Prender os crespos com turbante é o máximo!

All Things Hair
Prender os crespos com turbante: modelo com turbante

Símbolo da cultura africana, prender os crespos com turbante é uma forma de expressão, além de ser uma boa maneira de variar o visual.

Seja pela praticidade, beleza ou como elemento de afirmação cultural, os turbantes são acessórios que não saem de moda. Saber fazer amarrações e ter algumas opções de lenços coloridos no armário, é a garantia de poder variar o visual no dia a dia e conseguir um look poderoso em poucos minutos. Prender os crespos com turbante é uma ferramenta a mais para valorizar o rosto, além de potencializar a formação de um estilo pessoal e não possui contraindicações: todas as mulheres de cabelos crespos, afros e cacheados podem se valer da beleza das cores e suas variações para criar looks marcantes.

Vantagens de prender os crespos com turbante

  • Usar um turbante pode ser uma maneira de expressar sua identidade cultural, mostrando que se orgulha e valoriza suas origens negras.
  • Em dias em que o cabelo insiste em ficar indomável, os turbantes são uma ótima saída. Eles escondem o frizz e deixam você pronta em instantes para qualquer ocasião.
  • Para quem está passando por um processo de transição capilar, abandonando a progressiva e sofrendo com os fios em duas texturas, os turbantes – principalmente aqueles que cobrem a parte da cima da cabeça – são uma mão na roda para driblar o contraste da raiz crescida com o comprimento liso.
  • Ao amarrar um lenço na cabeça, você chama a atenção para o rosto, fazendo-se notar ainda mais. Por isso, capriche na maquiagem para que o conjunto do visual seja harmônico.
  • Os turbantes dão charme até ao visual mais básico em poucos minutos. Basta fazer a uma amarração na cabeça para transformar um look de jeans e camiseta em um visual impactante.

Como escolher

Ao comprar um tecido ou lenço para prender os crespos com turbante, prefira aqueles de formato quadrado com pelo menos 1,5 metro de lado para poder fazer amarrações variadas com acabamento impecável. Você também pode optar por faixas retangulares com cerca de 2 m de comprimento por 50 cm de largura. O material mais indicado é a lycra, mas também é possível fazer turbantes com sedas, helancas e malha com suplex.

Cuidado básico

Evite prender os crespos com turbante se os fios estiverem molhados ou mesmo úmidos. O tecido pode esquentar o couro cabeludo e abafar as raízes, podendo gerar caspa ou até mesmo acentuar uma possível queda de cabelos se esse uso incorreto for feito com muita frequência.

Um pouco de história

Apesar de ter se transformado em um acessório de moda, a origem dos turbantes é incerta e remete a cultura e religião. Há referências do uso por povos antigos tanto na Ásia como na África, enquanto, no Brasil, eles chegaram junto com as mulheres negras no período da escravidão. A moda se apropriou do acessório logo no início do século 20, sendo usado por estilistas franceses como Paul Poiret e Coco Chanel. Depois, Carmem Miranda e outras estrelas de Hollywood popularizaram seu uso nas telas do cinema durante o período de guerra. Já na década de 60, os turbantes voltaram a ser associados à cultura negra ao serem usados por manifestantes no movimento pelos direitos civis.

Dicas de produtos

Não se esqueça que mesmo usando um turbante, o cabelo precisa receber cuidados e estar limpo. O Shampoo TRESemmé Expert Perfeitamente (des)arrumado e o Condicionador TRESemmé Expert Perfeitamente (des)arrumado fazem uma limpeza de qualidade eliminando toda a oleosidade prejudicial à saúde dos cabelos. Vale experimentar. E para fazer uma hidratação profunda, nossa dica é a Máscara De Tratamento Nexxus Oil Infinite que ajuda a nutrir o cabelo para deixá-lo sedoso e radiante.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)