Por que cabelo seco parece quebrar mais facilmente?

Quebra e cabelo seco é um assunto que gera muitas dúvidas. Saiba os motivos pelos quais essa textura do fio compromete a saúde capilar. 

Há inúmeras dúvidas relacionadas a quebra e cabelo seco. Diariamente os cabelos são expostos a diversos tipos de agressões, sejam elas físicas, como a poluição, sol forte, ventos, secador, chapinha ou também por uso de processos químicos e colorações. Os cabelos cacheados e crespos ficam mais expostos a essa condição da quebra, pois são mais irregulares, com partes mais grossas e outras bem mais fininhas.

Queda e cabelo seco: entenda a relação

Uma coisa que é pouco falada sobre quebra e cabelo seco é que, quando intoxicados, os fios não conseguem absorver os nutrientes responsáveis pelo crescimento, resistência e brilho e ficam extremamente enfraquecidos. Algumas vezes, essa a intoxicação acontece a partir do próprio couro cabeludo, por meio da obstrução dos folículos capilares, dificultando a limpeza da raiz e a oxigenação dos fios.

É comum nesses casos que a pessoa tenha uma perda excessiva pois a oleosidade fica retida na raiz não chegando ao comprimento do fios, que acabam ressecados. Os tratamentos para esses casos devem ser medidos de acordo com a intensidade do dano. Para auxiliar no problema, indicamos o uso do Clear Shampoo Hidratação Intensa e do Clear Condicionador Hidratação Intensa.

Quando tratar vira lema

Para evitar o efeito quebradiço, profissionais recomendam usar máscaras de tratamento à base de cremes e queratina, proteína que ajuda a restaurar a camada externa dos fios e ainda protegê-lo das agressões externas. Existem também os shampoos antiquebra, que fortalecem o cabelo danificado por processos químicos e evitam que ele quebre. Para complementar a ação, sugerimos o uso do TRESemmé Creme para Pentear Cachos Perfeitos.

A recuperação dependerá do estado em que o cabelo se encontra: se ele não estiver sensibilizado por causa de um processo químico agressivo, como o de uma escova progressiva, ele deve ser cuidado hidratações regulares. Em casos de danos muito agressivos, a saída pode ser procurar por tratamentos realizados em salões, como cauterização ou botox capilar, que vão agir mais intensamente na fibra capilar.

Também conhecida como “plástica nos fios”, a  cauterização capilar é uma opção intensa para recuperar cabelos extremamente quebrados. É um dos tratamentos mais complexos quando se trata de repor a queratina do cabelo. Assim como qualquer tratamento mais complexo, o primeiro passo é consultar um cabeleireiro de confiança. Só ele poderá analisar o estado dos seus fios e recomendar o procedimento e fazê-lo adequadamente.

Outra alternativa conhecida nos salões é o botox capilar. A técnica de recuperação age diretamente na estrutura dos fios. O tratamento tem como finalidade reconstrução, repondo a massa perdida por ele e, consequentemente, deixando as madeixas menos ásperas, com menos frizz, mais vistosas, macias e brilhantes. Para quem tem os cabelos cacheados ou crespos, a tendência é que fiquem com as ondas mais definidas, já que eles ficam menos rebeldes e volume controlado.

Faça o teste da elasticidade já!

Muitas vezes, antes mesmo de ver as fibras capilares efetivamente quebradas, a mulher percebe que os fios estão menos resistentes, secos, sem brilho. Essa percepção fica ainda mais clara quando os cabelos estão molhados, pois ficam mais elásticos. A melhor forma de avaliar a quebra e cabelo seco é esticar um fio e analisar se há elasticidade.

Para testar, pegue um fio de cabelo que caiu, puxe e veja se nota uma elasticidade diferente e se ele arrebenta com facilidade. Em caso positivo, é hora de partir para o tratamento e mudar alguns hábito para evitar que os cabelos quebradiços se partam de vez.