Adeus, cabelo raspado! Veja histórias de transição capilar masculina

Eles também estão assumindo os fios naturais.

Apesar de parecer exclusividade feminina, não é! Cada vez mais homens optam passar pelo processo de transição capilar para mudar o visual e assumir o cabelo natural crespo ou cacheado. Quem tem esse tipo de textura costuma usar os fios sempre baixinhos ou raspados, mas essa realidade está mudando. Confira histórias de transição capilar masculina ouvidas durante a 3ª Marcha do Orgulho Crespo.

Histórias de transição capilar masculina

Black power, volume e cachos. Essas são algumas das descobertas que os homens que passam pela transição capilar fazem. Após anos sem conhecer a textura do próprio cabelo, esse processo é desafiador, mas sempre deixar uma grande recompensa. Veja 3 histórias de quem deixou a química ou a vergonha de lado e hoje vive uma relação de amor com os fios naturais.

Cleiton França, 18 anos

modelo de histórias de transição capilar masculina

“Em 2015 comecei a deixar o cabelo crescer. Sempre escutei que se deixasse o cabelo crescer seria aquela pessoa que não traria nada para a família, que seria mais um, qualquer um. Antes disso alisava meu cabelo, fazia penteados com o cabelo liso. No natal de 2015 foi a última vez que cortei e a imposição foi muito grande. Na minha família a minha vó não aceita o meu cabelo, fala que não é pertinente e que tenho que cortar. Hoje a relação com meu cabelo é uma das melhores, porque amo cuidar dele, nem vou ao cabeleireiro. Pesquiso sobre ele, sobre hidratações e cortes, que  mesmo realizo, não deixo ninguém tocar. O cabelo é o ponto energético de energias boas e positivas e se estou em um momento ruim, não toco nele. Justamente para não ficar mais carregado. Se estiver em um momento bom, cuido dele e o deixo perfeito, maravilhoso. É uma relação de amor, de troca, sentimento e paixão.”

Gabriel Henrique, 21 anos

modelo de histórias de transição capilar masculina

“Tinha aquele corte padrão dos meninos, que era raspado nas laterais e alisado na parte de cima, com chapinha. Teve uma hora que  cansei e vi que aquilo não combinava comigo. Foi quando decidi raspar o cabelo, tinha muita vontade de fazer tranças. Raspei para deixar crescer. Foi crescendo, formou um black power, foi surgindo os cachos e agora está assim, me encontrei. Já tem 3 anos e meio que passei pela transição.”

Matheus Alves, 21 anos

modelo de histórias de transição capilar masculina

“Passei duas vezes pela transição capilar. Resolvi deixar crescer porque fazia aula de Black Music e sempre via o pessoal com cabelo black, estilo americano. Mas a pressão foi tão grande dentro de casa que cortei e comecei a passar alisante.  Depois mudei de ideia novamente e todo mundo me apoiou, apesar de ouvir críticas dentro de casa. Meus pais não apoiam muito, mais os meus amigos. Agora quero mudar um pouco, fazer algo diferente. Quem sabe colocar umas tranças, faz 4 anos que não mudo muito, só corte. Todo dia é um desafio, você sai na rua e as pessoas ficam te olhando, parece que sou uma ameaça, mas sigo em frente e sou de jogar o meu cabelo na cara deles! A minha relação com o cabelo é de resistência! Onde moro, em Cubatão, as pessoas estão assumindo o cabelo só agora.”

Sugestão de produtos

Tem cabelo crespo ou cacheado? Experimente o Shampoo Clear Men Limpeza Diária 2 Em 1 que ajuda a ativar a camada de proteção natural do couro cabeludo, deixando você livre da caspa. Outro boa opção é o Dove Men+Care Shampoo 2 em 1 Força Resistente. Complete a etapa de cuidados com um condicionador, como o Condicionador Bed Head For Men Clean Up.