Cabelo crespo com química e tintura: saiba como combinar essa dupla

Aline Bibiano | 19 outubro 2018

Todos os cuidados para você manter o seu afro lindo.

Que procedimentos químicos fragilizam os fios, não é novidade. Mas e quando dá vontade de misturar dois processos diferentes? Ter o cabelo crespo com química e tintura é possível, mas essa mistura vem com algumas consequências e cuidados redobrados para os fios. Por isso, a gente te conta como combinar essa dupla do jeito certo.



Cabelo crespo com química e tintura pode?



Pode! Mas existem algumas regrinhas que precisam sem cumpridas antes de qualquer procedimento. Nem todas as químicas e colorações são compatíveis entre si, por isso, se você fizer a mistura errada, seu afro pode sofrer sérias consequências. O mais importante, antes de seguir com qualquer tratamento, é passar pela avaliação de um profissional e ele indicará se o cabelo está apto para receber qualquer processo.

Para te ajudar nessa decisão, o hairstylist Gilson Ribeiro conta o que acontece com algumas combinações de químicas e o que evitar. Veja, abaixo.

1. Cabelo descolorido x química

O sonho do loiro, nesse momento, terá que ficar para depois caso você faça o uso de relaxamento com hidróxidos. O descolorante e o relaxamentos à base de sódio e guanidina são tratamentos que desfazem as estruturas do cabelo, deixando-os muito fragilizados. A combinação desses fatores resulta em quebra instantânea.

2. Cabelos claros x química

Ter o crespo mais claro não significa que você precisa usar descolorante, certo? Mas a maioria das tintas superclareadoras contém amônia na composição, um ingrediente que não combina com a guanidina, por exemplo. Ter a mistura desses dois elementos, além de causar irritação no couro cabeludo, deixa os fios quebradiços.

3. Cabelos escuros x química

É normal acharmos que o loiro é sempre o grande vilão, mas as tinturas escuras também escondem algumas armadilhas. Se você está com alguma química no cabelo à base de guanidina e sódio, esqueça clorações, mesmo que escuras, com amônia.

Como saber se o cabelo pode receber ambos tratamentos?

Antes de fazer qualquer procedimento, seja em casa ou no salão, é fundamental o teste da mecha e sensibilidade. O primeiro diz respeito à saúde do fio. No teste, o profissional pega uma quantidade mínima de fios e aplica o produto desejado da raiz às pontas, seja uma tintura ou química. Depois é só observar como o cabelo reage e assim saberá se está propicio ou não para tal tratamento.

Já no teste de sensibilidade é possível perceber se há alguma reação alérgica, que pode ser observado junto com o teste da mecha. O cabeleireiro também alerta que tanto a química quanto a tintura não devem ser aplicadas no mesmo dia, mesmo que compatíveis.

Sugestão de produtos

Os cabelos crespos costumam ser mais frágeis e quando com química isso tende a aumenta. Por isso, use produtos que sejam hidratantes e que nutram os fios. Sugerimos a dupla Shampoo Seda Hidratação Baixo Poo e Condicionador Seda Hidratação Baixo Poo, com Água de Coco e Água de Cactus em sua fórmula, os produtos ajudam a hidratar e a revitalizar os fios.

Creme de Pentear TRESemmé Crespos

Para manter a hidratação dos cabelos em dia, o creme de pentear é o melhor amigo das crespas. Indicamos o Creme de Pentear TRESemmé Crespos, que tem fórmula com Manteiga de Karité, Hibisco e Filtro UV e colabora no fortalecimento, na hidratação e na proteção dos fios.

Continuar lendo