Conheça os principais tipos de produtos para alisar cabelo e cuidados

Saiba as diferenças entre os principais tipos e tire suas dúvidas sobre alisamento de cabelo

Os cabelos crespos e cacheados naturais têm ganhado cada vez mais força, ainda bem! Ainda assim, há um grande número de pessoas que preferem manter os fios lisos, por achar que eles são mais práticos e demandam menos tempo na hora de cuidar. Pensando nisso, conheça abaixo os principais tipos de produtos usados para alisar o cabelo e entenda como eles funcionam. E saiba porque não é uma boa ideia aprender como alisar o cabelo em casa.

Escova progressiva

Existem atualmente inúmeros tipos de escovas progressivas, mas por serem procedimentos químicos, elas devem ser aplicadas por um profissional. Esses produtos precisam ser selados com o calor do secador e da chapinha após o tempo de pausa no cabelo e cada tipo terá algumas diferenças no processo de aplicação.

Ao escolher um cabeleireiro para fazer sua progressiva, tire todas as suas dúvidas e, principalmente, verifique se a composição do produto está dentro das normas. O limite de formol para esses produtos é de 0,2%, quantidade permitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Após o procedimento, em geral, é preciso ficar cerca de 3 dias sem lavar o cabelo, além de evitar prender os fios, para não deixar os fios marcados com ondas. Em média, o resultado dura três meses.

Escova definitiva

Como o próprio nome diz, a escova definitiva é permanente, portanto, para que ela saia dos fios é preciso cortar o cabelo que recebeu a química. As substâncias mais utilizadas entre os tipos de escovas definitivas são: tioglicolato, guanidina e hidróxido de sódio ou de lítio.

Tioglicolato

Essa substância é uma das mais utilizadas no Brasil e age remodelando os fios. Dessa forma, ele permite que a estrutura do cabelo seja moldada da forma que preferir, seja deixando o cabelo completamente liso, apenas fazendo um relaxamento na raiz ou até fazendo um permanente afro.

Guanidina

A guanidina também é muito utilizada para alisamentos definitivos. Um grande ponto de atenção em relação a esse ativo é tomar cuidado em relação a compatibilidade dela com outras químicas que o cabelo já possa ter recebido. É imprescindível contar com a ajuda de um profissional para usar esse produto. Misturas incompatíveis podem gerar até corte químico.

Hidróxido de sódio

O hidróxido de sódio é o ativo para alisamento mais forte utilizado atualmente, sendo mais popular entre quem busca alisar cabelos do tipo 4c, que tem a curvatura mais difícil de modificar. Porém, esse princípio ativo pede cuidados proporcionais ao seu poder de alisamento, ou seja, altíssimos. Essa substância pode causar acidentes graves, como queimaduras no couro cabeludo.

Produtos para alisar o cabelo: como eles agem?

Os produtos para alisar o cabelo, de fato, contêm química. Alguns princípios ativos diferentes são usados nos tratamentos atualmente, mas os principais são feitos à base de carbocisteína, ácido glioxícílico, hidróxido de sódio, hidróxido de guanidina ou tioglicolato de amônia.

A maior parte deles funciona abrindo as cutículas, que formam a parte externa do fio, penetrando na fibra. Em seguida, eles quebram as ligações das pontes de sulfeto, responsáveis pelo formato do fio. Então, com o calor do secador e da chapinha, a nova modelagem é formada e fixada.

Perguntas frequentes sobre alisamento dos fios

O que fazer para deixar o cabelo mais liso?

  • Use produtos anti frizz, que ajudam a controlar os fios;
  • Aposte em máscaras de nutrição, que deixam os fios alinhados e, consequentemente, com menos ondas;
  • Use fronha de cetim, para evitar que o fio fique com frizz e perca a oleosidade natural, responsável pelo alinhamento dos cabelos;
  • Aposte em um protetor térmico que potencialize e mantenha o efeito liso por mais tempo.

Qual alisamento menos agride o cabelo?

De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP), o Tioglicolato se mostrou o alisamento menos agressivos aos fios em relação a perda de proteína gerada após o procedimento.

Pode alisar o cabelo e depois pintar?

De forma geral, o ideal é que se escolha um dos dois tipos de procedimentos químicos para ter no cabelo, portanto, escolher alisar ou tingir os fios, não os dois juntos. Porém, para quem quiser arriscar, é preciso buscar um profissional que possa avaliar as condições do fio. A tintura deve ser feita pelo menos 15 dias após o alisamento. Se a coloração for feita antes do alisamento, é possível que a cor fique desbotada.

É seguro usar produtos para alisar o cabelo em casa?

Nenhum produto químico capaz de provocar alterações de textura ou de coloração, por exemplo, deve ser usado em casa, sem a ajuda de um profissional. Os motivos são vários: o resultado pode não ficar tão bom quanto desejado e até situações mais graves, como algum tipo de alergia ou mesmo a queda do cabelo. O melhor mesmo é sempre consultar um cabeleireiro de confiança quando decidir fazer uma transformação desse tipo.

Como alisar o cabelo em casa?

Alguns produtos, no entanto, têm uma formulação mais leve e podem ser usados em casa, sem grandes riscos. Um deles é bem antigo no mercado de beleza, o henê.

O produto custa, em média, 5 reais e tem como princípio ativo o pirogalol, uma química que tinge e alisa ao mesmo tempo. Portanto, se quiser usá-lo, você também deve estar disposta a escurecer os fios, que ganharão uma tonalidade de preto.

O produto tem ação progressiva, ou seja, precisa de várias aplicações para garantir o efeito lisos. Ele não danifica o cabelo, porém não pode ser usado com nenhum outro tipo de química, porque não é compatível.

Próximo

Cuidados com o cabelo alisado

Assim como todos os processos que mexem na estrutura do cabelo, provocando alterações, é importante caprichar na manutenção dos cuidados depois dos procedimentos. Por isso, intensifique a rotina de hidratações, restaurações e umectações para garantir a saúde e a beleza dos fios.

Sugestão de produtos

Para cabelos quimicamente tratados, a gente sugere começar a cuidar dos cabelos com a dupla Shampoo TRESemmé TRESplex Regeneração e Condicionador TRESemmé TRESplex Regeneração, que ajuda a  restaurar o cabelo após danos causados pelo calor do secador, da chapinha e até mesmo pelos processos químicos mais agressivos.

Pelo menos uma vez por semana, invista em um tratamento mais profundo. Indicamos a Máscara de Tratamento Nexxus Emergencée, que colabora na reconstrução o cabelo fraco e danificado valendo-se de uma intensa fórmula que pode ajudar a reduzir a quebra.

Inspire-se

Inscreva-se na nossa newsletter e receba dicas exclusivas para cabelos incríveis