Como colorir o cabelo depois da transição capilar? Saiba aqui!

Assumiu os cachos e agora quer colorir os fios? 

A transição capilar é o processo que começa com o abandono das químicas alisantes e o cabelo fica com duas texturas diferentes: raiz natural e fios ainda com químicas. O cabelo nesse estágio fica mais ressecado, danificado e poroso. Aos poucos, com cuidados e tratamento ideais, o cabelo volta a ter a textura original. Mas será que é possível colorir o cabelo depois da transição capilar? Descubra!

Como colorir o cabelo depois da transição?

Com paciência e cuidados especiais, o cabelo volta ao estado normal. Algumas pessoas passam meses ou até mesmo anos pela transição capilar. Mas quem já passou garante que os esforços e a espera valem a pena. Uma das vantagens de exibir o cabelo natural novamente é poder colorir os fios com tinturas capilares. Veja o passo a passo para colorir o cabelo depois da transição.

1. Faça o teste da mecha

O teste da mecha precisa ser feito em todos os cabelos, mas reforçamos que ele deve ser feito principalmente por que passou pela transição capilar. Como os fios passaram por diferentes processos químicos, eles ainda podem conter substâncias alisantes. Portanto, pode resultar em uma incompatilidade dos produtos, resultando em cor indesejada ou até mesmo quebra.

2. Oleosidade para pintar os fios na medida certa

É necessário ficar alguns dias sem lavar os fios para que a oleosidade natural proteja o couro cabeludo das químicas da tinta. Porém, não exagere na quantidade de dias sem a lavagem dos fios, já que o excesso de sebo pode fazer alterações na cor.

3. Teste de porosidade

Mesmo depois da transição capilar, quando os fios já estão cacheados ou crespos, é preciso identificar o nível de porosidade do cabelo. Se o teste indicar que a sua fibra está muito danificada, espere um tempo e faça hidratações. Depois, quando o cabelo estiver 100% recuperado, faça a coloração dos fios. Tire sua dúvida aqui: “Faça o teste: cabelo danificado afunda na água?”.  

4. Saiba escolher as técnicas de coloração

Como você leu é possível sim colorir o cabelo depois da transição capilar. Mas se puder escolher por técnicas de coloração menos agressivas, pelo menos no início, será melhor. Já pensou em colorir o cabelo com tonalizante ao invés da tinta definitiva? E não se esqueça de avisar o profissional que o seu cabelo acabou de passar pela transição, para que assim decidam juntos a melhor maneira de tingir os fios.

Sugestões de produtos

O Shampoo Seda Keraforce Original foi desenvolvido especificamente para cabelos crespos sem química. Enriquecida com Queratina e Óleo de Argan, a sua fórmula exclusiva sem sal hidrata e fortalece os fios, removendo os resíduos e preparando o cabelo para a correta absorção do condicionador ou do creme de tratamento.

A dica é usar a dupla da mesma linha, o Condicionador Seda Keraforce Original. Ele ajuda a restaurar a flexibilidade e a força dos fios, além de protegê-los contra os danos diários.

O Creme de Tratamento TRESemmé Selagem Capilar Crespo Original foi enriquecido com arginina e manteiga de karité, conhecidas por suas propriedades hidratantes, e lisina, conhecida por suas propriedades que ajudam no fortalecimento dos fios.