Selagem no cabelo crespo: será que é um boa ideia?

All Things Hair | 06 maio 2016

Sabe o que é selagem no cabelo? Descubra aqui o que ela faz no cabelo e veja se é o que você procura. 

Imagine um fio de cabelo. Agora imagine esse mesmo fio sob as lentes de um microscópio. O que vemos como algo simples é, na verdade, uma junção de várias camadas. A externa é a cutícula, formada por células que se assemelham a escamas. São elas que protegem a estrutura interna, onde estão várias outras partes importantes. Quando elas estão abertas, o fio fica desprotegido e o visual, cheio de ranhuras. Quando elas estão fechadas e com a selagem no cabelo, a estrutura interna e todos os nutrientes ficam protegidos. Além disso, o fio fica uniforme, sem frizz e com volume controlado.

Selagem no cabelo: tratamento dos sonhos?

Sabendo de tudo isso, quando você vê em um salão de beleza uma propaganda de selagem no cabelo, parece um tratamento dos sonhos. Que mal pode haver em fazer algo que feche essas cutículas e mantenha protegido tudo o que seus fios precisam para se manter lindos e saudáveis? Para os cabelos crespos, nem sempre essa selagem, feita no salão é uma boa alternativa.

Cuidado com os cachos!

A selagem química, também chamada de cauterização, é um tratamento de choque, que atua na superfície dos fios, fechando as cutículas e selando tratamentos nutritivos. No entanto, cuidado! Isso pode comprometer a estrutura dos fios.

O tratamento sela os nutrientes dentro do fio, fechando escamas e encorpando a estrutura. Feito a quente, usa, normalmente, a chapa como fonte de calor. No caso dos fios lisos, o procedimento reproduz a forma original dos fios. Nos fios crespos ou com cachos, o calor do acessório junto do tratamento deforma a estrutura em espiral que demora muito tempo para se restabelecer, podendo nunca mais voltar ao seu original.

A selagem química é eficaz?

De acordo com o profissional, o efeito selante pode durar de 45 a 60 dias, dependendo do ritmo de lavagem e de manutenção em casa. Mas o dano destes procedimentos em cabelos cacheados ou crespos pode se permanente. Se bem executado, o procedimento funciona, mas eu, particularmente, ainda prefiro os efeitos da selagem somente na finalização.

Antes de tudo

Se, mesmo sabendo como funciona o procedimento e quais são os eventuais danos, você tiver avaliado e ainda achar que vale a pena submeter seus cachos à selagem, é fundamental pensar em alguns detalhes antes. O primeiro deles é encontrar um profissional de confiança. Um cabeleireiro que conheça bem tanto a você, como aos seus cabelos é essencial. Converse bastante, procure conhecer a fórmula do produto utilizado, pesquise e entenda quais danos o produto pode causar aos seus fios.

Ainda antes de se submeter à selagem, é essencial manter os fios hidratados. Os experts alegam que isso garante que o cabelo estará resistente e forte, mas seja qual for a sua decisão.

Selagem caseira está liberada!

Existe outro tipo de selagem, que não a química, feita no salão. É a selagem de finalização. Nela, você usa alguns produtos para deixar seus cabelos macios e protegidos até a próxima lavagem. E essa está liberadíssima, de acordo com especialistas. Após os fios terem sido hidratados e nutridos, produtos como o creme para pentear, o gel líquido, os óleos de tratamento, etc, criam uma película que sela este fio, normalmente repelindo água e protegendo o fio da ação ambiental.

Dicas de produtos

Para cabelos danificados, procure por produtos que contém proteína na fórmula. O Shampoo TRESemmé Blindagem PlatinumCondicionador TRESemmé Blindagem Platinum porque eles contêm na fórmula a Pro-Queratina e os lipídeos, que ajudam a reparar a estrutura dos fios e selar as cutículas, blindando o cabelo. O Creme Para Pentear Seda Restauração Instantậnea ajuda a proteger os fios dos danos por meio da exclusiva tecnologia Nutri Queratina.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.