Lu Assis sobre turbantes: “Não perco a oportunidade de usar minhas coroas”

A vlogger te ensina a usar o acessório. Confira!

Muito mais que acessórios de beleza, os turbantes possuem um significado muito especial para Lu Assis, vlogger de Seda e uma das embaixadoras de All Things Hair. Ela, que exibe sempre belos penteados inspiradores para as meninas de cabelo crespo, investe nas amarrações para deixar o visual mais marcante e não esquecer de suas raízes. Tem dúvidas sobre como usar o turbante e quer saber mais sobre a história do acessório? Confira as dicas de Lu Assis nessa entrevista exclusiva.

ATH entrevista Lu Assis sobre turbantes

modelo de turbantes
Foto: Reprodução/Instagram @luciellenassis

Você confere tudo o que já saiu sobre a Lu Assis aqui em All Things Hair

All Things Hair: Os turbantes estão na lista dos acessórios que você mais usa. Quando começou a incluí-lo nas suas produções?

Lu Assis: Tem mais ou menos 3 anos que comecei a usar turbantes. Sempre achei as amarrações lindas, mas nunca tinha usado antes porque não sabia fazer. Agora, com a ajuda da internet, não perco a oportunidade de usar minhas coroas.

ATH: A peça possui algum significado especial para você?

Lu Assis: Com certeza! Antes de conhecer esse meio mais voltado para a militância e o social, via o turbante como algo lindo e só. Mas depois que conheci sua simbologia de empoderamento e resistência para a mulher negra, me senti muito mais segura para usar e quanto mais alto, melhor.

Gosto de lembrar de uma história contada por uma amiga minha sobre sua bisavó que viveu durante o período de escravidão e lembrava do dia em que os negros foram libertos. Ela dizia que as negras gritavam “Tamo forre! Tamo forre!” (“forre” seria alforriadas) e nesse momento uma das negras se aproximou dela, fez um turbante em sua cabeça e falou ” Agora a gente pode usar!”. Meus olhos se enchem de lágrimas quando imagino a cena.

modelo de turbantes
Foto: Reprodução/Instagram @luciellenassis

ATH: De que maneira o turbante pode ser visto como uma ferramenta de resistência e empoderamento?

Lu Assis: Acredito que o empoderamento começa quando a gente passa a entender o significado da peça. Ela em si já me faz sentir mais poderosa, me faz imaginar meus ancestrais fazendo cada amarração, passando as técnicas de mãe para filha e coisas assim. Não sei se isso acontece com todo mundo, mas me sinto reconectada com meu povo toda vez que uso turbante e não existe nada que me encoraje e empodere mais do que isso.

ATH: Quantos modelos diferentes você possui? Quais são os melhores tecidos?

Lu Assis: Não tenho nenhum que já venha pronto, portanto sempre crio minhas amarrações na hora e tenho alguns tecidos com arames nas bordas para fazer os modelos mais altos.

Gosto de priorizar tecidos sem elastano e mais encorpados para que o turbante tenha mais movimento. Não gosto de tecidos que estiquem muito, porque a gente acaba perdendo a noção do quanto estamos apertando ele na cabeça e depois pode acabar ficando desconfortável.

Também é sempre bom abusar das estampas. Apesar de sempre estar com roupas mais neutras, quando o assunto é turbante não gosto de nada que seja básico demais. Quanto mais colorido, melhor.

modelo de turbantes
Foto: Reprodução/Instagram @luciellenassis

ATH: Em quais ocasiões costuma usá-los? Ensina para a gente quais as formas de amarrar que você mais gosta?

Lu Assis: Acredito que não existe ocasião para usar turbante. Uso para qualquer lugar que me dê vontade independente da ocasião.

Minha forma de amarrar preferida é a que cobre todo o cabelo e fica bem alta, inclusive tenho um tutorial no meu canal ensinando a fazer. Essa amarração pode ser feita em quem tem cabelo curto também, é só fazer uma trouxinha de pano, colocar na cabeça e fazer o turbante por cima.

modelo de turbantes
Essa amarração pode ser feita em quem tem cabelo pequeno também | Foto: Reprodução/Instagram @luciellenassis

ATH: Quem não tem turbante em casa consegue fazer alguma adaptação para testar o estilo ou é necessário ter um acessório específico?

Lu Assis: O acessório é o tecido, então todo mundo pode fazer em casa sem problema nenhum.

ATH: Qual dica daria para quem tem vontade mas ainda não arriscou o visual?

Lu Assis: Tudo vem com o tempo. No início você vai estranhar as pessoas te olhando na rua, mas depois fica tudo tranquilo. Acho que funciona da mesma forma que com o nosso cabelo volumoso que demoramos um pouco para aceitar. Depois que a gente entende como é lindo, é só amor.

modelo de turbantes
Foto: Reprodução/Instagram @luciellenassis

Sugestão de produtos

Para cuidar dos cabelos crespos indicamos a dupla de Shampoo Seda Keraforce Original e Condicionador Seda Keraforce Original, que fazem parte da linha desenvolvida especificamente para cabelos crespos sem química. Após a lavagem, seja para desembaraçar ou realizar uma fitagem, você pode usar o Creme para Pentear Dove Ultra Cachos.