Escova progressiva sem formol dá certo? Descubra!

Saiba as vantagens e desvantagens desse tipo de alisamento que não leva formol.

Desde que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu o uso do formol nos produtos para alisamento de cabelos, os profissionais passaram a se esforçar para encontrar fórmulas com potência suficiente para alterar a estrutura do fio, mas sem fazer uso do componente tóxico, que comprovadamente causa sérios danos à saúde. Foi então que surgiu a escova progressiva sem formol.

O tratamento é uma alternativa para quem gosta de alisar os fios e quer fazer um procedimento mais seguro nos fios. Entenda como funciona.

A indústria cosmética desenvolveu vários tipos de produtos que alteram a estrutura do fio. Os principais têm como principio ativo o tioglicolato de amônia, que amolece a fibra a capilar e a deixa flexível, para ser moldada da maneira desejada. Por isso, ele está presente na progressiva sem formol e em vários outros tratamentos cujo objetivo seja alisar os fios ou soltar os cachos.

Progressiva sem formol funciona?

A técnica dá certo em quase todos os tipos de cabelo, menos no cabelo afro, que é o fio crespo que tem estrutura em ziguezague. No entanto, se o cabelo for muito cacheado e o objetivo for deixá-lo liso, será preciso realizar mais de uma aplicação.

Isso porque a escova progressiva sem formol não altera a estrutura do fio. Na primeira vez, provavelmente, você vai conseguir diminuir o volume e soltar os cachos.

Como é feita a progressiva sem formol?

O processo é simples, mas como a gente sempre lembra, deve ser feito por um profissional de confiança.

1. O primeiro passo é lavar os cabelos com um shampoo de limpeza profunda para retirar qualquer resíduo e abrir as cutículas (parte externa do fio), para que a progressiva penetre melhor.

2. O profissional, então, enxágua os fios e tira a umidade com a ajuda do secador. Depois, espalha o produto alisante em todas as mechas, utilizando um pente fino e um pincel.

3. Dependendo do resultado esperado e do tipo de cabelo, o expert calcula o tempo que o produto precisa agir.

4. Passado o intervalo determinado, o profissional enxágua os cabelos e aplica um neutralizante, que é um produto usado depois da maioria das químicas. O objetivo aqui é reequilibrar a estrutura capilar com reposição de proteínas, garantindo mais brilho aos fios.

5. Depois, é hora de enxaguar o alisante do cabelo, fazer uma escova e passar a chapinha para finalizar.

Vantagens da progressiva sem formol

A principal vantagem da escova progressiva sem formol é que ela causa menos danos ao fio. Sendo assim,

Outro benefício é que, por não ser agressiva, ela pode ser feita em cabelos danificados, coloridos ou que já tenham outros tipos de química. Há linhas de escova progressiva específicas para cada situação.

Com o tempo, o fio vai voltando ao formato natural. Em média, leva três meses para chegar à estrutura original.

As desvantagens

Além de não funcionar em cabelos afro, esse tipo de progressiva demora mais para fazer efeito nos cabelos mais cacheados. É possível conseguir fios lisos, mas isso pode não acontecer na primeira aplicação.

Ao final do procedimento, o profissional informa que é preciso esperar 48 horas antes de lavar ou prender os cabelos.

Sugestão de produtos

Cabelos com químicas precisam de produtos que deixem os fios saudáveis. Por isso, na hora de lavar, a nossa dica é o shampoo e condicionador Dove Hidratação Intensa, que como o próprio nome já entrega, vai trabalhar na hidratação do cabelo, principalmente.

 

Para um tratamento mais profundo – e necessário – a sugestão é a Máscara TRESemmé Reconstrução e Força, que vai ajudar a recuperar a estrutura do cabelo.

 

Próximo

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)