Truque da editora: como recuperei meu cabelo descolorido

Como recuperar a saúde e a beleza do cabelo descolorido? A nossa editora dá todas as dicas que funcionaram para ela. 

O meu cabelo é liso, grosso e muito longo – e sempre foi bastante saudável. Preciso comentar que ele sempre foi também muito fácil de lidar. O fato de ser liso o impedia de acordar sem forma, a grossura dos fios evitava o frizz e o comprimento me permitia fazer absolutamente qualquer tipo de penteado. Porém, decidi que queria ter um mechas e descolori os fios até bem próximo da raiz. O problema é que, logo depois da ida ao salão, a textura do meu cabelo descolorido em nada lembrava a textura natural. Cheio de frizz, fios porosos, volume esquisito (nada daquele volume saudável e bonito), pontas ressecadas.

Tenho cabelo descolorido, e agora?

A verdade é que, se houvesse como, eu provavelmente teria escolhido voltar no tempo e deixar para lá a ideia de ter cabelos coloridos. Mas não havia, então eu teria que cuidar dele mesmo porque, desde o início, a ideia era passar longe da tesoura.

Uma informação importante é que não houve corte químico: meu cabelo ficou poroso, mas não elástico. Ele teria ficado elástico se eu tivesse descolorido fios que tivessem sido submetidos a uma química incompatível com o descolorante ou que fossem mais frágeis do que os meus. Por isso, por mais danificados que tenham ficado depois da descoloração, eles não caíram ou quebraram. E é por isso que o teste de mecha é fundamental: para saber se seu cabelo aguenta o procedimento, a química ou a tintura.

Como recuperei meu cabelo descolorido

E é agora que entram os cuidados efetivos. A primeira grande mudança na minha rotina é ter adotado o cronograma capilar. Eu sei que o cronograma costuma ser associado a quem está passando por transição capilar ou tem fios crespos e cacheados, mas ele também é um grande aliado dos fios lisos e coloridos.

Adotei o cronograma básico para fios danificados e dei adeus às lavagens de cabelo que duravam poucos minutos. Comecei a passar máscara de tratamento toda vez que lavava o cabelo, e fazia isso de duas a três vezes por semana. A a linha TRESemmé Hidratação Profunda foi a minha escolha para a fase de hidratação e a Máscara De Tratamento Nexxus Emergencée, a escolha para os dias de reconstrução. E, ao menos uma vez na semana, potencializava o efeito do creme com uma touca térmica. Parece truque da vovó – e é mesmo!

Outras coisas que fiz e recomendo para todo mundo que também tem cabelo descolorido: passe longe do calor. Escolha água fria ou, no mínimo, morna para lavar os fios. Esqueça o secador, a chapinha, o modelador de cachos. Eu sei que a vontade é esconder, mas tenha calma. Melhor ter uma noção real do estado do cabelo e cuidar dele para não precisar de subterfúgios do que mascarar e precisar lidar com o problema por muito mais tempo. Evite também tomar banho de piscina ou de mar. Todos esses cuidados emergenciais devem durar, ao menos, um mês. Ao final desse mês, seu cabelo será outro.

Depois do primeiro mês, recomendo continuar com o cronograma. Já as ferramentas quentes já podem voltar à rotina: com parcimônia e precedidas de um protetor térmico, mas podem. Usei o Creme Para Pentear Seda Óleo Hidratação, que tem proteção térmica e é um bom aliado.