Para os homens: como cuidar do cabelo na natação

Fios ressecados pelo cloro podem ser um lado ruim do exercício. Mas nós ajudamos a evitar o problema.

Embora a natação seja ótima pedida como exercício, para o cabelo, ela pode ser uma vilã. O contato frequente com o clor,  um dos agentes externos que mais ressecam o cabelo, pode danificar os fios. E o resultado é falta de brilho, frizz, aspereza. Para evitar isso, listamos dicas de como cuidar do cabelo na natação. Apostar na prevenção é a melhor forma de preservar a beleza do cabelo.

O cloro tem um efeito acumulativo na camada mais externa dos fios. Depositado ali, torna o cabelo mais propenso à formação de nós e, por isso mesmo, difícil de pentear. Quanto maior o comprimento, mais os danos aparecem e incomodam. Nos cabelos médios e longos, podem aparecer pontas duplas, além de a aspereza ser mais acentuada.

Como cuidar do cabelo na natação: antes

Óleos

Antes de colocar a touca, passe nos fios (mesmo nos mais curtos) um pouco de leave-in. Dê preferência para os óleos, porque eles conseguem proteger o cabelo contra a ação do cloro. Além de blindar os fios, também ajudam a hidratá-los. Quem tiver cabelo médio ou comprido vai perceber, logo na primeira primeira vez que usar esse recurso, o cabelo bem mais maleável.

Como cuidar do cabelo na natação: durante

Touca(s)

Na maior parte dos clubes e academias, quem nada para se exercitar precisa usar touca nos cabelos. O uso do acessório serve para manter a boa qualidade da água, evitar entupimentos no sistema de tratamento da piscina e, ainda, para favorecer a performance do nadador. Cabelos médios ou compridos podem prejudicar a precisão dos movimentos. A boa notícia é que a touca também ajuda a preservar o cabelo. Por isso, indicamos não apenas o uso de uma, mas de duas: primeiro, a de tecido e, depois, a de silicone.

Como cuidar do cabelo na natação: depois

Qualquer que seja o comprimento do seu cabelo, o primeiro passo ao sair da piscina deve ser tomar uma ducha, para ajudar a retirar o cloro dos fios. Mas água não basta. É preciso investir em produtos hidratantes. Cabelos curtos dispensam o condicionador. Mesmo eles, entretanto, precisam de atenção ao escolher o shampoo. Nada de produtos contra a oleosidade ou do tipo antirresíduos, que tendem a acentuar a aspereza de fios que já estejam ressecados.

Fios médios médios merecem condicionador. Esse produto ajuda a fechar as cutículas dos fios, tornando-os menos propensos a danos, como o aparecimento de pontas duplas e do frizz. Se o cabelo for comprido, é indispensável incluir na semana um momento para hidratação profunda, com máscara de tratamento.

Os fios longos, além do condicionador, devem contar com uma ajuda a mais na hidratação. O creme para pentear, com nome autoexplicativo, torna mais fácil o momento de usar o pente. E também ajuda a dar um efeito com ondas se, depois de aplicar, você amassar as mechas com as mãos. Cabelos compridos também se beneficiam de máscaras de hidratação profunda e de óleos essenciais. Invista nisso, uma vez por semana. Para facilitar, vale aplicar os produtos durante o banho, entre o uso do shampoo e do condicionador.

Sugestão de produtos: Shampoo Clear Men Limpeza Diária 2 Em 1, que ajuda a proteger os fios e o couro cabeludo. Para caprichar na hidratação, Dove  Men+Care Condicionador Força Hidratante e Creme para Pentear Dove Men+Care Força e Controle.