Permanente digital: o processo que deixa os cabelos lisos com cachos naturais

Seu sonho é ter um cabelo cacheado incrível, mas você não tem paciência para modelar os fios todos os dias? Essa técnica promete ser a solução para o problema.

Você já ouviu falar no permanente digital? Essa novidade dos melhores salões de beleza é para quem tem cabelo liso, mas quer ficar com aquele ondulado natural, sabe? Diferente do permanente tradicional, que usa química mais pesada, o digital usa produtos leves, que não vão danificar os seus fios. Então os cabelos são enrolados em bigudinhos e entra em ação o aparelho digital, responsável por ondular os fios. Entenda mais sobre o processo.

Afinal, como funciona o permanente digital?

O nome do processo pode até parecer curioso à primeira vista. Será que a novidade leva composições químicas tão fortes quanto as usadas no permanente tradicional famoso nos anos 80? A semelhança acaba praticamente no nome. Diferente da técnica clássica, os produtos utilizados na versão atual têm ativos bem mais suaves para não prejudicar nem a saúde dos fios, nem do couro cabeludo. Seu grande trunfo está em um aparelho digital de calor que ajuda a “memorizar” os cachos no cabelo liso, alterando a estrutura dos fios. O resultado são cachos abertos em vez de fechadinhos. No entanto, o volume poderoso permanece firme e forte.

No salão, o permanente digital funciona da seguinte maneira: primeiro o cabeleireiro aplica nos fios um produto à base de amônia. Isso significa que, para não correr o risco de acabar danificando demais suas mechas, é importante não ter passado por nenhum outro procedimento com química, como escova progressiva ou coloração. Em seguida, o comprimento é enrolado em bigudins especiais ligados ao aparelho responsável por aquecer os fios e cacheá-los. Prepare-se para ficar bastante tempo no salão, já que o processo chega a durar até três horas, em média. Mas tanta espera tem seu lado positivo: os cachos têm duração de até seis meses e só saem com um bom corte.

Cachos para todas

Mas será que todas as mulheres de cabelo liso podem aderir à permanente digital? A resposta é sim, pelo menos se depender do comprimento. Até mesmo quem tem cabelo curtinho consegue um cabelo ondulado incrível. Mas quem realmente consegue o efeito de mais destaque são as mulheres de cabelos longos e médios de textura fina, já que ao longo do tempo os cachos vão ficando cada vez mais concentrados nas pontas.

Outro detalhe importante: o processo funciona melhor com quem tem cabelo virgem, isto é, que não tenha sido submetido a nenhum outro processo químico como alisamentos ou colorações. Isso porque, como o produto utilizado é à base de amônia, existe o risco de causar uma quebra química dos fios quando em reação com as outras substâncias adicionadas anteriormente. Por isso, antes de aderir à permanente digital, não se esqueça de abrir o jogo com seu cabeleireiro de confiança em relação a tudo que você já fez nos fios. Só ele é capaz de avaliar o estado real do seu cabelo e decidir se vale a pena ou não apostar na técnica. Se não for o seu caso, o modelador de cachos é a opção mais segura (sempre que acompanhado de protetor térmico, claro).

Sugestão de produtos: O Creme Para Pentear TRESemmé Cachos Perfeitos pode te ajudar na hora de pentear os seus recém-conquistados cachos, o Spray Texturizador TRESemmé Expert Pefeitamente (Des)arrumado, que dá movimento aos fios. Outra dica é o Sérum-em-óleo Regenerate Nutrition, de Dove, para deixar os fios macios.