Papo sincero: saiba como pedir o corte ao cabeleireiro

Virgínia Barbosa | 30 maio 2019
Pixie hair cut Cabelo liso repicado

Entender como orientar o cabeleireiro é essencial para você ficar feliz da vida e com o corte desejado!

Tem dias em que a gente acorda desejando mudança, né? Mudar de ares, mudar de casa, mudar de emprego. Quando não dá pra fazer tudo isso, eu sei bem que, no fim, você, querida leitora, acaba recorrendo ao cabeleireiro e escolhe mudar o cabelo.

Afinal, um bom corte de cabelo pode mudar nossa vida, melhorar nossa autoestima, fazer-nos sentir maravilhosas. Mas, e quando o corte dá errado? Aff! Ele pode arruinar nosso dia.

Pra quem tem fios mais lisos, talvez o drama tenha sido menor durante os anos, mas para as crespas e cacheadas uma das maiores mudanças no mercado de salões de beleza foi o surgimento de estabelecimentos especializados em cachos. No fim das contas, que cacheada não tem uma história tragicômica de ter escolhido um corte que só funciona pra quem tem fios lisos? Após a queda do império da progressiva (ufa!) cada vez mais mulheres resolveram se jogar na transição e assumir a força dos fios naturais. Com isso, os profissionais se atualizaram também.



Como falar com o cabeleireiro na hora do corte?



Pra te ajudar a não errar na hora de cortar o cabelo, separei algumas dicas para que sua conversa pré-corte seja a mais instrutiva possível.

1. Procure imagens com texturas parecidas com a dos seus cabelos

Levar uma foto do corte desejado ajuda o cabeleireiro a fazer o trabalho mais próximo do desejado. Procure então referências de corte com o tipo de fio mais parecido com o seu. Portanto, não adianta levar uma foto da modelo de cabelo liso se você tem o fio cacheado. O contrário também vale: se seus fios são finos e lisos, procure imagens parecidas.

2. Explique sobre sua rotina: sempre conte sobre o dia a dia com seus fios

Não quer usar finalizadores ou não tem tempo para fazer fitagem ao lavar? Ou lava todos os dias de manhã e seca com o secador? Abra o coração com seu cabeleireiro, assim ele pode te indicar um corte que se encaixe perfeitamente nessa rotina.

Modelo com cabelo médio
Não adianta ter o cabelo ondulado e aparecer com uma foto de alguém com cabelo liso para o cabeleireiro.

3. Fios com progressiva? Tudo bem, também

Se você ainda não teve coragem de fazer transição e prefere fios alisados, é importante escolher o corte certo também. Cortes retos e sem camadas são opções melhores, já que, com o procedimento, o cabelo fica muito pesado e sem movimento.

4. Nunca minta para seu cabeleireiro

O profissional pode ser seu maior aliado pra fazer você se sentir linda, mas pra isso você precisa contar tudo o que faz com os fios. Jamais minta sobre progressivas, modo de finalização ou intimidade com aparelhos térmicos, como prancha e modelador.

Alguns cortes só ficam com cara de capa de revista se estiverem escovados ou modelados. Não adianta chorar depois, hein?

Seu cabeleireiro pode indicar o melhor corte para seu cabelo
Seu cabeleireiro pode indicar o melhor corte para seu cabelo

5. Confie e valorize seu cabeleireiro

Se você chegar lá com um corte radical e ele disser “Humm, talvez não seja uma boa ideia”, confie nele! Esses profissionais estudam justamente para saber qual corte melhor se adaptará ao seu tipo de fio e a sua rotina.

6. Cortar franja sozinha? Melhor não.

Migas, isso quase nunca dá certo. Pensando nisso, muitos salões já tem a opção de corte apenas da franja por um preço diferenciado. Se seu corte demanda uma franjinha sempre cuidada, procure esse serviço e evite decepções.

7. Explique o objetivo do corte

Você quer ter volume? Quer ter menos volume? Quer mais definição? Quer esquecer um amor? Então, fale abertamente o que você deseja, assim é mais fácil para o cabeleireiro entender como ele pode te ajudar.

Gostou das dicas? Agora é só escolher os produtos certos pra cuidar dos seus cabelos e mantê-los sempre incríveis!