Alerta tendência: pun é misto de coque e rabo de cavalo

All Things Hair | 26 janeiro 2017

Penteado, que é aposta em editoriais e desfiles, dá toque despojado ao visual.

 

Pun é o apelido para um penteado que está à meia distância do coque e do rabo de cavalo. Uma mistura de dois dos modos mais fáceis de arrumar o cabelo só poderia resultar numa proposta também descomplicada. E é isso mesmo que o pun se propõe a ser: uma ideia simples, para mulheres que gostam de testar tendências e de incluir toques despojados ao look de cada dia.

Esse penteado se chama assim, por uma junção de duas palavras do inglês. Adivinha quais? “Ponytail”, que é rabo de cavalo, e “bun”, coque. Editoriais de moda e passarelas já aprovaram apontaram e aprovaram a tendência. E, como costuma acontecer nesse caso, além do modelo básico, já há quem esteja sofisticando o bun. Mas, primeiro, vamos ao mais simples.

 

Modelo loira usa pun, nos bastidores de um desfile
Pun já está aprovado pelas passarelas internacionais. | Foto: indigital.com

Pun: rabo de cavalo ou coque?

Quase todas nós já fizemos um pun, mesmo sem saber que o nome era esse  seu nome ou que se  tratava de um penteado em alta. Ele é aquele rabo de cavalo que fazemos e, em vez deixar os fios livres, como num modelo tradicional do penteado, preferimos, na última volta, prendê-los. Assim, o misto desses dois penteados faz parte da nossa vida há tempos. Porém, antes ele era mais usado na academia ou na hora do banho, né?

 

Mulher branca usa blusa preta e pun no cabelo
Para balancear a informalidade do penteado, prefira raízes bem definidas. | Foto: indigital.com

Pun: para fazer e usar

Para aderir ao pun, vale fazer daquele jeito, só prendendo os fios que sobram do rabo de cavalo no próprio elástico. Se sobrarem mechas do lado de fora, tudo bem. Se elas ficarem meio espetadas, ou caírem pela nuca, tudo certo. Despojamento é palavra-chave desse penteado. Porém, como o efeito messy é intenso do lado de trás, vale organizar o visual, deixando a parte da frente do cabelo mais disciplinada.

Riscas marcadas, central ou lateral, são ótima forma de deixar o look um pouco mais polido. Se usar franjinha, boa ideia é secá-la e deixar os fios bem comportados. Do contraste entre a parte da frente alinhada e o bun propositalmente bagunçado é que fica claro que se trata de um penteado — não só um jeito qualquer de recolher os fios, num dia de calor!

Mulher com cabelo cinza usa roupa preta e pun no cabelo
A risca central também torna o pun mais polido. | Foto: Indigital.com

Pun: a evolução

Mas nem só de um único elástico vive o bun. Nos desfiles das semanas de moda internacionais e em revistas especializadas, o penteado já apresenta novas faces. Mais sofisticadas e — admitimos — um pouquinho mais complicadas também. Espécie de coque trançado que deixa uma ponta bem robusta solta é uma aposta de pun para usar em eventos especiais, aqueles em que você quer passar a imagem de que realmente caprichou na produção.

Menos despojado, é verdade. Mas o pun trançado continua tendo aquela verve moderninha. Se não por algum outro motivo, pelo menos, porque não é toda hora que se vê alguém usando esse penteado (não por enquanto!). E ser pioneira no uso de uma tendência tem lá suas vantagens, como ostentar um visual único, num evento. O pun mais elaborado tem potencial para isso. Experimente.

Sugestões de produtos 

Shampoo Seda Hidratação Antinós  e Condicionador Seda Hidratação Antinós, que ajudam a alinhar as cutículas de cabelos com tendência a embaraçar com frequência. E Creme Para Pentear Dove Óleo Nutrição, que ajuda a hidratar o cabelo e dispensa o enxágue.

Salvar