Mitos e verdades sobre condicionador para cabelo oleoso

Entenda de vez como esse produto tão essencial na hora banho se comporta em fios que sofrem com a oleosidade excessiva.

Encontrar o condicionador para cabelo oleoso perfeito pode ser uma grande dificuldade para quem sofre desse problema. Além disso, a combinação do produto hidratante com esse tipo de cabelo gera diversas dúvidas e mitos. Afinal, cabelo oleoso precisa mesmo de condicionador? Se sim, deve-se se usar o mínimo possível? Em todas as lavagens? E elas, devem ser feitas com que frequência? Quais os tipos mais recomendados? Desvende de uma vez os principais mitos e verdade sobre o assunto.

Condicionador para cabelo oleoso é desnecessário

Mito. O produto é sempre necessário, não importa seu tipo de cabelo. É ele o responsável por fechar as cutículas capilares (camada externa do fio) abertas pelo shampoo na hora de retirar as impurezas da fibra capilar. De quebra, ele ainda tem poder hidratante, devolvendo assim a água natural para a estrutura do cabelo. Sem o condicionador, seu cabelo vai ficar não apenas ressecado, mas também sem brilho. E nem pense em trocá-lo pela máscara de tratamento: apesar de seus ativos emolientes poderosos, sua fórmula não é capaz de fechar as cutículas e organizar os fios tão bem quanto o condicionador.

condicionador-para-cabelo-oleoso-3

A quantidade de condicionador nos fios importa

Verdade. E isso vai variar de acordo com o comprimento de seus fios. Para cabelos longos, o equivalente a uma moeda de 1 real costuma ser suficiente; para fios médios, aposte na quantidade equivalente ao tamanho de uma moeda de 50 centavos e, por fim, para fios curtos, em uma moeda de 10 centavos. Outro segredo para não deixar os fios ainda mais oleosos é respeitar o tempo que ele fica no cabelo, geralmente descrito na embalagem. Lembre-se: condicionador não é máscara ou ampola. Deixá-lo agir um tempo de pausa maior do que o recomendado só vai deixar seus fios opacos, com aspecto engordurado e, pior, com pouco movimento.

Condicionador deve ser aplicado somente no comprimento e pontas

Verdade. Diferente do shampoo, o condicionador foi feito para agir somente no comprimento e pontas. Ou seja, bem longe do couro cabeludo. Deposite primeiro o produto nas mãos e só depois nos fios, de preferência enluvando mecha a mecha, para que o produto consiga agir em toda a superfície.

Condicionadores com ativos refrescantes são mais recomendados para cabelos oleosos

Verdade. Com fórmulas pensadas exclusivamente para seu tipo de cabelo, condicionadores com ativos como chá verde, extratos botânicos, cítricos, gengibre e proteína de trigo têm o poder de hidratar os fios sem pesar demais.

Para controlar a oleosidade, você deve lavar mais o cabelo

Mito. Quanto mais você lava os fios, mais você retira do couro cabeludo os óleos essenciais para sua hidratação natural. Consequentemente, seu organismo acaba produzindo ainda mais óleos, deixando os fios ainda mais oleosos. Então, em vez de lavar o cabelo todo dia, tente intercalar as lavagens. No dia de pausa, aposte no shampoo seco. Uma vez por semana, use shampoo antirresíduos para eliminar os resíduos da raiz com mais eficiência.

Para controlar a oleosidade, você deve evitar passar demais as mãos no cabelo

Verdade. A tentação existe, mas ao fazer isso você acaba levando ao couro cabeludo apenas mais sujeira. O mesmo vale para escovar demais os fios, já que o óleo se distribui da raiz para as pontas muito mais vezes do que o necessário. Pentear os fios três vezes ao dia, no máximo, costuma ser mais do que suficiente.

Sugestões de produtos

O condicionador é um produto que devolve a hidratação retirada pela ação do shampoo. Você precisa identificar qual a necessidade do seus fios. Se você precisa recuperar as cutículas (parte externa dos fios), indicamos o Condicionador TRESemmé Expert Detox Capilar. Se quer manter os fios com sensação de frescor por mais tempo, vale testar o Condicionador Seda Pureza Refrescante. Mas caso deseje hidratar o couro cabeludo, escolha o Condicionador Clear Hidratação Intensa.