Usar cabelo colorido em foto de documento: pode ou não?

A dúvida é recorrente e nós temos a resposta que você precisa antes de renovar o passaporte ou tirar a CNH

Na hora de tirar carteira nacional de habilitação, passaporte ou RG, é comum surgir a dúvida: posso ter o cabelo colorido no documento? Pode, sim. Ufa! A cor do seu cabelo é uma escolha pessoal e o Estado não tem direito (ora, essa) de interferir em algo assim. Porém, há algumas especificidades quanto ao momento de tirar uma nova documentação ou de emitir a segunda via. Portanto, nós separamos esclarecimentos decisivos para você. 

Mulher com cabelos verdes lisos usa fone de ouvido

Não existem leis no Brasil que obriguem alguém a manter o cabelo da cor natural durante toda a vida adulta ou de colorir os fios num tom próximo ao de nascença, apenas para fazer a foto de um documento.  

Mulher com cabelos azuis lisos e franja
E, como por princípio, todos os cidadãos são iguais perante a lei, quem colore o cabelo de azul, roxo ou rosa não pode ser tratado de modo diferente daquele que escolhe um ruivo escuro ou loiro platinado, por exemplo. Ou seja: todo mundo, sem distinção, pode usar cabelo colorido no documento. Mas, ainda assim, é importante salientar que existem algumas restrições quanto ao modo de estilizar o cabelo.

A ideia é que o seu rosto fique o mais reconhecível possível sem adereços. Portanto, não é permitido o uso de faixas, tiaras e chapéus ou boinas na hora de tirar a foto. 

O que pode ou não usar na foto de documento?

Cabelo colorido no documento pode, sim. Mas há outras modificações em relação ao rosto e ao cabelo. Quem tem piercing no nariz ou no lábio, por exemplo, precisa retirar para fazer a fotografia para a imagem do documento. O mesmo vale para quem usa óculos de grau.

Mas, como nossa especialidade no All Things Hair é cabelo, eis nossas dicas sobre esse quesito: quem usa franja caída sobre a testa precisa retirar os fios do rosto antes do clique. O mesmo serve para quem ama penteados elaboradíssimos: evite-os na hora de tirar uma foto para documento. O melhor é mesmo ir com o cabelo solto.

No mais, no que diz respeito ao cabelo trançado, com box braids, por exemplo, ou com dreadlocks, ou, ainda, com partes raspadas, como o undershave hair, quando se passa a máquina apenas na nuca, estão liberados (claro, né?). Imagina que absurdo seria alguém ter que abrir mão do próprio visual só para emitir uma documentação? Liberdade, liberdade no seu cabelo, do jeito como você quiser e na cor preferida é uma conquista. E o Estado, ainda bem, sabe disso!

Mulher com cabelo laranja liso e preso num rabo de cavalo baixo

Cabelo diferente no passaporte: tem problema?

De acordo com o site da Polícia Federal, “mudanças no cabelo, seja pela alteração de cor, uso de perucas, implantes, perda dos cabelos etc., não geram necessidade de emissão de novo passaporte, pois os sistemas de reconhecimento levam em conta traços faciais (e esses traços não são afetados pelo cabelo). Em relação à vistos, a recomendação é que seja verificado junto à Embaixada emissora se alterações no cabelo relativas à foto em visto interferem ou não no controle migratório”.

Próximo

Sugestão de produtos
Cabelos coloridos pedem cuidado redobrado. Nossa sugestão para a lavagem é a dupla Shampoo Seda By Niina Secrets Limpeza Micelar e Condicionador Seda By Niina Secrets Hidratação Micelar, lançados pela nossa embaixadora que arrasa nos fios loiros (e também já teve cabelo rosa!).

Para a hidratação, tão importante para manter o colorido bonito, a dica da vez é a Máscara de Tratamento TRESemmé Reconstrução e Força, que promove um cuidado profundo e devolve a vida aos seus fios.