Conheça o quiff, um topete com charme discreto

All Things Hair | 16 agosto 2016

Caracterizado pelo aspecto natural, o penteado é indicado para cabelos médios 

No inglês, “quiff” é topete. E ponto. Por aqui, o nome pegou como forma de designar um certo jeito de modelar a parte da frente do cabelo, com caimento natural. Embora a ideia seja ficar com cara de quem não se esforçou nem um pouco para pentear os fios, existem truques a aprender antes de chegar lá. Aqui, você descobre como conquistar o visual.

O cabelo perfeito para fazer o quiff é médio na parte de cima e mais baixo nas laterais, com cortes como o undercut e o fade hair. Fios muito longos na parte de cima tornam difícil o resultado, pois é preciso apelar para produtos de styling mais potentes para segurar o penteado. E a ideia principal do quiff é conseguir um aspecto mais natural. O quiff é uma resposta mais informal ao pompadour, aquele topete bem alto e rígido. Finalizado com brilhantina, nos anos 1950 e 1960, e ícone do rockabilly, o pompadour é um topetão ao qual ninguém fica indiferente. Mais discreto, o quiff confere charme ao visual, sem causar tanto impacto.

Quiff em cinco minutos

1

Comece com o cabelo seco

Todo penteado fica melhor num cabelo saudável. O quiff deve ser modelado nos fios já limpos e secos. Certifique-se de que o cabelo está totalmente desembaraçado.  Para ter mais praticidade, você pode usar um produto que seja shampoo e condicionador ao mesmo tempo. (Sugestão de produto: Dove Men+Care Shampoo 2 em 1 Força Resistente limpa e condiciona ao mesmo tempo.)

2

Hora de estilizar

Escolha entre produtos de styling, como mousse, pomada ou cera, para modelar os fios. Eles ajudam a seguarar o topete e, ao mesmo tempo, respeitam o camimento natural do cabelo. Deixe de lado o gel com finalização molhada e o spray fixador ultra forte. A ideia é obter um resultado impecável, mas sem cara de que você se esforçou muito.

3

E pronto

O quiff está pronto, com a raiz do cabelo alta e penteada para trás, como um topete clássico, mas sem finalização rígida.

Quiff, o topete discreto

Para chegar ao caimento com cara de que nem se preocupou tanto em arrumar o cabelo, o gel com efeito molhado e spray fixador extra forte estão mesmo de fora. Troque-os por finalizadores mais suaves, com toque seco. Pomadas, ceras e mousses são boas escolhas.

Na hora da aplicação, basta um pouco de produto para preparar o cabelo. No caso da pomada e da cera, uma dica: passe o dedo indicador pelo frasco e use a quantidade de produto que se fixar na ponta do dedo. Deve ser um tanto de produto equivalente a uma avelã. Parece pouco? Mas é o suficiente! Assim, o produto segura e texturiza os fios, sem deixar que os fios fiquem oleosos. Esfregue a pomada ou a cera com as palma das mãos e, depois, aplique o produto sobre o cabelo seco.

Se optar pela mousse, a quantidade indicada de uso é do tamanho de uma noz (observação: herdamos essa ideia de usar o diâmetro de oleaginosas para medir o quanto usar de shampoo dos textos de beleza das mulheres. É estranho, mas é bem útil). Depois de agitar bem o frasco e chegar à quantidade correspondente a uma noz, passe o produto sobre os fios secos, tomando o cuidado para espalhar bem. Mousse concentrada numa só mecha, depois de secar, deixa o cabelo esbranquiçado, parecendo estar com caspa.

Sugestão de produtos: Para deixar seus cabelos sempre limpos e saudáveis, recomendamos o uso do Shampoo CLEAR MEN Controle e Alívio da Coceira que promete ativar a camada de proteção natural do couro cabeludo, deixando você livre da caspa. Após a lavagem, utilize o Dove Men+Care Condicionador Força Hidratante, enriquecido com cafeína fortificante e vitamina hidratante.