Saiba como consertar a progressiva que não pegou no cabelo!

Como consertar a escova progressiva que deu errado? A progressiva não pegou, posso fazer de novo? Confira as melhores dicas para devolver a saúde dos fios!

Não funcionou e você precisa saber como consertar a progressiva que deu errado? O melhor é partir para ações práticas que ajudam a resolver os problemas — tenha calma, quase tudo tem solução. Desde hidratações para manter o cabelo saudável até em apostar em um corte de cabelo novo, você tem algumas opções para lidar com o imprevisto capilar.

 

Como o nome já diz, a escova progressiva é uma técnica que requer várias aplicações e tem um efeito gradativo para transformar fios encaracolados em lisos. Dependendo do tipo de cabelo (os bem crespos, por exemplo), apenas o volume é diminuído e os resultados duram, em média, três meses, dependendo de cada pessoa.

Existe uma variação de escovas progressivas no mercado, como a escova marroquina, de chocolate, de leite, de mel e por aí vai. A diferença entre elas é o percentual e o agente alisante (como o tioglicolato de amônio e a etanolamina, parentes da amônia) e o cheiro. Por isso, muitas vezes parece que o procedimento deu errado, mas você pode ter escolhido o tipo errado para o seu fio.

Observe o limite do formol. As escovas progressivas que ainda possuem formol na composição devem respeitar o limite de 0,2 % determinado por lei pela Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA), mais que isso pode prejudicar a saúde. Fique sempre atenta antes de fazer.

Os cabelos virgens não reagem tão bem ao procedimento. Como suas fibras de queratina estão em um estado melhor, sem fissuras ou aberturas, o produto não penetra tão bem e o resultado pode ser desfavorável. Se quiser fazer a escova progressiva, converse com um profissional especializado e de confiança.

Se a progressiva não pegou, posso fazer de novo?

Se a escova progressiva simplesmente “não pegou”, a solução é voltar ao salão de beleza e conversar com o cabeleireiro responsável. Provavelmente o procedimento será refeito, mas cuidado: tenha a certeza de que os produtos são autênticos, liberados pela ANVISA e peça sempre o teste de sensibilidade.

Isso também vale se o retoque da progressiva não pegou. Provavelmente o resultado já será visível no salão. Então, o indicado é entender como o profissional o que pode ter acontecido e encontrar uma solução para o problema.

Quanto tempo posso fazer progressiva de novo?

Seja para consertar a escova progressiva que deu errado ou só para retocar o procedimento, o indicado é que isso seja feito com um intervalo de três meses, já que esse processo costuma ser agressivo. Além disso, deve-se fazer o retoque apenas na raiz que cresceu com a textura natural do cabelo.

Próximo

Cabelo ressecado depois da progressiva: o que fazer?

O cabelo ficou danificado e muito ressecado? Dê um tempo no secador e na chapinha, que tiram a umidade dos fios e acabam por deixá-los mais secos ainda. Faça hidratações semanais para recuperar as cutículas e use produtos umectantes, que ajudam a trazer de volta a umidade natural do fio.

Outra dica é aparar pelo menos as pontas para tirar a parte que está ressecada. Assim, os seus fios vão ficar com uma aparência muito melhor.

Quando não fazer a progressiva?

Geralmente a escova progressiva é indicada para cabelos crespos e volumosos. A técnica não é adequada para o crespo tipo afro (4C), que tem fios porosos que fixam menos o produto.

Nesse caso, alguns profissionais podem adicionar um passo extra e realizar, antes, um relaxamento. Isso fragiliza ainda mais o fio, que, a médio prazo, tem mais chances de ficar danificado.

Modelo com cabelo crespo curto
Foto: www.indigitalimages.com

Atenção: diga sempre ao seu cabeleireiro quais químicas (incluindo colorações) já foram feitas nos seus fios. Isso diminui muito a probabilidade de erro por incompatibilidade de ativos.

Muitas mulheres também podem apresentar alergia aos componentes da fórmula, como queda acentuada de cabelo, queima e descamação do couro cabeludo, corte químico e até problemas respiratórios. É importante fazer um teste antes e até consultar seu médico, principalmente se você já tiver pré-disposição a alergias.

Como sempre falamos, antes de submeter seus fios crespos a qualquer procedimento químico, converse com um cabeleireiro de confiança, especializado na técnica desejada.

Redobre os cuidados com os fios

Se os fios ficarem muito pesados e sem movimento, use shampoo antirresíduos uma vez por semana e faça hidratações com queratina, aminoácidos, silicone e pantenol para reduzir a porosidade das cutículas, a parte mais externa do fio. Se quiser, de vez em quando dê um up no visual fazendo uma escova modeladora.

Caso estejam muito escorridos e sem graça, opte por cremes leave-in, séruns, sprays ou até modeladores de cachos para ajudar a dar movimento aos fios e criar pelo menos ondas (definir cachos será bem mais complicado por causa da ação da química, que mudou a estrutura da fibra). Você pode, também, fazer um coque com os cabelos úmidos e passar o secador, soltando em seguida. Isso ajuda a dar um movimento mais natural, sem aquela ponta espigada.

Aliás, esses cuidados devem ser feitos também antes de os fios passarem pelo processo da escova progressiva. Os cabelos precisam estar hidratados e saudáveis.

Sugestão de produtos

Recomendamos os finalizadores como o Creme Texturizador Bed Head Small Talk, o Spray Revitalizador TRESemmé Tudo em 1 e o Creme de Pentear Dove Day 2.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)