6 dicas de texturização na transição capilar de Júlia Lira

Carolina Maggi | 02 julho 2018
×

Nossa embaixadora ensina como driblar o cabelo com duas texturas diferentes de maneira simples e rápida.

Passar pelo processo de transição dos fios não é tarefa fácil. O cabelo com duas texturas diferentes pode incomodar muito e até ser motivo para fazer você desistir do processo. Mas seja forte! Para te ajudar nessa tarefa, a nossa embaixadora de All Things Hair, Júlia Lira, elaborou 6 dicas de texturização na transição capilar para você ficar com os fios lindos.

6 dicas de texturização na transição capilar de Júlia Lira

A primeira coisa que você deve prestar atenção é nos produtos que está usando. “Para texturizar o cabelo e estruturar as partes com química durante a transição, os melhores produtos são os que trazem fixação, como gel, pomada, mousse ou até mesmo um creme mais consistente”, explica Júlia. Por isso, a Seda Boom Geleia Capilar pode ser uma boa opção para ajudar a fixar as texturizações.

Outro ponto para se destacar, são os tipos de texturização. “Existem texturizações que são feitas com ou sem o uso de fontes fontes de calor. As minhas favoritas são as mais naturais, porque sinto que deixam um efeito mais bonito no cabelo, mais parecido com o real”, conta.

Vamos às dicas?

1

Texturização com coquinhos/bantu knots

Sabe quando você prende o cabelo num único coque e ele meio que cria uma forma por causa do coque? Essa é exatamente a proposta dessa texturização com bantu knots. Uma dica para hora de testar é que quanto menor a mecha de cabelo no coque, mais fechado o cacho vai ficar quando secar e quanto mais coques você fizer, mais volume você vai ter. Essa texturização é a que eu mais usei durante a minha transição, além de ser prática, forma uma textura mais fluida e natural.

2

Tranças

Essa foi minha descoberta recente e minha nova paixão. Depois de passar um tempo com tranças boxeadoras, resolvi desmanchar o penteado e meu cabelo tomou a forma das tranças. Criou uma textura mais ondulada e rolou de fazer um penteado bem legal. Também é bem prático, recomendo!

3

Texturização com canudos ou bigudinhos

O resultado dessa aqui é incrível! O truque é enrolar a mecha em volta de algum objeto com formato cilíndrico e deixar secar. O cabelo se adequa ao formato do cilindro e fica como cachos mega definidos.

4

Texturização com papel toalha ou guardanapo

Já dá para perceber que o negócio aqui é improvisar com o que você tiver em casa, né? Pois então, esse tipo de texturização lembra a anterior, você basicamente enrola a mecha no papel e depois dá um nó nas pontas do papel para segurar. Eu usava muito esse truque na minha transição. Funciona muito bem para os cabelos com química de alisamento mais forte porque fixa o cacho bem e traz uma aparência natural.

5

Texturização com twists

Esse método parece muito com o truque das tranças. A diferença é que o twist é como uma trança de duas mechas, é só torcer e ir entrelaçando uma na outra. O resultado da texturização com twists é um cabelo super definido e com pouco volume. Eu curto muito o efeito e acho que funciona muito bem para quem já passou pela transição também, traz uma textura diferente para o cabelo e mudar é sempre bom, né?

6

Fitagem estruturada

Fitagem é o método de finalização mais famoso entre as cacheadas, provavelmente depois da transição você vai querer testar esse supertrque, então nada melhor que já ir pegando a prática. Na fitagem, você separa o cabelo em mechas e divide-as em “fitas” com os dedos, depois disso, a dica é amassar bem com as mãos ou com uma toalha de microfibra pra os cachos irem tomando mais forma. Até hoje uso esse método para finalizar meu cabelo.