Não sou obrigada: 8 comentários ofensivos sobre cabelos crespos que mulheres crescem ouvindo

Um novo dia, um novo comentário constrangedor. É assim que muitas mulheres negras e crespas se sentem em relação aos próprios cabelos, motivo pelo qual muitas se submetem a relaxamentos e processos químicos para conquistar fios lisos e sem volume. Os comentários ofensivos sobre cabelos crespos vão desde perguntas aparentemente inofensivas, sobre legitimidade capilar, a toques constrangedores e não autorizados nos fios.

A relações-públicas Ana Paula Souza Santos, de 26 anos, sente isso na pele – e nos cabelos – todos os dias. Chovem perguntas e opiniões indelicadas, além de observações que carregam o racismo enraizado nas entrelinhas, até mesmo de quem ela nunca viu na vida. A desconstrução precisa ser diária, já que ela ainda carrega traumas e dores por nunca ter se enquadrado em um estereótipo que não tem a ver com sua natureza.

“Quando era criança, tinha receio de dormir na casa das amigas e de como meu cabelo ia acordar, porque eu não conseguia penteá-lo sozinha. A gente cresce ouvindo que nosso cabelo é ruim, feio e dá trabalho. O cabelo crespo já nasce criminalizado”, explica Ana Paula.

Falamos com ela sobre alguns comentários ofensivos sobre cabelos crespos que mulheres estão apenas cansadas de ouvir. Leia os comentários de Ana Paula logo abaixo das frases.

comentários ofensivos sobre cabelos crespos
Reprodução: Instagram @annssantos

8 Comentários ofensivos sobre cabelos crespos

1. “Seu cabelo é de verdade?”

Isso acontece todo dia, em todo lugar. Até em entrevista de emprego. As pessoas perguntam se é meu e se é real. Ué, eu paguei, logo, é meu. E outra, a pergunta dá a entender que o cabelo de uma mulher negra não pode crescer e ser bonito, senão, não é dela. Tem um monte de menina branca que usa extensão e você não vê ninguém perguntando isso. Além disso, é super invasivo. E se a pessoa tem algum problema, como alopecia, e não está confortável com isso?

2. “Posso pegar no seu cabelo?”

Uma coisa é um amigo ou familiar pegar no meu cabelo, o que já é um pouco desconfortável, sem falar nada. Mas algumas pessoas estranhas, que eu nunca vi na vida, já chegam pegando, sem nem falar nada. E, quando falam, perguntam aquilo sobre ser ou não cabelo de verdade. É um combo de constrangimento, gente.

3. “Como você lava esse cabelo?”

Ai, querida, eu faço assim: tiro da cabeça, coloco no tanque, deixo de molho e depois bato na máquina de lavar. Shampoo e condicionador? Nem sei o que é! Tá, eu sei que alguns cabelos têm técnicas específicas, mas não é como se eu não lavasse a cabeça como todo mundo. Esse é um dos comentários ofensivos sobre cabelos crespos que faz com que você se sinta de mentira, como se não fosse como as outras pessoas que lavam os cabelos normalmente no banho

4. “Seu cabelo molha?”

Tipo de comentário que simboliza o máximo do racismo. Cabelo crespo não absorve água da mesma maneira que cabelo liso, mas isso não significa que a água não entra aqui. É aquela crença de que o cabelo crespo é duro e ruim, uma bagunça.

comentários ofensivos sobre cabelos crespos
Reprodução: Instagram @annssantos

5. “Seu cabelo não começa a cheirar mal?”

É inacreditável!  Tem gente que até se aproxima com cautela porque acha que cabelo crespo é sujo, mal-cuidado, com um cheiro ruim. Como se só o nosso corpo, a nossa cabeça pudessem produzir algum tipo de odor diferente. Ou, de novo, como se não usássemos shampoo e condicionador como todo mundo.

6. “Tem que ter coragem para assumir o cabelo crespo”

Acho que a palavra “assumir” não tem um peso legal. É ambígua, porque dá a entender que você está assumindo algo que, no fundo, é errado. Traz uma carga negativa para o nosso processo de aceitação. Eu estou apenas me amando, e não assumindo um cabelo que deveria ser escondido.

7. “Que exótico o seu visual”

Exótico por que, gente? Existem negros e negras em todos os cantos do mundo, com os mesmos cabelos crespos, armados e volumosos. Exótico é fugir à lógica do cabelo liso, sem volume e com raiz baixa?

8. “Mas liso dá muito menos trabalho, né”

Sempre vão colocar o cabelo liso como superior. É mais isso, mais aquilo. Cada cabelo é um cabelo, cada um é cada um. Para algumas meninas, secar e passar chapinha é muito mais complicado do que definir os cachos. Não tem problema uma menina negra e crespa querer os cabelos lisos por praticidade, mas isso não é uma verdade absoluta. O problema é que a sociedade nos impõe isso desde cedo, como quando vemos crianças com cabelos relaxados “porque dá menos trabalho”.

Sugestão de produtos

Cabelos crespos e cacheados precisam de muita hidratação, principalmente por serem mais frágeis. Por isso, nossa dica é o Shampoo TRESemmé Selagem Capilar Crespo Original e o Condicionador TRESemmé Selagem Capilar Crespo Original, que ajudam a nutrir e modelar os cachos dos cabelos crespos.

E para manter o penteado, recomendamos o Creme para Pentear Seda Cachos Definidos, que sela os cachos e mantém a hidratação perfeita ao longo do dia.