Experimente: cortar o cabelo longo pode mudar – e muito – sua vida!

Virgínia Barbosa | 01 fevereiro 2018
×

Que tal aproveitar o início do ano para mudar o visual do jeito que você sempre quis?

Por muitos anos tive cabelos bem longos e eles eram a minha força, como nas histórias de personagens mitológicos. Não conseguia imaginar minha vida sem minhas madeixas longuíssimas. Era tanto apego que me dava calafrio só de pensar como eu viveria se um dia tivesse que cortar o cabelo longo. Ou melhor, eu nem pensava em cortá-lo e olha que sempre tive muito cabelo, daqueles supervolumosos, então imaginem que trabalhão. Lavar era quase um ritual, afinal, eu precisava também pensar em todo o tempo que gastaria para secá-lo, estilizá-lo e cuidar para que ficasse da forma que queria.

Porém, aos poucos eu fui sentindo que estava na hora de realizar uma mudança externa – que viria acompanhada de mudanças da minha vida na época. Então, decidi que radicalizaria! Fui até um salão e cortei beeem curtinho. Sabe o que foi mais maravilhoso nessa experiência toda? Eu me senti feminina como nunca havia me sentido antes, eu me encontrei. Resolvi sair do padrão que sempre me foi imposto – de que mulher TEM que ter cabelo comprido –  e de repente me senti bem de verdade. Foi um choque para todo mundo que convivia comigo, ninguém esperava essa mudança.

modelo de cabelo castanho para matéria sobre como cortar o cabelo longo
Foto: www.indigitalimages.com

Conheço muitas pessoas que também tem esse tipo de apego, que tem no cabelo a força para se sentirem “mais mulheres”. E se você realmente se sente bem com seus belíssimos fios e não tem vontade de cortar o cabelo longo, tudo bem! Meu intuito com esse texto é apenas gerar uma reflexão e fazer você pensar que se arriscar e tentar uma mudança, as vezes, é realmente libertador. Que nós estamos sempre em busca de agradar sabe-se lá quem e nos moldando conforme alguém manda, conforme as revistas mandam, conforme o site mais acessado na internet ou o perfil mais bombado do Instagram dita quando, na verdade, deveríamos pensar em agradar apenas nós mesmas.

Sentir-se bem consigo mesmo, aliás, é um processo interno e muito pessoal, mas posso falar através da minha experiência que quebrar o processo quase vicioso de agradar aos outros foi uma das melhores coisas que fiz na vida. Isso não quer dizer que nunca mais terei cabelos longos, eu acredito muito que a vida é cheia de fases e a gente vai se adaptando a elas. Agora estou com o cabelo um pouco maior e adorando – porém os cortes curtinhos estão sempre salvos pra qualquer momento de “loucura”.

modelo de cabelo cacheado para matéria sobre cortar o cabelo longo

Além disso, o cabelo curto também pode trazer um monte de outros benefícios:

  • menos tempo pra se arrumar
  • economia de produtos
  • as pessoas realmente reparam que você cortou o cabelo
  • menos tempo pra secar
  • nada de passar calor

Por isso, se você está há anos presa nesse cabelão, que tal aproveitar o começo de ano e o calor do verão pra se jogar e tentar um estilo novo? Cabelo curto combina, sim, com qualquer tipo de rosto e ainda mais com quem está segura e de si. Experimente esse sentimento libertador de curtir uma fase nova, um cabelo novo ou – por que não – a falta dele.

Continuar lendo