Técnicas para alisar o cabelo crespo

Entenda as técnicas para alisar os cabelos crespos e escolha a que mais combina com seus fios.

O alisamento dos cabelos crespos é a opção ideal para quem está insatisfeito com os cachos, com o volume excessivo ou apenas se cansou do visual e quer mudar variar um pouco. Mas, atenção! É preciso ter cuidado com a procedência do salão e com a escolha do procedimento, para que seu cabelo não fique esticado, duro e sem movimento. A intenção é clara: desfilar fios macios e sedosos. Há décadas são lançados produtos no mercado com essa promessa. Listamos aqui algumas técnicas para alisar o cabelo crespo com química ou sem. Você pode comparar e escolher a que combina mais com o seu estilo de vida e de madeixas.

Técnicas para alisar o cabelo crespo sem química

Instrumentos de calor são eficazes na hora de deixar os cabelos lisos provisoriamente, mas podem ressecar os fios. Não se esqueça de usar um protetor termo-ativado.

Escovar

No cabelo extremamente crespo, essa técnica simples e sem química não funciona tão bem, pois acaba ressecando ainda mais o fio e tirando a naturalidade dos cabelos. Pode ser feito por um profissional ou em casa, sozinha.

Chapinha

Depois de lavar e secar o cabelo, o uso da chapinha para o alisamento temporário é eficaz e funciona em qualquer tipo de cabelo. A desvantagem é que o calor intenso produzido pelo aparelhinho pode ser bem prejudicial para o fio crespo, que é muito fininho.

Técnicas com químicas

A nova geração de alisamentos químicos promete cabelos lisos naturais e saudáveis, sem agredir os fios. É interessante, para quem faz uso delas, cuidar dos fios com muita hidratação, nutrição e reconstrução.

Escova progressiva

Também é conhecida como nanocristalização, plástica capilar e selagem térmica. É indicada para cabelos afro ou muito crespos, mas apenas reduz o volume e ajuda a domar os cachos. Possui efeito progressivo, melhorando o cabelo a cada aplicação, geralmente a cada três meses. O cabeleireiro espalha um produto pelas mechas e usa a chapinha para deixar o cabelo liso. Os componentes domam o fio e o mantém em estado liso – ou semi-liso.

Há algum tempo, era incluído formol na fórmula, o que aumentava as chances de problemas graves de saúde. Hoje as empresas diminuíram a concentração para 0,2% ou o substituíram por outras substâncias alisadoras, menos agressivas.

Escova definitiva

Graças a sua fórmula poderosa, a escova definitiva dura até que o cabelo cresça, já que muda a estrutura interna da fibra capilar. Não adianta lavar em excesso com produtos que limpam profundamente o fio. Indicada para cabelos saudáveis, tem um custo alto.

Relaxamento

O procedimento não chega a alisar os cabelos e mantém a curvatura do fio. É uma forma mais econômica para domar os cachos e resolver o problema do volume excessivo.

Henê

Um dos modos mais antigos de alisamento conhecidos, o henê é comercializado no Brasil há mais de 50 anos. Tinge e alisa os cabelos e tem efeito progressivo e cumulativo. Não é compatível com nenhuma outra química.

Vai encarar?

Agora você já conhece algumas técnicas para alisar o cabelo, mas lembre-se que todo procedimento químico é irreversível. A parte alisada sempre vai ser diferente da raiz que está crescendo. E cuidado na hora de misturar dois procedimentos químicos, pois eles podem ser incompatíveis. Todos esses alisamentos químicos necessitam de retoques nas raízes a cada dois ou três meses.

Dicas de produtos

Cabelos que recebem química precisam de produtos específicos para eles. O Shampoo TRESemmé Blindagem Platinum e o Condicionador TRESemmé Blindagem Platinum, tem baixo PH que devolve o equilíbrio do cabelo quimicamente tratado. Não esqueça que eles precisam de mais cuidados e de reforço da hidratação. Por isso, nossa sugestão é o Creme De Tratamento Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition, que é ideal para cabelos quimicamente tratados e que necessitam de reposição dos nutrientes perdidos. Fica a dica!

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)