A etiqueta do cabelo: regras para ambientes formais

Ir com o cabelo molhado em evento profissional? Usar chapéu durante a refeição? Veja porque pode ser bom evitar.  

As regras sociais têm o objetivo de tornar o convívio entre as pessoas mais harmônico. Não,  nem sempre é pura chatice. A maior parte de nós vive em ambientes informais. E, neles, a etiqueta não é tão rígida. Porém, quando for a um evento que exija preparação maior, é bom saber como se comportar. Por isso, compilamos algumas regras da etiqueta do cabelo.

Membros da realeza, chefes de estado ou grandes líderes religiosos têm uma vida cercada de protocolos a seguir. Não é nosso caso (ainda bem!). Porém, dominar as regras sociais é pode ser um belo profissional, especialmente em eventos profissionais. A etiqueta do cabelo, como todas as regras, tem sempre alguma lógica por trás. Vale a pena conhecer até para perceber que, realmente, não se trata de frescura.

Mulher usa cabelo molhado
Cabelo molhado é tendência, mas não em eventos formais. | Foto: Indigital.com

A etiqueta do cabelo: o que você precisa saber

Restrições ao cabelo molhado

Válido tanto para situações profissionais como pessoais, um evento formal merece atenção especial. Para recebê-la, o anfitrião ou anfitriã se preparou, investindo tempo e dinheiro. Há flores, música, lugares marcados, comida quente, entre outros detalhes pensados e executados com antecedência. E, para usufruir de tudo isso, uma convidada chega de cabelo molhado? Fica parecendo que o evento não tem o mesmo valor para o convidado e o anfitrião. Afinal, nem mesmo lavar o cabelo (e secá-lo!) com a tempo foi possível.

Para estar adequada nesse tipo de evento, prefira cabelos não apenas secos, mas também estilizados. Se seu estilo for básico, nenhum problema! Há opções de penteados capazes de deixar o cabelo impecável, mesmo solto e partido ao meio.

Há, claro, aquela atriz, modelo ou participante de reality show que aparece com o cabelo com efeito molhado no tapete vermelho e arrasa. O estilo é realmente tendência. E, dependendo do evento, você pode tentar. Mas guarde para momentos menos formais. A menos que você seja uma atriz, modelo ou participante de reality show.

Chapéu não vai à mesa, hein?

Na etiqueta bem estrita, o uso do chapéu é ideal para momentos ao ar livre ou de transição. Por transição, entenda aquela entrada rápida num local que não é o destino final. Entretanto, no nosso dia a dia, é ok usar chapéu como um acessório estiloso em ambientes fechados. Contudo, ele não vai à mesa. Mesmo. Se for almoçar ou jantar entre amigos, onde estiverem os talheres, o chapéu não deverá estar. O motivo? Ele dificulta que os outros conversem olhando nos seus olhos. E o mesmo é válido para os óculos escuros!

Ainda sobre a mesa: para quem tem cabelo longo e/ou volumoso, é de bom tom prender os fios na hora de comer. Isso, para evitar que o cabelo se suje com a comida ou (ainda pior!) caia no prato alheio.

A etiqueta do cabelo: momentos temidos

Ainda em relação à etiqueta do cabelo, há aquele momento constrangedor sobre o qual nem queremos pensar. Mas é preciso falar dele sim. E quando alguém encontra um fio de cabelo na comida? O esperado é que essa pessoa haja com discrição. Se for na casa de um conhecido, apenas guarde o segredo para sempre. Num restaurante, também de forma discreta, vale reclamar.

E, para terminar, há regras acerca de como agir com seu próprio cabelo. Por exemplo, se pegar o pente ou a escova de uma amiga emprestada, lembre-se de retirar dela fios seus que possam ter caído. Se compartilhar o banheiro com alguém, lembre-se de também retirar os fios do ralinho. Como é possível ver, toda etiqueta é formulada pensando no bem-estar do outro. E isso nunca vai ser uma bobagem.

Sugestão de produtoShampoo Dove Óleo Nutrição Condicionador Dove Óleo Nutrição, indicados para cabelos ásperos, danificados e com frizz.   Óleo Nexxus Oil Infinite, que ajuda a deixar o cabelo hidratado, sem pesar os fios. 

 

Salvar