Tranças de kanekalon: o que você precisa saber

Tudo o que você precisa saber antes de aderir às tranças de kanekalon.

As tranças de kanekalon são sinônimo de estilo. O visual, muito usado por quem tem cabelo crespo ou afro, chama atenção, é versátil e oferece praticidade no dia a dia, já que não é preciso pentear, desembaraçar, nem se esforçar para controlar o volume. Se animou com a ideia? Aqui, nós contamos tudo o que você precisa saber antes de aderir a esse estilo. Confira!

Tranças de kanekalon: o que são?

O kanekalon é um material japonês muito usado para confeccionar apliques de cabelo. É uma espécie de fibra sintética, com toque macio, e que consegue chegar facilmente a um resultado muito parecido com fios de verdade. As extensões são encontradas em diferentes estilos: cabelos lisos, enrolados, coloridos, com penteado ou sem… No entanto, um dos formatos mais usados por quem tem cabelo crespo é justamente a trança rastafári, também conhecida como trança raiz.

Quem pode usar?

A princípio, todo mundo pode usar. O estilo é muito versátil e combina com qualquer tipo de rosto. A única recomendação dos especialistas é voltada para quem tem a face com forma redonda acentuada. Não que pessoas com essas características não possam usar, mas elas devem evitar penteados divididos ao meio para não evidenciar ainda mais essa característica.

As tranças de kanekalon são boas opções para quem está com os cabelos curtos e pretende deixar crescer, mas enjoou do visual e quer logo ver os fios bem compridos. Também são alternativas para quem enjoou do crespo natural. Além disso, a ideia é ótima para quem está em fase de transição capilar, ou seja, se cansou de depender de alisamentos e quer assumir crespos naturais. Nesse meio tempo, o cabelo fica sem forma e é difícil conseguir um visual que agrade, sem apelas para a química. Então, os apliques podem ajudar a segurar a onda.

Cabelos fortes

Se o seu caso é esse, da fase de transição, atenção: é preciso avaliar o estado dos fios. Se eles estiverem excessivamente danificados pela química é melhor tratar e fortalecer, antes de aderir. Se a parte com química está nas pontas, considere cortar os cabelos e retirar essas partes, de maneira que sobre apenas o cabelo novo, que cresce natural da raiz. Cabelos fracos e prejudicados podem não sustentar o peso das tranças, principalmente se forem muito compridas. É melhor não arriscar.

E o tamanho?

As tranças de kanekalon podem ser anexadas a cabelos compridos ou curtos. Basta que um profissional avalie a melhor forma de fazer isso. No entanto, a recomendação é que os fios tenham pelo menos 5 centímetros de comprimento, para facilitar a adesão e melhorar o resultado.

Como colocar?

Dá para encontrar o kanekalon em forma de mechas soltas ou já trançadas. Existem opções de diversas cores e tamanhos. É possível encontrá-las em salões de beleza ou em lojas especializadas em cosméticos e cabelos sintéticos. Há quem aplique sozinha, em casa. Mas é preciso paciência, já que o processo pode durar cerca de cinco horas. O mais recomendado mesmo é procurar um salão especializado. Os apliques são ligados a mechas do cabelo natural a partir de tranças, feitas em toda a cabeça.

Dicas de produtos

Quando o cabelo está com aplique, ele também precisa receber uma limpeza profunda no couro cabeludo. Sugerimos o Shampoo TRESemmé Expert Perfeitamente (des)arrumado, que ajuda a eliminar toda a oleosidade prejudicial à saúde dos cabelos. Quando for fazer hidratação antes de fazer as tranças, nossa dica é o Creme de tratamento Dove Recuperação Extrema, que ajuda a reconstruir a fibra capilar, nutrindo profundamente os cabelos. Depois que retirar o aplique e sentir que os fios estão caindo, procure por produtos que combatam a queda capilar, como o Creme de Pentear Dove Controle de Queda que reduz a quebra dos fios e previne a queda ao pentear.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)