Alisamento sem formol: será que funciona?

Saiba quais são os prós e contras do alisamento sem formol. Será que funciona mesmo?

Quando se fala em mudança nos cabelos, o alisamento continua sendo procurado, mesmo com a (merecidíssima!) valorização dos cachos. Existem várias maneiras de conquistar o efeito liso. E, até pouco tempo atrás, o formol era uma das substâncias mais usadas para isso. No entanto, desde a proibição do uso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 2009, surgiram novas versões de alisamento sem formol. Será que funciona?

Cabelo liso: alisamento sem formol ou com formol?

Para quem quer o liso perfeito, existem inúmeras técnicas, mas a escova progressiva é certamente uma das mais famosas. O procedimento surgiu na primeira década do século 21, já teve diversos nomes e uma dezena de componentes, mas nenhum ficou tão famoso como o formol. Sucesso em meados dos anos 2000, a escova com formol prometia o liso perfeito, em 40 minutos, por três meses. O custo, porém, era alto.

Em doses altas e sob o calor dos secadores, o formol se tornava um gás altamente tóxico. Entre os efeitos colaterais, estavam desmaios, vômitos, dores de cabeça, problemas respiratórios, queimaduras, além da queda do cabelo. Tanto para quem se submetia ao procedimento, como para os profissionais que aplicavam o produto.

Considerado cancerígeno, o formol foi proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) de ser utilizado em concentrações maiores que 0,2%, o que anula o efeito alisante da substância. Diante disso, várias técnicas de alisamento sem formol surgiram, mas será que elas são realmente seguras?

Como funciona o alisamento sem formol

A maior parte das escovas sem formol tem como base elementos como a carbocisteína, o tioglicolato de amônio e a etalonamina, que também possuem poder alisante, mas não causam tantos danos aos fios e à saúde, porque não alteram a estrutura do fio.

Por outro lado, por ser mais fraco, o alisamento sem formol pode não trazer resultados satisfatórios em alguns tipos de fio, como no caso do cabelo tipo afro, que tem estrutura em ziguezague. Isso porque esse tipo de cabelo costuma ser mais poroso e, portanto, mais fácil de ser danificado.

Nos cabelos cacheados, os resultados podem demorar a aparecer. Em outras palavras, se o objetivo for deixar os fios lisos, será necessário fazer mais de um aplicação.

modelo cabelo loiro ao lado

O procedimento

O processo de realização de um alisamento sem formol costuma ser simples e não requer nenhum tipo de preparação especial para os fios.

Logo no início, o cabeleireiro lava os cabelos com um shampoo de limpeza profunda com o intuito de limpar os fios e abrir as cutículas. Depois, ele retira toda a umidade com a ajuda do secador de cabelos e espalha o produto em todas as mechas com um pente fino e um pincel.

Passado o tempo necessário para o produto agir, os cabelos são enxaguados e recebem um neutralizante. Os fios são lavados novamente e, em seguida, basta fazer uma escova e passar a chapinha para finalizar.

secando o cabelo com secador

Depois do procedimento, dependendo do produto usado, o profissional recomenda que o cabelo não seja preso, para não marcar, nem lavado, para não tirar o efeito do produto. As recomendações valem por 48 horas. Além disso, para prolongar os efeitos da progressiva sem formol, é recomendado evitar shampoos de limpeza profunda ou antirresíduos. Faça hidratações em casa com produtos de qualidade com mais frequência.