Alongamento seguro no cabelo crespo: veja as dicas mais importantes

Para um alongamento seguro no cabelo crespo é preciso seguir cuidados especiais e encontrar um profissional de confiança.

Para ter cabelos longos, muitas mulheres recorrem à praticidade das extensões, que garantem comprimento, cachos definidos e cheios de movimento em poucas horas. Porém, para um alongamento seguro no cabelo crespo é preciso seguir alguns cuidados especiais e encontrar um profissional de confiança, caso contrário os resultados podem ser desastrosos.

Cuidados prévios para um alongamento seguro no cabelo crespo

Antes de tudo, é importante saber que nem todo cabelo crespo ou afro pode ser submetido a um alongamento. O procedimento não é recomendado para fios muito finos, fracos, quebradiços ou com muita química, porque o peso das mechas pode estimular a queda.

De toda forma, mesmo que os cabelos estejam saudáveis, é aconselhável fazer duas sessões com intervalo de 15 dias de tratamentos reconstrutores a base de queratina para deixar os fios crespos mais fortes e resistentes para ter a garantia de um alongamento seguro no cabelo crespo.

Ao fazer o alongamento

Existem várias técnicas para conquistar os desejados cabelos longos, cada uma delas com uma particularidade. Porém, todas elas demandam alguns cuidados especiais para que o alongamento seja seguro e tenha um acabamento natural, sem deixar evidente que você está usando extensões.

Também é necessário ter, no mínimo, três centímetros de comprimento no fio natural para que o alongamento possa ser aplicado.

A primeira dica é ter cuidado com a escolha do cabelo a ser usado. Os profissionais recomendam que sejam usados apenas fios naturais, nacionais ou importados, e com a textura o mais próximo do natural possível, para evitar contraste e fazer com que o alongamento seja imperceptível.

Então, compare bem o aplique com seus cachos ao natural e tente encontrar o que mais se aproxima. Também é possível mandar fazer um permanente a vapor, sem química, no aplique para que ele fique com cachos na espessura desejada. Outra opção é fazer um relaxamento suave na raiz para poder usar um alongamento com cachos mais naturais.

Escolhido o cabelo e a técnica, o cabeleireiro deve colocar mecha por mecha para ir moldando o formato dos cabelos de acordo com o caimento dos fios. O alongamento deve respeitar as características naturais do cabelo e a forma de aplicação depende da textura e da quantidade de cachos já existentes, assim como o formato da cabeça e o sentido do crescimento dos fios.

No fim, deve ser feito um corte, que pode ser em camadas e com base arredondada, para ajudar a mesclar os fios naturais aos cabelos novos.

Manutenção do alongamento para durabilidade e saúde dos fios

Com os cabelos já alongados, os cuidados devem ser os mesmos de um cabelo natural: lavar a cada 2 ou 3 dias, sempre com produtos específicos para cabelos crespos, seguindo a rotina de shampoo, condicionador, máscaras de hidratação semanais e uso ocasional de shampoos antirresíduos para remover um possível acúmulo de produtos finalizadores junto a cola do alongamento.

Já quem usa o alongamento entrelaçado, no entanto, deve dar preferência para lavar o cabelo no salão, com o auxílio de um profissional capacitado para e com o cuidado extra de secar muito bem a raiz para evitar fungos. O uso de um tônico capilar na raiz também é muito indicado nesses casos.

Além desses cuidados de higiene, recomenda-se evitar dormir com os cabelos molhados para não correr o risco de embaraçar os fios e não usar o secador, chapinha ou modeladores de cachos nas emendas, para prevenir que elas derretam e soltem seu aplique.

Se você gosta de prender os cabelos em rabos de cavalo, tente fazer isso de maneira mais frouxa, para não tensionar demais a raiz do cabelo, o que pode causar a tração e a consequente queda dos fios. Também é aconselhável ficar longe das químicas muito fortes, como progressivas, para não correr o risco de perder parte das mechas nestes procedimentos.

Em média, os alongamentos precisam ser refeitos a cada três meses, já que com o crescimento natural dos fios, as mechas vão se distanciando da raiz, comprometendo o visual.

Marque um horário com seu cabeleireiro de confiança para remover as extensões e, para garantir um alongamento seguro no cabelo crespo, faça intervalos de, pelo menos, 24 horas entre a retirada de um alongamento anterior e a colocação de um novo, assim o cabelo consegue respirar, descansar, manter o padrão de crescimento natural dos fios e, consequentemente, ficar saudável.

Portanto, se você estiver considerando ter cabelos longos, tenha essas dicas em mente para conquistar um alongamento seguro no cabelo crespo e assim garantir fios saudáveis e resistentes.

E, lembre-se, de sempre procurar um profissional especializado na técnica para ter a certeza de que seus cabelos não serão prejudicados pelo alongamento.

Dicas de produtos

Mesmo se você estiver com o alongamento do cabelo, os seus fios e couro cabeludo precisam receber uma limpeza profunda. Sugerimos o Shampoo TRESemmé Expert Perfeitamente (des)arrumado, que ajuda a eliminar toda a oleosidade prejudicial à saúde dos cabelos. Quando for fazer hidratação, nossa dica é o Creme de tratamento Dove Recuperação Extrema, que ajuda a reconstruir a fibra capilar, nutrindo profundamente os cabelos. Depois que retirar o alongamento e sentir que os fios estão caindo (isso pode acontecer porque o aplique “puxa” os fios), procure por produtos que combatam a queda capilar, como o Creme de Pentear Dove Controle de Queda que reduz a quebra dos fios e previne a queda ao pentear.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)