Saiba como descolorir cabelo asiático

Descolorir cabelo asiático pode ser demorado e requer cuidados especiais

Qualquer tipo de cabelo sofre com processos químicos como tinturas e alisamento, mas quando o assunto é descolorir cabelo asiático, alguns cuidados especiais devem ser tomados.

Esse tipo de fio pode ser descolorido, sim, entretanto, segundo o hairstylist Diego Queiroz, do MG Hair, em São Paulo, a descoloração é mais difícil porque os cabelos asiáticos costumam ser muito grossos e pigmentados, o que dificulta o processo.

Como descolorir cabelo asiático?

Diferente de outros estilos de cabelos, os asiáticos costumam ser muito escuros, o que requer paciência para descolorir e chegar no resultado desejado. “Por ter muito pigmento, a quantidade de aplicações de descolorante vai ser maior do que em um cabelo claro, por exemplo. É necessário mais de uma sessão de descoloração, pois os fios asiáticos, tendem a puxar para o vermelho”, explica Diego.

Dessa forma, não é possível, na maioria das vezes, conseguir um bom resultado só em um dia. “Para deixar o cabelo no tom loiro, o cabeleireiro precisa reaplicar o pó descolorante e, em alguns casos, isso não é possível no mesmo dia porque é necessário repor os nutrientes e a queratina que se perdem nesse processo. Isso tudo é necessário para manter a saúde do fio”, alerta.

Portanto, nada de ansiedade para ver o resultado rápido, já que pode ser necessária mais de uma ida ao cabeleireiro. Tudo depende do tom que a pessoa quer atingir com a descoloração e do tipo de fio.

Cuidar é preciso

A descoloração é um procedimento agressivo e, de acordo com Diego, pode deixar os fios “fragilizados e sensíveis”. Por isso, o profissional indica a hidratação frequente dos fios e “tratamentos com produtos que repõem os nutrientes para o cabelo, como queratinização e cauterização”, que devem ser feitos no salão.

O hairstylist também indica “produtos à base de proteínas e aminoácidos, que ajudam a nutrir e reconstruir a fibra capilar”.

Sugerimos o Shampoo Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition, pensado especialmente para os cabelos quimicamente tratados, ajuda a limpar suavemente os cabelos sem agredí-los, eliminando resíduos que prejudicam a saúde dos fios que precisam de um cuidado especial todos os dias.

Para manter os cabelos hidratados e com controle do frizz, uma boa pedida é o Condicionador TRESemmé Keratin Smooth, que foi com queratina hidrolisada, uma das principais proteínas do cabelo, que auxilia na hidratação e saúde dos fios.

Cabelos com química tendem a ficar mais secos e opacos, por isso, sugerimos também o  Óleo Nexxus Oil Infinite, leave in que ajuda a deixar os fios macios e hidratados, mas sem deixá-los pesados.

De olho nos retoques

Qualquer cabelo tingido precisa de manutenção, principalmente por causa da raiz, que cresce e fica diferente do tom do restante dos fios. Por isso, é preciso de tempos em tempos fazer uma visita ao salão para retocar a cor dos cabelos com um profissional.

Entretanto, o intervalo do período de tempo para à ida ao cabeleireiro depende do estilo de descoloração. “O retoque vai depender de como o cabelo cresce. Se o cabeleireiro faz uma técnica que preserve a raiz natural, é necessário visitar o salão de dois em dois meses. Já se a descoloração for aquela que vem da raiz, assim que os fiozinhos derem as caras, e necessário retocar”, aconselha Diego.