto foi pensado especialmente para os cabelos quimicamente tratados e ajuda a limpar suavemente e a eliminar resíduos que prejudicam a saúde dos cabelos.

Para um resultado potencializado, complete a lavagem com o Condicionador Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition, que auxilia na hidratação intensa, na nutrição e na reconstrução da fibra capilar de cabelos extremamente danificados por químicas.

Após a lavagem, experimente tratar os fios com a Máscara De Tratamento Nexxus Emergencée, que auxilia na reconstrução do cabelo fraco e danificado, valendo-se de uma intensa fórmula que pode ajudar a reduzir a quebra.