Como manter a saúde do cabelo crespo alisado

All Things Hair | 08 maio 2016

Quem disse que cabelo com química é cabelo danificado? Veja as dicas para manter o cabelo crespo alisado saudável. 

Independentemente do tipo, todo cabelo crespo alisado exige cuidados especiais antes mesmo de ser submetido a procedimentos químicos como o alisamento. Isso porque esse é um fio já naturalmente frágil e com tendência ao ressecamento, embora muitas vezes não pareça. Para passar por um processo tão agressivo – seja ele feito com os ativos hidróxido de sódio, guanidina ou tioglicolato de amônia – é fundamental que o cabelo esteja perfeitamente saudável. Caso contrário, o resultado pode não ser nada bom.

Para os especialistas em cabelos crespos, o cabelo precisa estar muito hidratado e bem nutrido. A hidratação vai garantir um fio crespo mais forte, maleável e resistente ao procedimento que atua no interior da fibra capilar. Se o cabelo estiver quebradiço, ressecado e sem vida, o alisamento vai, invariavelmente, prejudicá-lo ainda mais, podendo até mesmo causar quebra radical e irreversível dos fios. Portanto, todo cuidado é pouco!

Cabelo crespo alisado… e saudável!

O chamado botox capilar – que nada mais é do que uma hidratação poderosa que preenche as “rugas” do fio – é uma das melhores opções para preparar o cabelo crespo para a técnica do alisamento. Ele pode ser feito tanto no salão de beleza ou em casa, usando máscaras de hidratação com função anti-idade e touca térmica para que os ativos penetrem profundamente na fibra capilar.

Caso você prefira fazer as hidratações convencionais feitas com máscara de tratamento durante o banho, não esqueça que é fundamental repetir o procedimento por quatro semanas seguidas e só então ir para o salão de beleza alisar os cachos.

Além de um tratamento hidratante intensivo, cabelos crespos muito frágeis se beneficiam de uma reconstrução preventiva, como uma queratinização feita em salão, que fornece dose extra de queratina – proteína que compõe 90% da fibra capilar – para deixá-los mais resistentes e, assim, ajudar a amenizar a agressão causada pelo alisamento.

A avaliação profissional é fundamental

Aviso importantíssimo: lembre-se que somente um cabeleireiro bem treinado é capaz de determinar se o seu cabelo está em condições de ser alisado. E apenas o profissional realmente bom no que faz vai alertar para o estado do fio e até se recusar a fazer o alisamento, se for o caso.

Como o procedimento é bastante agressivo e age diretamente no interior da fibra capilar, mudando irreversivelmente sua estrutura, é primordial escolher um profissional de confiança e seguir todas as suas recomendações (principalmente na hora de fazer a manutenção depois da química) para garantir um bom resultado do alisamento, sem comprometer a saúde dos fios.

E, se por acaso seu cabelo receber o diagnóstico que não pode ser submetido a esse procedimento químico, respeite e acate a opinião do especialista. Não invente, por sua conta, de procurar outro lugar que “vai fazer o seu desejo” sem levar em conta a saúde dos fios. Siga a recomendação profissional e faça os tratamentos indicados até deixar seu crespo em condições de enfrentar a química.

Mas de nada adianta entregar seus cachos ao melhor profissional do mercado se você ficar com preguiça e não colocar em prática os conselhos do especialista para o dia a dia. Ele domina a técnica mas, se você não fizer a sua parte, seu cabelo vai reclamar. Sem disfarce!

Dicas de produtos

Cabelos com química precisam de produtos específicos para eles. Experimente o Shampoo TRESemmé Blindagem Platinum e o Condicionador TRESemmé Blindagem Platinum que ajuda a reparar o cabelo danificado, devolvendo a vitalidade que foi perdida durante os processos químicos. E para uma hidratação potente, o Creme De Tratamento Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition auxilia a repor os nutrientes que foram perdidos durante a coloração.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)