Já pensou em ter cabelo bicolor? Essa tendência não é só para as mais ousadas!

Evolução do uso das cores fanstasia, a ideia de pintar o cabelo de duas cores diferentes (e contrastantes) veio para ficar.  

Como é comum acontecer com tendências de moda e comportamento, primeiro o cabelo bicolor era visto apenas nas cabeças de um pequeno grupo. Pioneiras, as japonesas kawaii foram as responsáveis por popularizar o estilo e, assim, “exportar” a ideia para o Ocidente.

Kawaii é uma gíria japonesa para “fofo”, e as jovens caracterizadas por esse visual usam roupas e cabelos que lembram personagens de desenhos animados, com muitas cores e aplicações de flores, bichos e outras fofuras.

menina com cabelo bicolor nas cores rosa e azul
Foto: Indigital

Nos últimos anos, vimos as cores fantasia se consolidarem como opção de tom para os cabelos de todas as idades e estilos. Uma vez que nas grandes cidades deixou de ser novidade (ou surpreendente) ver alguém com cabelo azul ou rosa, um passo à frente foi a mistura de cores. Mais do que uma tendência de moda, isso é um reflexo da liberdade individual dos nossos tempos. Exprime o desejo de cada uma aproveitar o direito de fazer dos cabelos (e da vida) o que quiser. Portanto, se tiver vontade de aderir,  vá em frente!

Cabelo bicolor: a escolha dos tons

Na hora de escolher as duas cores (ou a cor que vai usar junto ao seu tom natural), clássicos inquestionáveis são o preto e o branco, um duo dos mais discretos e chiques. Porém, quem está em busca de algo mais chamativo tem infinitas possibilidades à disposição. Uma boa ideia pode ser apostar em cores complementares, como azul e laranja vermelho e verde, amarelo e violeta. Quanto aos tons, há opções mais românticas, como o pastel, cartela mais lavada, ou com cores superacesas, cítricas e pegada rocker.

mulher com cabelo bicolor preto e branco
A dupla preto e branco é discreta e chique . | Foto: Dvora

Escolhidas as cores, é preciso procurar um profissional de sua confiança para tornar seu cabelo bicolor.  O colorista avaliará os fios e determinará o método a ser utilizado. Dependendo do tom natural do seu cabelo e da cor desejada, pode ser necessário descolorir os fios. Por isso, é importante saber se há traços de outros processos químicos neles (como alisamentos, permanentes e tinturas). Mesmo cabelos virgens precisam estar bem hidratados para serem descoloridos. Por isso, o colorista pode propor um cronograma de hidratação, antes de iniciar o processo, para tornar o  cabelo mais forte e resistente à tinta.

Cabelo bicolor, à sua maneira

Mulher loira com mechas azuis no cabelo bicolor
Candy colors emprestam frescor ao visual | Foto: Indigital

Se as químicas previamente utilizadas tornarem a descoloração insegura para o cabelo (fios podem se quebrar, caso duas fórmulas sejam incompatíveis!), o cabeleireiro pode até desaconselhar o processo. Para esses casos, há uma forma menos invasiva de tornar o cabelo bicolor:  fazer uso de spray de tintas. O resultado é temporário (dura até o cabelo ser lavado), mas, se bem executado (de acordo com o informações do fabricante), tem bom acabamento no cabelo. O spray também se torna bom aliado para quem quer testar o look, antes de investir numa mudança mais definitiva nos cabelos.

Mulher com cabelo afro bicolor, preto e vermelho
Bicolor | Foto: Dvora

Assim como acontece com quaisquer outros tipos de coloração, há muitas formas de tornar o cabelo bicolor. Pode-se colocar cada metade do cabelo de uma cor (chamado “split hair”), pode-se deixar apenas as pontas numa cor diferente, ou uma mecha na franja. Vale também alternar mechas ao longo de todo o cabelo pintadas de duas cores. A escolha é sua e, para ela, o expert oferecerá a melhor técnica para conquistar o visual desejado.

Foto: Indigital
Depois do bicolor, você pode criar coragem para ter o cabelo tricolor, ou multicolor. Por que não? |Foto: Indigital

Antes de pintar, é importante saber que cabelo colorido desbota facilmente. Além disso, depois de passar pela química invasiva, serão necessários cuidados redobrados para que os fios continuem saudáveis. Tanto para manter a cor, quanto para a saúde do cabelo, hidratação é palavra de ordem. Tenha em mente que essa manutenção é obrigatória. Essa é a receita para ter um belo cabelo bicolor, tricolor, ou multicolor.  Por que não? 

Sugestões de produtos

Cabelo descolorido, geralmente, corre um grande risco de ter a fibra capilar danificada. Alguns cuidados devem ser tomados para que as agressões e o ressecamento sejam reduzidos. Indicamos a dupla Shampoo TRESemmé TRESplex Regeneração e Condicionador TRESemmé TRESplex Regeneração, que ajuda a recuperar cabelos extremamente danificados, que tenham passado por processos químicos.

Para manter os fios saudáveis, mesmo com a coloração, é preciso ainda investir em uma hidratação. Recomendamos para isso, o Creme de Tratamento TRESemmé Baixo Poo + Nutrição, que promove a restauração dos fios, proporcionando mais brilho e maciez para seus cabelos ficarem fortes e saudáveis.