Transição capilar no trabalho: como fica a autoestima?

Saiba como passar por esse processo tão importante sem dramas.

Resolver voltar à textura natural do cabelo não é uma decisão fácil, ainda mais quando se precisa passar por esse processo também numa esfera social. Enfrentar a transição capilar no trabalho pode parecer um problema para muitas mulheres que estão cogitando passar pelo processo, mas encarar a passagem com tranquilidade pode ajudar a lidar com situações desconfortáveis.

A jornalista Karina Bentes alisava os cabelos desde os 12 anos e decidiu fazer a transição, que já dura seis meses. “Assim como a maioria, me deixei levar pela química por anos antes de acordar e ver que aquilo só agredia o cabelo”, conta. Além dos danos nos fios, descobrir a textura natural também influenciou na decisão.

No trabalho, Karina não tem problemas com os colegas de escritório, mas com a sua autoestima. “O pessoal do escritório me apoia muito e sempre elogia o cabelo natural! Mas confesso que temos dias e dias, né? Já ouvi alguns comentários engraçadinhos, mas, no geral, recebo apoio dos colegas para a transição. Então não tenho do que reclamar!”, afirma.

montagem com antes e depois de mulher na transição capilar
Karina Bentes quando alisava o cabelo (à esq.) e durante a transição capilar (à dir.) | Foto: arquivo pessoal

Acolhimento no ambiente profissional

Para a psicóloga Fabiana Luciano, é importante também ter um ambiente acolhedor na transição capilar no trabalho. “Uma postura assertiva em relação às empresas seria apoiar o funcionário que está passando pela transição capilar. Então, de repente, um gestor poderia começar um discurso de validação desse tipo de processo, dizendo que as pessoas têm a liberdade de serem de poderem ser e mostrar quem elas são, levando em consideração os seus valores e não o que a empresa vai pensar, o que o amigo vai pensar. Sempre que perceber que o ambiente está sendo hostil por parte da gestão, especialmente, conseguir cortar, vetar esse tipo de situação”, diz.

Abrace o seu momento de transição

Outra coisa que pode facilitar o processo de transição no trabalho, mas também em outros ambientes é você aceitar e encarar o processo com tranquilidade. “No processo de transição capilar, muitas vezes as pessoas olham o tempo como um inimigo, mas, na verdade, acho que torna mais consciente esse processo, que passa pelo caminho inevitável da autoaceitação”, acredita a psicóloga.

Para Karina, é justamente a autoestima que, muitas vezes, desanima no processo de transição capilar. “O fato de não estar bem comigo mesma, às vezes, prejudica a autoestima e, consequentemente, minhas relações pessoais e profissionais”, conta.

Por isso, segundo a psicóloga, é importante usar truques para se sentir mais bonita, mas não necessariamente disfarçar o processo de transição capilar.

“Você pode encontrar métodos para arrumar o cabelo que tenham a ver com você e que te façam sentir bem. Seja o que for, não é disfarçar. A intenção é tornar esse processo melhor. Parte fundamental é justamente a gente olhar para isso e aceitar que o tempo tem seu próprio tempo, que o cabelo tem seu próprio tempo e que você pode utilizar esse processo para resgatar a sua autonomia, a sua identidade, resgatar o que você quer com essa transição”, indica.

A jornalista, por exemplo, costuma prender os cabelos, seja em um rabo de cavalo ou em um penteado semipreso para se sentir mais bonita. “Mas ainda sou refém de chapinha para evitar a dupla textura em eventos como aniversários, casamentos, formaturas etc.”, confessa.

Quem também aconselha a investir em penteados é a influenciadora Luiza Brasil. “No ambiente de trabalho, aposte nos penteados que mais ativam sua confiança e sua autoestima. Um dos desafios é estar bem consigo nesta nova trajetória de descobertas. Procure se ouvir e permita-se viver essa transformação”.

Cuide do seu cabelo na transição

Durante a transição capilar, os cuidados com os fios são essenciais. Cabelos que passaram por procedimentos químicos costumam ser mais danificados, então investir em produtos e tratamentos que recuperem a saúde deles é essencial.

Outra coisa importante é que, como a textura do fio vai voltar ao natural, você vai ter que começar a usar produtos para esse novo cabelo, seja ele ondulado ou cacheado. Que tal investir em um ativador de cachos para começar a resgatar a memória dos seus fios? O Ativador de Cachos Bed Head On The Rebound pode ajudar nisso.

Além disso, já comece a apostar em produtos para o seu novo tipo de cabelo na hora de lavá-los, como o shampoo e condicionador Love Beauty and Planet Curls Intensify.

Próximo