Para dar follow já: 7 mulheres que celebram a beleza negra nas redes sociais

Juliana Tozzi | 14 setembro 2016

Conheça uma de seleção de mulheres que servem de inspiração para a beleza negra e que fazem muito sucesso nas redes acumulando milhares de seguidores.

Elas não vieram a este mundo a passeio. São lindas, estilosas, inteligentes e totalmente engajadas em mostrar para seus milhares de fãs e seguidores que a beleza negra é coisa séria. Conheça sete mulheres que usam as redes sociais como palco de ação para tornar o mundo um lugar melhor e as pessoas mais conscientes e empoderadas de si mesmas.

Siga essas minas:

Magá Moura (@magavilhas)

Magá Moura virou referência master nas redes sociais e na vida ao exibir com orgulho e segurança sua beleza e estilo multicolorido, inspirando e estimulando seus 135 mil seguidores no Instagram a fazerem o mesmo. Essa baiana de 28 anos, radicada em São Paulo, segue firme e forte na valorização e empoderamento da beleza negra. Ela ainda é relações públicas, coolhunter, cursou Fashion Marketing, na London College of Fashion e também foi uma das escolhidas para carregar a tocha olímpica. Haja fôlego para acompanhar o pique da Magá!

Nataly Neri (@natalyneri)

Aos 22 anos, Nataly Neri acumula funções e conquistas: cientista social por formação, é especializada em trança dread, e tem um canal no YouTube, o Afro e Afins, com mais de 106 mil inscritos. Nos vídeos ela aborda temas de incentivo da autonomia estética, financeira e intelectual da mulher negra, a partir de discussões sobre consumo consciente e autônomo, racismo e empoderamento feminino. Com 103 mil followers, no Instagram de Nataly é possível acompanhar o dia a dia da moça, como ela se veste, o cosméticos e produtinhos que usa, o que come, suas leituras e rolês por aí. Beleza negra muito bem representada!

Blusa de veludo R$3,00; jaqueta R$5,00; saia R$2,00 no brechó e pochete camelô e foto por @aliledara ✨

A photo posted by Nátaly Neri (@natalyneri) on

Loo Nascimento (@loo_ana)

Loo Nascimento, 30, é baiana e mora em São Paulo desde 2005, onde veio para trabalhar como modelo. Viu sua vida mudar com um blog pessoal criado em 2011, e que se transformou no Bráfrica em nós: um projeto de referências de comportamento e estilo que tomou a forma de militância estética em prol da beleza negra. Seus mais de 38 mil seguidores no Instagram, são diariamente inspirados a elevarem a autoestima, se reconectando à autenticidade das raízes afro-brasileiras. Loo também atua como hostess, stylist, coolhunter e comanda a Dresscoração, uma marca de roupas com referências afro.

✨ @dresscoracao ✨ #BráfricaEmNós

A photo posted by Loo Nascimento ?? #diretasJá! (@loo_ana) on

Larissa Cunegundes (@laricunegundes)

A jornalista e produtora de conteúdo Larissa Cunegundes, 26, é de Brasília e mora em São Paulo há cinco meses. Também atua como modelo há mais de 10 anos e tem a mãe como maior inspiradora de beleza e de vida. Seus quase 40 mil followers acompanham a sua rotina e, claro, os looks. Ela acredita que valoriza sua beleza negra sendo livre. “Não gosto de rótulos! Sou negra e tenho cabelos alisados, sim, e amo meu cabelo do jeito que ele é. Muitas pessoas me julgam por essa opção. Não tenho vergonha do meu cabelo crespo. Conheço muito bem meus ancestrais e me orgulho muito deles”, explica.

De bem com a vida ?

A photo posted by Larissa Cunegundes (@laricunegundes) on

Daniele DaMata (@damatamakeup)

Foi na maquiagem para a ressaltar a beleza negra que Daniele DaMata, 26, encontrou uma vocação e criou a DaMata MakeUp, escola itinerante que enaltece a singularidade de cada aluna. Com quase 18 mil followers, o Instagram de Daniele é uma ferramenta de empoderamento para mulheres com baixa autoestima. As pessoas que a seguem, acompanham  o trabalho da maquiadora e se identificam com o seu lifestyle empoderador. A frente do Projeto Negras do Brasil, Daniele faz do seu black power bicolor “afro-cruela” um instrumento de aceitação, afirmação e militância.

Deise Nicolau (@deise_nicolau)

Os 15 mil seguidores que acompanham as postagens da modelo Deise Nicolau, 23, no Instagram talvez não saibam que a relação que ela tem com o cabelo nem sempre foi boa. Deise tinha vergonha do cabelo crespo e aos 15 anos começou a repensar os padrões impostos e a considerar e aceitar a sua beleza negra e genuína. Mas foi aos 17 que ela resolveu assumir de vez e mostrar ao mundo o seus cabelos. “Hoje ele é meu xodó, trato e cuido com amor e carinho. Acho muito importante desde pequena saber valorizar o cabelo crespo. Valorizo minha beleza sempre com naturalidade, que é o que eu gosto”, revela.

✌?️

A photo posted by Deise Nicolau (@deise_nicolau) on

Monique Neggata (@neggata)

Você e os mais de 10 mil followers da estudante de ciências sociais, Monique Neggata, 22, vão encontrar entre as fotos que ela posta no Instagram, autenticidade, ativismo e empoderamento negro, valorização da beleza natural e moda consciente. O canal da moça do YouTube, tem mais 12 mil inscritos, tem vários vídeos que mandam um papo reto sobre feminismo negro e temas atuais.

Sugestões de produtos:

Cuidar dos cabelos é fundamental para exibir toda a beleza dos fios crespos. Esse processo começa no momento da lavagem, exige carinho, dedicação e a escolha de bons produtos. Sugerimos o uso do Shampoo TRESemmé Selagem Capilar Crespo Original, que é balanceado com arginina, lisina e manteiga de karité para nutrir a fibra, proporcionando restauração do cabelo ressecado e quebradiço, selando a hidratação.

Combine com o Condicionador TRESemmé Selagem Capilar Crespo Original, promete restaurar o cabelo quebradiço, selando a hidratação deixando seus cachos saudáveis e ainda mais resistentes. Para desembaraçar os fios, aposte no Creme Para Pentear Seda Óleo Hidratação, que tem fórmula enriquecida com Óleos de Argan e Amêndoas, que promete restaurar o cabelo seco e criando uma película nos fios.

 

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.