Undercut ou degradê: entenda a diferença entre os cortes

Ana | 09 julho 2016

Será que você realmente sabe a diferença entre esses cortes tão falados? Conheça melhor o estilo de cada um deles e escolha o melhor para você.

Undercut e degradê estão entre os cortes masculinos mais em alta. Os dois se caracterizam pelas laterais da cabeça e nuca baixas, deixando todo o volume concentrado no topo da cabeça. Mas, afinal, qual a diferença entre eles? Acredite, é mais fácil do que parece!

Undercut x degradê: qual deles é o seu?

O corte undercut é aquele que tem as laterais e nuca bem mais baixas que os fios do topo da cabeça. Versátil, consegue combinar com todos os tipos de cabelo e se encaixar em diversos outros estilos de cabelo. O famoso coque samurai, por exemplo, também conhecido por top knot, é uma mistura de undercut e coque – penteado que torce e enrola os fios em um coque, prendendo-o com um elástico. Nesse caso, só se dá uma volta no cabelo (as pontas permanecem soltas) e o resultado parece um nó simples, o que explica seu nome em inglês.

O undercut também permite diversas variações no se que refere à altura do corte. Quando o cabelo das laterais da cabeça e nuca são ultraraspados com máquina e mantêm o mesmo nível por toda a superfície é chamado de undercut desconexo. Agora, quando existe um desnível de comprimento – um pouco mais longo próximo ao topo da cabeça e mais raspado próximo às orelhas – é chamado de undercut degradê ou fade undercut, em inglês. Pronto! Aí está a principal diferença entre os cortes.  O nível do fade fica totalmente a critério do seu gosto e estilo. O importante é que ele fique visível para ainda ser considerado degradê.

Isso significa que o corte degradê, então, nada mais é do que uma variação do undercut clássico? Sim e não. Apesar de ter esse estilo como base, tornou-se tão importante e famoso quanto o original. O fade é a própria definição do corte militar que tomou literalmente a cabeça dos homens principalmente nos anos 1930 e 1940. E agora também é responsável por outra tendência que saiu direto dessa época para os dias atuais: prepare-se, pois o razor part está de volta e com tudo!

Também bastante usado pelo militares durante os anos de Segunda Guerra Mundial, o razor part (“divisão à navalha”, em inglês) nada mais é do que undercut degradê feito com navalha. O efeito não é apenas mais curto que o degradê original, mas também mais profundo e ousado: o comprimento mais próximo às orelhas pode chegar a ficar tão curto que todo o couro cabeludo da região fica exposto (ou seja: praticamente careca). Seu grande diferencial é também a risca bem marcada no topo de uma das laterais, também feita com lâmina. “É ideal para homens modernos, que acompanham as tendências da moda e fazem questão de um corte supercontemporâneo”, indica Eron Araújo, hairstylist do Eron Araújo Creative Salon, em São Paulo, e um dos embaixadores da marca TRESemmé no Brasil.

Para o especialista, não importa qual estilo de undercut você escolha (clássico, degradê ou razor part): em todos eles é possível se divertir com os muitos penteados possíveis na faixa de cabelo mais comprida, no topo da cabeça. Ainda lembra dela? “Pode ser usada bem certinha, penteada para o lado e finalizada com gel ou com um topete superimponente, penteado para trás e finalizado com cera”, recomenda Eron. Com tantas informações, agora é só escolher o corte que tem a sua cara!

Sugestões de produtos: Para seguir o conselho de Eron e explorar novos penteados e estilos, finalizadores como Óleo Dove Pure Care Dry Oil, Óleo Nexxus Oil Infinite e o Spray Texturizador Tresemmé Expert Perfeitamente (Des)arrumado são ideais.

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.