Michele Crispim, campeã do MasterChef 4: “Não sou escrava da beleza, mas sou vaidosa e adoro uma superprodução”

Saiba como está a carreira e a vida da última campeã do MasterChef!

Nós de All Things Hair somos assumidamente fãs do programa culinário MasterChef. Além de acompanhar a competição culinária, ficamos sempre de olho nos cabelos dos participantes, claro. Por conta disso, nós entrevistamos a campeã da última edição que tem um cabelo maravilho: Michele Crispim. Ela também nos contou sobre como está a carreira, carinho dos fãs nas redes sociais e muito mais. Confira!

All Things Hair entrevista Michele Crispim

Michele Crispim
Foto: Divulgação

All Things Hair: Michele, como é o seu cabelo natural?

Michele Crispim: Ele é cacheado e castanho escuro.

ATH: Como é a relação com o seu cabelo? Sempre lidou bem com ele?

Michele Crispim: Sempre tive uma boa relação com o meu cabelo, sempre gostei e cuidei dele natural. Usei ele cacheado e comprido por muito tempo, até que recentemente resolvi mudar. Hoje uso ele mais curto e quase sempre liso.

Michele Crispim
Foto: Divulgação

ATH: Como você cuida dos seus fios? Desde a lavagem até a finalização.

Michele Crispim: Eu lavo um dia sim e outro não, uso shampoo no couro cabeludo e condicionador nas pontas. Depois uso um protetor térmico para secar e finalizo com um óleo de silicone nas pontas. Vou ao salão quinzenalmente e meu cabeleireiro optou por um tratamento natural para deixar ele mais liso e facilitar o meu dia a dia.

ATH: Em vários episódios do MasterChef você estava com rabo de cavalo. É o seu penteado preferido? Quais outros você gosta de fazer?

Michele Crispim: Sim! Eu adoro fazer rabo de cavalo com um ‘topetinho’ mais alto na frente. Mas ultimamente tenho gostado de tranças também.

ATH: Recentemente você cortou os fios um pouco abaixo dos ombros. Porque sentiu vontade de mudar o visual? Tem relação com essa nova fase da sua vida?

Michele Crispim: Acredito que sim! Eu usei durante muitos anos o meu cabelo com o mesmo corte, mesma cor e comprimento. O cabelo crespo é lindo, mas dá mais trabalho. Então fica mais fácil para o meu dia usar os fios mais curtinhos e lisos. Eu achei que fiquei mais moderna com esse estilo e parece que combinou com o meu momento mais maduro.

Michele Crispim
Foto: Divulgação

ATH: Você acha que a mulher precisa estar com o cabelo lindo sempre, até mesmo na correria de uma cozinha?

Michele Crispim: Não acho que precisa estar. Mas acho que se quiser estar, é válido, sim! Para que eu me sinta bem e confortável, eu cuido do meu visual. É uma característica minha desde criança. Não sou escrava da beleza, mas sou vaidosa e adoro uma superprodução.

ATH: Como se apaixonou pela gastronomia?

Michele Crispim: Eu sempre fui apaixonada pela cozinha. Cozinho desde cedo com os meus pais, e quando cresci e comecei a frequentar diferentes restaurantes, sabia que em algum momento a gastronomia seria o meu caminho. Eu amo cozinhar e fazer as pessoas felizes com um prato cheio de comida e afeto. É o que me faz feliz!

ATH: O que está achando da fama depois que entrou no MasterChef?

Michele Crispim: Estou feliz com o carinho que venho recebendo do público. Eles sempre tiveram ao meu lado durante a competição e continuam me apoiando nos meus projetos. Eu tento retribuir ao máximo a atenção que recebo deles, pois eu adoro essa troca que principalmente as redes sociais nos proporcionam.

ATH: Quais os seus planos de carreira a partir de agora?

Michele Crispim: Estou me dedicando aos eventos de gastronomia, cozinhando e ministrando algumas aulas show onde posso compartilhar o conhecimento que adquiri e a minha experiência no programa. Tenho um canal no Youtube também, onde lanço novos vídeos de culinária todas as terças-feira. Estou feliz e aproveitando o momento. Pretendo realizar meu curso na França no ano que vem e depois abrir meu próprio negócio.

Michele Crispim
Foto: Divulgação

Sugestões de produtos por ATH: Shampoo Seda Pós Alisamento QuímicoCondicionador Seda Pós Alisamento Químico e Creme De Tratamento Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition.