Ombré e sombré: entenda a diferenças entre as duas técnicas

Ombré, sombré, colormelt... As opções são tantas que você não sabe como escolher a técnica para suas novas mechas? A gente te explica a diferença.

Ombré, sombré, colormelt… As tendências de cabelo são tantas que são até difíceis de acompanhar, é verdade. Toda temporada um novo termo surge e a gente tem aquela sensação: mas não é a mesma tendência do ano passado? Bom, a resposta é não. O que acontece é que as variações de uma tendência para a outra são muito sutis. A questão é que os tons e a maneira como eles são aplicados nos fios varia bastante de um método para o outro.

Entre as mechas ombré e a versão sombré, por exemplo, a diferença mora no contraste da cor entre a raiz e as pontas. Descubra abaixo quais são os diferentes tipos de mechas e escolha a versão que melhor se adapta ao seu estilo. Tem para as mais discretas, quem gosta de ousar, quem prefere mechas de vários tons…

Ombré

É a técnica em que a raiz mais escura contrasta com as pontas claras, mas os tons mudam em um degradê. Para chegar nesse resultado, o profissional usa as técnicas da balayage. Mulheres com cabelos castanhos ficam bem com mechas de tons quentes, como caramelo e dourado. Loiras podem apostar em tons claríssimos. Já quem tem o cabelo preto pode investir em opções acobreadas.

Sombré

É uma versão mais natural e menos dramática da ombré. Isso quer dizer que as mechas sombré também utilizam o degradê típico das mechas ombré, mas o contraste entre a raiz e as pontas é menor. Para conquistar um look mais natural, mechas mais escuras também são preservadas.

Balayage

É a técnica base de todas as outras. Também conhecida como hair painting, na balayage o profissional cria à mão livre (sem touca!) diversas misturas de tons da raiz às pontas para criar um efeito natural, gradual e multidimensional. Pode ser feito com ou sem papel celofane para separar as mechas.

Colormelt

Traduzida como “cor derretida”, a técnica consiste em misturar duas cores. O cabelo é clareado logo depois da raiz em mechas tom sobre tom. Mas isso não significa que o efeito é natural, viu? A raiz pode ter base castanha escura e em alguns centímetros o cabelo ganhar o tom loiro claríssimo. Fica a seu critério!

Écaille ou Tortoiseshell

Também conhecido como efeito tartaruga, as mechas tortoiseshell podem ser feitas com técnicas ombré ou sombré para chegar ao resultado final. Nele, mechas bem iluminadas são alternadas com tons mais escuros: castanho, mel, marrom e dourado. O tom mais escuro é aplicado na raiz e os outros são usados em ponto específicos para iluminar o rosto.

Como escolher a mecha ideal?

Você deve levar em consideração a cor natural do seu cabelo e o tipo de efeito que quer criar. Você prefere mechas mais naturais e discretas? De que cor são as mechas que você gostaria de ter? Quantas variações de tom gostaria de usar? Você prefere mechas bem marcadas ou aquelas que quase não dá para perceber o degradê? Mencione todas as características das mechas que você gostaria de ter, imprima uma foto e leve a um cabeleireiro de confiança. Aí, é só arrasar!

Sugestão de produtos: Quer você escolha sombré, quer escolha ombré, os cabelos tingidos vão pedir cuidados específicos. O Shampoo Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition e o Condicionador TRESemmé Blindagem Platinum são ideais para cabelos quimicamente tratados. Para um tratamento mais intenso, a dica é o Creme De Tratamento Seda Recarga Natural Força Antiquebra.