Pintar o cabelo com papel crepom estraga os cabelos? Descubra!

Pintar o cabelo com papel crepom foi moda entre os jovens por algumas décadas. Mas o barato tem consequências desagradáveis e pode custar bem caro para os seus fios e bolso.

Quem foi adolescente nas décadas de 80 e 90, certamente fez muito a cabeça com a modinha de pintar o cabelo com papel crepom. Hoje em dia, com a tendência das cores fantasia, muita gente voltou a desejar um mundo de cores revestindo os fios e a opção do papel crepom parece tentadora.

O fato é que, há 20 ou 30 anos, a diversidade de produtos de coloração era muito restrita. Quem desejava algo ousado e diferente tinha que criar meios próprios de customizar as cores que gostaria de usar no cabelo.

Logo, utilizar papel crepom, anilina, tinta de canetinha ou de qualquer outra coisa que fosse possível tingir os fios era o auge da rebeldia estetizada.

Vamos começar do começo: papel crepom é para ser usado estritamente em artesanato, trabalhos escolares e decoração de festas. É um dos papeis mais leves que existem e sua textura rugosa é criada por meio de um revestimento feito com cola na superfície. Esse processo permite que o papel crepom ganhe suas dobras características.

Devido a sua variedade e intensidade de cores, ele também é usado erroneamente para tingir tecidos, outros papeis e cabelos. Quem utiliza o papel crepom para pintar o cabelo com papel crepom garante que é muito barato, rápido e fácil de usá-lo.

Em teoria, para pintar o cabelo com papel crepom, basta escolher a cor desejada e iniciar o processo. Cortar o papel em tiras, deixá-las dentro de um recipiente com água quente e esperar por alguns minutos. Depois, o papel desbota e a cor é transferida para o líquido.

Daí, é usar essa água nos cabelos por volta de 15 minutos e secar os fios com uma toalha ou com secador. O tom dura por volta de três lavagens. Mas a história não acaba por aqui. Pelo contrário, é só o início do drama.

Mulher com cabelo verde vibrante
Foto: InDigital Images

Pintar o cabelo com papel crepom: o barato que sai caro

Apesar do baixíssimo custo e rapidez e efeito de tingimento do papel crepom, o resultado sai mais do caro do se imagina. Antes de realizar o processo, é importante saber que o papel crepom resseca o cabelo e o couro cabeludo.

Logo após pintar o cabelo com papel crepom, a cor pode até ficar linda. Mas outra verdade que deve ser dita é que, provavelmente, os fios vão ficar manchados e o processo de descoloração pode ser bem demorado. Você vai precisar recorrer ao salão para reparar a cor e os danos. Uma saída prática, embora talvez você a queira evitar, é cortar a parte do cabelo que foi tingida.

Para se ter uma ideia, a química utilizada na cor do crepom entra com mais facilidade na fibra capilar e pode abrir as escamas e danificar seriamente o fio. Em pouquíssimo tempo o cabelo ficará ressecado, poroso e endurecido. Já pensou ter que ir correndo ao salão por causa de algumas tiras de papel crepom? Neste caso é a melhor e mais indicada opção. Um bom colorista será necessário realizar um processo de neutralização, onde ocorrerá a o tom indesejável será devidamente corrigido.

Segundo a cabeleireira e colorista Tamires Correa, do Salão Lounge Hair Fashion, em São Paulo, o papel crepom resseca os fios e o couro cabeludo. E, geralmente, é necessário fazer a descoloração com um profissional para retirar o colorido. “Pintar cabelo com papel crepom é um erro que resseca e danifica os cabelos. Será necessário fazer tratamentos de reconstrução nos fios regularmente”, explica.

Depois, você deve iniciar um processo urgente de restauração dos fios, caprichando na hidratação. Resumo da ópera: pintar cabelo com papel crepom pode até ser barato e divertido, mas vai dar uma boa dor de cabeça e comprometerá seriamente a saúde do seu cabelo.

Sugestões de produtos

Cabelos danificados precisam de hidratação extra. Você precisa investir em cremes e máscaras de tratamento que realizem a reestruturação da fibra capilar. Sugerimos o Creme de Tratamento Dove Reconstrução Completa, cuja fórmula enriquecida com vital keratin promove a recuperação capilar em 7 dias.

Outra máscara boa para cuidar dos fios descoloridos ou tingidos é a Máscara de Tratamento Bed Head Urban Anti+Dotes Recovery. Um tratamento poderoso para fazer uma vez por semana e devolver o brilho e maciez para seus cabelos.

Para dar acabamento hidratante aos cabelos ao longo do dia sempre que desejar, utilize algum óleo vegetal de sua preferência. Indicamos o Dove Pure Care Dry Oil, que com uma fórmula que rápida absorção vai ajudar na flexibilidade e maciez dos cabelos.