Coluna da Gabi Vasconcellos: Feliz Cabelo Novo!

Gabi Vasconcellos
motivos ára ter um cabelo novo em 2018

Quer aproveitar a chegada do novo ano para fazer mudanças capilares? Na sua coluna, Gabi Vasconcellos dá muitos motivos para experimentar estilos diferentes.

2018 chegou e com ele a vontade de mudança. Arriscar um cabelo novo, dar um giro 360° na vida, trocar de carreira, encontrar um amor, viajar mais, viver com menos. Fato é que, embora ninguém saiba explicar muito bem o motivo, todo mundo espera que alguma coisa aconteça – e mude – a partir do primeiro dia do novo ano.

Essa vontade inexplicável de passar por algum tipo de transformação também envolve aspectos físicos, é claro. Quem nunca prometeu para si mesma perder alguns quilinhos ou entrar na academia no ano que se iniciava? E não podemos esquecer deles… aqueles que são nosso principal acessório. Que estão ali, bem em destaque. Que comunicam quem somos para o mundo, alteram nosso humor e modificam qualquer look (para o bem ou para o mal, convenhamos): nossos queridos cabelos!

Se você precisava de uma boa desculpa para investir em um cabelo novo, acredite: não encontrará nenhuma melhor. Mudar os fios no início do ano é como um ritual, a gente se desapega do que estava acostumada, daquilo que nos acompanhou durante todo o ano passado e se prepara para o novo.

Fato é que, embora ninguém saiba explicar muito bem o motivo, todo mundo espera que alguma coisa aconteça – e mude – a partir do primeiro dia do novo ano.

A primeira ideia que passa pela cabeça é dar um belo corte! Arriscar um comprimento mais curto, uma franja “diferentona”, repicar, deixar em camadas… vale ter como foco também as tendências bacanas para 2018, como o blunt cut (corte chapado, reto), algo super inusitado para quem, como eu, é cacheada. Os assimétricos com nuca de fora e cortes mais “tortinhos”, com um lado visivelmente mais curto que o outro, também são uma boa aposta.

E por que não descolorir? Colocar em prática aquela vontade antiga de ser ruiva? Ou de pintar o cabelo de azul? Para as meninas que começam a notar fios brancos mais visíveis, já cogitou assumir um granny hair natural?

Ainda que pareçam atitudes corajosas demais, elas também podem simbolizar um recomeço. Não é à toa que a primeira coisa que mudamos quando passamos por um grande rompimento é o cabelo. É como se fosse um grito de liberdade. O reflexo da mudança que estamos passando por dentro.

Mudar os fios no início do ano é como um ritual, a gente se desapega do que estava acostumada, daquilo que nos acompanhou durante todo o ano passado e se prepara para o novo.

E por falar em mudança… quem sente o desejo de assumir os fios ondulados, cacheados e crespos naturais super pode aproveitar esse momento e passar pela transição capilar. Vai ser um desafio, mas o que é o ano novo senão 365 chances de alcançar aquela meta?

Desafiar-se a usar menos chapinha e secador, por exemplo, também pode ser um objetivo interessante! Ou, como eu, que pretendo me desprender cada vez mais do padrão de cacho perfeito. Usar meu cabelo mais “messy”, mais despojado e me sentir bem com ele como estiver.

Arrisque mais com penteados, texturizações e formatos. Teste mil coisas diferentes de frente para o espelho. Veja o que gosta e o que não combina tanto com você. Mas vá mais longe! Saia na rua sem criar expectativas sobre o que vão pensar. É tempo de perder o medo, de se libertar cada vez mais de padrões impostos pelos outros ou por você mesma. 2018 chegou e está pedindo pelo novo. É hora de se permitir tentar.