Fluid hair painting: as mechas do momento

Já ouviu falar em fluid hair painting? Conheça essa técnica de mechas que tem feito a cabeça das mulheres.

Pensando em mudar o visual e pensa em optar por mechas ou luzes? Então você vai adorar o fluid hair painting, nova técnica que dispensa o uso de acessórios como papel alumínio e touca, usados nos métodos tradicionais. Essa técnica oferece um resultado mais fluido, espontâneo. Ela pode misturar várias cores, marcadas ou sutis, dependendo do desejo da pessoa. A diferença está mesmo na forma de aplicar a tintura.

Como fazer o fluid hair painting

O grande truque do fluid hair painting é mesmo o modo de aplicar a tinta. Em vez de ficar sentada, a pessoa precisa deitar a cabeça em uma superfície plana. Forrada com plásticos, a mesa de coloração é usada para esticar os fios que vão receber a química. Conforme o resultado desejado, eles são divididos em mechas maiores ou menores, que são abertas na mesa. O cabeleireiro, então, distribui a tinta com um pincel em cada uma delas.

A grande vantagem é que a posição dos fios, esticados sobre a mesa, oferece uma possibilidade melhor para a visualização e o manuseio dos cabelos. Dá para ver o resultado, observar como a coloração age,  e, se necessário, evitar, corrigir falhas ou manchas… Assim, no final, tudo fica do jeitinho que a pessoa pediu. Dá para conquistar um efeito natural, mais fluido. Por isso, o nome da invenção.

Coloridos ou tradicionais?

A técnica, que começou nos Estados Unidos e já se espalha pelo mundo, conquistando até famosas, virou uma das preferidas dos moderninhos. A maior parte prefere cores fantasias, como rosa, verde, roxo e até uma mistura entre vários desses tons. No entanto, nada impede de que o fluid hair painting seja usado com colorações mais tradicionais: loiro, castanho, mel, ruivo… Tudo depende, é claro, da vontade de quem vai receber a tintura.

Para todos!

Todo mundo pode se submeter ao fluid hair painting para ter um cabelo com mechas de efeito natural. Lisos, ondulados, cacheados, crespos… vale para todo mundo. O que importa, nesse caso, é a experiência do profissional que vai realizar a técnica, para saber adaptar a forma de coloração para cada tipo de fio e textura. É preciso saber, por exemplo, que os crespos e cacheados estarão esticados sobre a mesa de coloração, mas, depois de secos, vão adquirir outro formato, com curvas e ângulos. O resultado deve ser previsto na hora de aplicar a coloração.

Dá para fazer em casa?

Como a técnica do fluid hair painting exige que a pessoa incline a cabeça sobre uma mesa ou superfície plana, é impossível pintar os fios sem ajuda. Recomenda-se que a técnica seja realizada somente no salão e por um profissional especializado para realizá-la. Embora pareça simples, a aplicação das cores com o pincel exige um conhecimento técnico e todo um treinamento. É melhor não arriscar, não é?

Manutenção

Como acontece com qualquer coloração, quem opta pelo fluid hair painting precisa redobrar os cuidados com os fios, que passam a ter química. Hidratações com máscaras ou ampolas de tratamento, uso de produtos específicos para o seu tipo de cabelo, filtro solar, protetor termo-ativado e nada de água muito quente, para a cor não desbotar.

Sugestão de produtos: Na hora de hidratar, aposte na Ampola De Tratamento Dove Reconstrução Completa, que deixa o cabelo macio e é seguro para cabelos tingidos. Mas antes não se esqueça de lavar os fios com shampoo e condicionador hidratantes e levinhos, como Shampoo TRESemmé Keratin Smooth e Condicionador Seda Óleo Hidratação.