Descubra o cabelo curto assimétrico perfeito para você

O cabelo curto assimétrico, uma das tendência capilares da década de 60, voltou à moda. Escolha o perfeito para você!

O cabelo curto assimétrico foi uma das maiores tendências capilares dos anos 60. O ideal de beleza andrógino e quase infantil do período refletiu no aparecimento de modelos, atrizes e cantoras com cabelos gradativamente mais curtos e desconexos. Volta e meia presenciamos o retorno de modas das décadas de 50 e 60 e uma onda de interesse no vintage e retrô. E, em meio a essa nostalgia, o cabelo curto assimétrico voltou a fazer a cabeça das fashionistas.

Cabelo curto assimétrico para todos os gostos

Franja e mullets

O cabelo curto assimétrico remete com frequência aos anos 60, mas o mullet, uma de suas variações, foi o principal corte da década de 80 e início dos anos 90. As características desse corte eram o comprimento curto da frente e das laterais do cabelo, em conjunto com um topete de tamanhos variados e os fios mais longos atrás que, invariavelmente, cobriam a nuca. Hoje, o mullet surge revisitado, menos radical e com adaptações como a franja reta e volumosa cobrindo a testa.

Dica de produto: Creme Leave-in Emergencée de Nexxus.

Joãozinho com franja curta

O corte joãozinho é queridinho por quem deseja valorizar os traços do rosto. Ao contrário do que se pensava há alguns anos, o modelo joãozinho enfatiza a feminilidade. Fica perfeito em quem tem traços mais delicados e orna com os estilos de mulheres de todas as idades. A franja repicada e curta garante um visual mais moderno, sem perder a delicadeza. As mechas laterais um pouco mais compridas permitem que esse corte de cabelo curto assimétrico alongue a face. Por esse motivo, fica bem até mesmo em mulheres com formato de rosto redondo.

Dica de produto: Óleo Dove Pure Care Dry Oil de Dove.

Desconectado com franja lateral

Esse corte é um grande aliado de quem possui rosto quadrado, cabelos lisos ou fios finos e sem volume. Quanto mais longo e reto for o cabelo, menor será a aparência de volume. Com um comprimento entre o bob e o pixie, o cabelo curto assimétrico com franja lateral é um curto não muito delimitado. Portanto, além de aumentar a sensação de volume dos fios, é perfeito para as que querem se aventurar mas sem radicalizar. Além disso, o corte permite uma maior variedade de camadas, desfiados e toques pessoais.

Dica de produto: Spray texturizador EXPERT Perfeitamente (Des)arrumado de TRESemmé.

Franja curtíssima e laterais desconexas

A franja curtíssima foi muito usada na década de 50, rotineiramente penteada para o lado. Hoje, surge com os mais diferentes volumes, finalizada com pontas retas ou repicadas e termina desde a parte superior da testa até dois dedos acima da sobrancelha. A combinação da franja curtíssima com as laterais desconexas garante um ar de imponência ao visual, além de disfarçar bochechas proeminentes. O corte valoriza mulheres com rostos ovais, retangulares, cabelos lisos, ondulados, fios grossos ou finos. É um cabelo curto assimétrico e, portanto, inovador, mas nem por isso deixa de ser democrático.

Dica de produto: Ampola de tratamento Reconstrução Completa de Dove.