Cores fantasia: dicas e cuidados para aderir à tendência

All Things Hair | 20 abril 2016
×

Pintar os fios com cores fantasia, como roxo, azul e rosa, está em alta. Veja as dicas para chegar nos tons desejados e mantê-los bonitos por mais tempo.

Se a sua intenção é fazer uma mudança radical e divertida no visual, as cores fantasia, como roxo, azul, laranja, rosa e verde, são uma boa aposta. A moda vem do movimento punk inglês da década de 1970 e, recentemente, se tornou febre entre cantoras e famosas de Hollywood.  A lista de quem aderiu ao cabelo colorido não para de ganhar adeptas, ainda mais se considerarmos também a tendência dip-dye, em que somente as pontas do cabelo são pintadas com essas cores, como se tivessem sido mergulhadas na tinta.

Mas será que qualquer cabelo pode receber esse tipo de coloração? E quais cuidados são necessários para prolongar a cor fantasia nos fios e também mantê-los bonitos, hidratados e saudáveis? Esclarecemos essas e outras dúvidas com o expert Wilson Eliodorio. Confira!

Bê-á-bá das cores fantasia

Segundo Eliodorio, qualquer cabelo pode receber esse tipo de tintura, desde que seja feito, antes, um tratamento cuidadoso. “O primeiro passo é descolorir o fio. Assim, ele se torna mais poroso e os pigmentos superconcentrados da tinta penetram com mais facilidade nas mechas, colorindo-as. É altamente recomendável que essa etapa seja feita no salão, já que é muito delicada e exige domínio técnico. Para um leigo, é fácil de perder a mão”, esclarece.

Ele também acrescenta que o tom da descoloração pode variar de acordo com as tonalidades desejadas: para coloridos mais vivos, uma descoloração simples é suficiente. Porém, para coloridos mais clarinhos, como os tons pastel, o processo deve chegar perto do branco. Feito isso, é hora do profissional fazer uma pré-pigmentação, seguida de um enxágue, para só depois aplicar, de fato, o pigmento. Desse jeito, a intensidade dele ficará mais intensa.

A manutenção também importa

Uma das principais características das cores fantasia é que elas são muito voláteis, ou seja, desbotam com muita facilidade. Em geral, o pigmento se mantém inalterado apenas durante as primeiras cinco lavagens. “Depois disso, o cabelo vai ganhando tons de algodão doce”, diz Wilson Eliodorio.

Para cabelos tingidos, nossa dica é o Shampoo TRESemmé Blindagem Platinum, que tem o baixo PH e devolve o equilíbrio do cabelo quimicamente tratado.

Se quiser manter a cor parecida com aquela que você fez no salão, ele recomenda apostar em um retoque simples em casa, uma vez por semana, utilizando o próprio pigmento – o seu cabeleireiro pode recomendar o melhor tom para você comprar e passar nos fios, vale perguntar.

Aplique o produto antes do condicionador, mas, ao contrário do que é feito na lavagem tradicional, quando é preciso enxaguar muito bem para remover todos os resíduos, nesse caso, a recomendação é não exagerar no enxágue.
“Outro bom truque é misturar um pouco de pigmento na máscara de tratamento. Assim, você consegue ativar a cor, em vez de retirá-la, e ainda hidratar os fios, que tendem a ficar mais ressecados com a descoloração”, completa Wilson.

Dicas de produtos: a Máscara De Tratamento Nexxus Oil Infinite é um tratamento condicionante que ajuda a restaurar a barreira protetora da fibra capilar. Experimente também o Serum-in-oil Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition, que devolve a aparência saudável e natural do cabelo.

Para evitar que a cor desbote (ou, pelo menos, para tentar adiar ao máximo que isso aconteça), tente lavar os fios o menos possível (dia sim, dia não, por exemplo) já que o shampoo é abrasivo especialmente para esse tipo de coloração.