Tortoiseshell hair: tudo sobre as mechas estilo casco de tartaruga

Ana | 10 maio 2016

Tortoiseshell hair é o novo ombré hair? Se depender das tendências de coloração, é melhor as mechas queridinhas das celebridades tomarem cuidado com seu posto de favoritoConheça tudo sobre a tendência aqui!

O nome tortoiseshell hair pode até ser um tanto complicado e difícil de pronunciar, mas seu significado é bastante simples e autoexplicativo: também conhecido pelo nome de écaille hair, quer dizer cabelo casco de tartaruga, em inglês, ou cabelo de casco, em francês. Isto é, um cabelo com mechas que mesclam o loiro e o castanho, em um degradê que se assemelha, de fato, a um casco de tartaruga. Interessante, não?

Tortoiseshell hair desvendado

Como o ombré hair, o tortoiseshell hair é uma tendência perfeita para quem tem cabelo mais escuro. Afinal, as raízes permanecem intactas e livres de química. Mas, diferente do ombré, que cria bastante contraste nas pontas, aqui as mechas se distribuem de verdade como no casco de uma tartaruga: as partes mais claras se concentram no centro do comprimento e as mais escuras no contorno. O resultado são mechas com efeito mais sutil. “Tortoiseshell é ideal para morenas, tanto para aquelas querem somente iluminar, como para aquelas que querem uma cor de impacto”, afirma Daniella Mathias, colorista do Square Hair & Care, em São Paulo.

Segundo a expert, as nuances da tendência vão do chocolate ao caramelo, passando também por leves toques de dourado. No salão, o cabeleireiro colorista primeiro analisa todo o comprimento para só então verificar quais mechas receberão cada cor. Por isso é tão importante não tentar repetir o processo em casa: só um profissional é capaz de criar uma fusão perfeita entre as mechas de tonalidades diferentes. “O retoque das mechas se faz em pontos estratégicos.  Particularmente, gosto de marcar sutilmente a franja e fazer um esfumaçado para gerar profundidade de cor e naturalidade”, confirma Olivier Costa, do salão Espaço Vip, no Rio de Janeiro.

Para seu efeito tartaruga durar muito

Ok, é verdade que ele não vai ter uma vida tão longa quanto a de uma tartaruga real, mas com os produtos e cuidados certos é sim possível estender seu efeito. “Para a manutenção da cor, sugiro o uso de produtos para cabelos coloridos”, recomenda Olivier.

Além disso, é preciso também ficar atenta à hidratação do cabelo, que tende a ficar mais ressecado, como acontece em qualquer outro processo químico. “Você vai ter uma perda de matéria capilar. Então, é preciso sempre se preocupar em hidratar e reconstruir os fios”, acrescenta Daniella Mathias. Em casa, a profissional recomenda a aplicação de máscara de tratamento uma vez por semana e um leave-in, para uso diário. No salão, vá de tratamentos reconstrutores, que devolvem a queratina perdida na coloração. É essa a proteína responsável pela força dos fios, que acabam ficando mesmo mais expostos, sensíveis e danificados.

Écaille hair + corte repicado = sucesso (e movimento)!

Um das grandes vantagens do tortoiseshell hair em relação a outros tipos de coloração é que sua mistura perfeita de mechas de cores complementares provoca uma ilusão de cabelo com mais movimento. Mas, é claro, que o efeito pode ser acentuado com um bom corte. “Cor e corte trabalham juntos. Independentemente do comprimento, é sempre bom ter um leve gradual nos fios para destacar pontas iluminadas”, diz Daniella. E Olivier concorda: “São aqueles de movimento natural dos fios, levemente repicados, podendo estar na altura ou abaixo dos ombros”. Quer aumentar ainda mais esse efeito? Então complete tudo com modelador de cachos largo no comprimento!

Sugestão de produtos: O tortoiseshell hair é lindo, lindo, mas resseca como qualquer outra mecha. Por isso, invista em alguns produtos ideais para cabelos tingidos. O Shampoo Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition e o Condicionador TRESemmé Blindagem Platinum e o Creme De Tratamento Seda Recarga Natural Força Antiquebra são bons exemplos.