Valesca Popozuda sobre feminismo: “Comecei a entender que tinha voz e o instrumento em minhas mãos”

Amanda Miquelino | 25 julho 2017
×

Confira nossa entrevista com essa diva que você respeita!

Feminista, diva e lacradora! Valesca Popozuda, também conhecida como rainha do funk, está cada vez mais empenhada na união e empoderamento das mulheres. Recentemente, a cantora fez uma parceria com Seda para lançar uma versão do seu sucesso “Beijinho no ombro”. A nova letra mostra que a rivalidade entre as mulheres é coisa do passado e que #JuntasArrasamos muito mais.

Nós de All Things Hair entrevistamos essa diva para falar sobre essa parceria com a marca, feminismo, empoderamento, seu livro e, claro, cabelo. Quer conferir o bate papo? Keep calm! Leia entrevista na íntegra, logo abaixo!

ATH entrevista Valesca Popozuda

Valesca Popozuda loira e com cabelo curto
Foto: Divulgação

All Things Hair: A nova versão de “Beijinho no ombro”, nascida a partir da parceria com Seda, mostra um outro posicionamento com relação as mulheres. Como foi o processo para criar essa letra e o que ela representa agora para você?

Valesca Popozuda: Quando recebi a proposta da Seda, pensei na hora: “vamos entrar nessa, sim!”. Acho muito importante esse conceito em cima do que foi proposto. A minha música é uma brincadeira, foi feita para divertir, mas chegou um momento que ela pode passar uma mensagem e foi isso que me motivou. Ela agora representa a cara do empoderamento, a certeza de que, nós mulheres, precisamos nos unir.

ATH: Como surgiu a ideia de escrever o livro “Sou Dessas: Pronta Pro Combate”?

Valesca Popozuda: Eu já tinha recebido alguns convites para contar minha vida e não queria apenas fazer um livro contando a história de quando eu nasci até o dia que cheguei ao sucesso. Queria passar uma mensagem. Queria dar minha visão de vida em cima da minha história e assim nasceu o livro.

Valesca Popozuda loira e com cabelo curto
Foto: Reprodução/Instagram @valescapopozudaoficial

ATH: Seu livro possui reflexões sobre o feminismo. Quando você começou a perceber a importância de falar sobre esse assunto?

Valesca Popozuda: Quando as mulheres começaram a ir pra frente do palco nos meus shows e gritaram: “Valesca, você me representa!”. Foi aí que comecei a entender que tinha voz e o instrumento em minhas mãos.

ATH: Recentemente, você virou tema de TCC intitulado ‘Valesca Popozuda: A dominação feminina em discurso’. Como você enxerga essa contribuição para o debate do empoderamento feminino?

Valesca Popozuda: Acho o máximo! Gosto e faço questão de ler. Me sinto muito honrada!

Valesca Popozuda loira e com cabelo curto
Foto: Reprodução/Instagram @valescapopozudaoficial

ATH: Você acha que o cabelo pode ser uma ferramenta de empoderamento para as mulheres?

Valesca Popozuda: Sim! É uma marca. É uma referência.

ATH: Você já apareceu com cabelo longo, curto, liso, enrolado… Como é esse processo de transformação exterior e interior?

Valesca Popozuda: Se eu pudesse, mudava o cabelo de acordo com a “Valesca do dia”. (risos) Acho que o cabelo reflete um pouco da personalidade que você está vivendo naquele momento da sua vida.

Valesca Popozuda loira e com cabelo curto
Foto: Reprodução/Instagram @valescapopozudaoficial

ATH: Você ama ser loira. Quais os cuidados diários para manter a cor em dia e os fios saudáveis?

Valesca Popozuda: Hidrato e penteio todos os dias. Preciso cuidar para ele não ficar destruído.

ATH: Quais os penteados que você mais adora usar?

Valesca Popozuda: Gosto mais dele solto e ondulado, mas com a correria do dia a dia eu uso muito rabo de cavalo.

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.