Cortar cabelo com navalha: vale a pena?

Ela ajuda a fazer penteados desfiados, bons para quem tem muito cabelo e deseja controlar o volume.  

Cortar cabelo com navalha não é uma moda. Parte do repertório de vários bons cabeleireiros, a técnica é especialmente indicada para quem tem cabelo volumoso ou fios em grande quantidade e mais grosso (como das orientais, por exemplo). Ela reduz o volume, ao cortar as mechas na perpendicular.

Os fios ficam (mais ou menos perceptivelmente) desnivelados. Assim, as pontas ganham movimento. Esse corte se popularizou, graças a cabeleireiros orientais.  E eles criaram o modo perfeito de aproveitar seus fios lisos e grossos aos modelos modernos de cortes, com degradês e pontas. E, geralmente, o corte entre eles é feito a seco.

mulher loira mostra resultado de cortar o cabelo com navalha
Pontas mais leves é um dos resultados do corte feito com navalha.

Cortar cabelo com navalha: para quê? 

Além de desfiar as pontas, cortar o cabelo com navalha cai bem em cortes assimétricos, franjões laterais ou franjas curtíssimas. No caso dos assimétricos, a leveza das pontas é uma dos pontos mais positivos. Ao optar por mechas maiores do que outras, o desfiado dá equilíbrio ao visual. Torna um corte ou penteado harmônico, apesar da assimetria.

Quanto às franjas, o corte à navalha também ajuda a tornar menos blocado esse detalhe no rosto. A franja reta desenha uma linha horizontal de fora a fora no rosto, dando a impressão de diminuir a testa e, em alguns formatos de face (como a quadrada) de achatar o rosto. Porém, escolhendo cortar cabelo com navalha em  vez de com a tesoura, a franja fica menos compacta. O desfiado dá um certo “respiro” na face. E o resultado é, de novo, mais leveza e harmonia.

Cortar cabelo com navalha: contraindicações

Quem tem cabelo com pouco volume ou fios finos deve evitar o cortar cabelo com navalha. Se você se encaixa nesse grupo, mesmo que esteja interessada em shapes assimétricos, pontas desiguais e franjas leves, opte pela tesoura.

Cabelos crespos e cacheados podem ser desfiados, mas, nesse caso, mais do que em qualquer outro, ter o cabelo seco na hora de cortar o cabelo com navalha é essencial que os fios estejam secos. Isso ajuda a evitar o “fator encolhimento”. Ou seja: aquela impressão de que o comprimento do cabelo se torna menor, depois que ele está seco e assume seu formato natural. Enquanto estão molhados, fios cacheados ou crespos ficam mais esticados e, por isso, parecem ser mais longos. É importante cortar o cabelo quando seco, para evitar que o comprimento diminua centímetros além do desejado.

Antes de cortar o cabelo com navalha é essencial procurar um cabeleireiro acostumado à técnica. Busque por depoimento de clientes satisfeitas (o boca a boca quase nunca falha!) e dê valor a isso, especialmente se for alguém que você conhece. Como cada caso (e cabelo) é um caso, não custa nada levar fotos de referência do resultado que você espera, conversar bastante e dar aquela pesquisada no perfil do profissional na redes sociais. Se você curtir o estilo, ficará mais segura e terá mais chances de ficar contente com o corte. Boa sorte!

Sugestão de produtos

Shampoo Nexxus Emergencée e Condicionador Nexxus Emergencée ajudam a hidratar e a restaurar o cabelo danificado. E Dove Serum Reconstrução Pontas Duplas, que ajuda a recuperar uma das regiões mais afetadas em caso de ressecamento, que é a ponta dos fios.