Coloração sem amônia: será que funciona no cabelo crespo?

A coloração sem amônia agride menos o cabelo, mas será que funciona? Qual é o efeito desse tipo de tinta nos fios crespos? Veja os detalhes.

Pintar os cabelos é uma das maneiras mais fáceis e rápidas de transformar por completo o visual. No entanto, a química usada nas tinturas para alterar a pigmentação dos fios pode agredi-los, causando efeitos nada agradáveis se não houver uma manutenção correta. Nos cabelos mais frágeis por natureza, como os fios crespos, ou naqueles que já passaram por outros procedimentos, como alisamentos ou relaxamentos, a combinação pode ser fatal, causando até quedas. A boa notícia é que quem não quer se arriscar pode optar pela coloração sem amônia. Confira!

Coloração sem amônia: o que é?

Enquanto as tinturas tradicionais contêm amônia, produto químico que tem a função de abrir a cutícula (a camada mais externa do cabelo), para inserir os novos pigmentos no interior do fio, a coloração sem amônia age depositando esses novos pigmentos em torno da haste capilar, portanto, sem agressão. O que é acontece é que esse processo de abrir a cutícula para penetrar no fio pode causar danos, já que, nem sempre, as escamas se fecham novamente do mesmo jeito. Há um desgaste, que não acontece quando a nova cor é aplicada sem amônia. “Ela age por depósito e tem uma taxa de cobertura de 80% de cada fio branco”, diz Penélope Beolchi, hair stylist do salão Opa! Hair, de São Paulo (SP).

As vantagens da coloração sem amônia

Como não agride os fios, a coloração sem amônia pode ser usada em vários casos. De acordo com Penélope, pode ser usada sem medo por quem tem cabelos crespos ou cachados, que são mais sensíveis e têm menos camadas de proteção. “Inclusive, é um tipo de coloração muito indicado para depois dos alisamentos”, ressalta. “O produto é recomendado para quem quer mudar o matiz do cabelo, acrescentando brilho, que pode ser dourado, acobreado ou acinzentado, por exemplo. Também pode ser aplicado por quem quer uma suave cobertura dos primeiros fios brancos, sem apelar para a amônia”, diz a especialista.

Como as tintas sem amônia envolvem o fio, se depositando ao redor dele, em vez de penetrar na fibra, a fixação é mais frágil. Ela vai saindo conforme você for lavando os cabelos. A duração vai depender do fabricante, mas, em média, esse tipo de coloração dura cerca de 25 lavagens. Se você tiver o hábito de higienizar o fio cerca de três vezes por semana, vai poder exibir a cor por cerca de dois meses.

Mais fraquinha

Se você pretende deixar os cabelos mais claros do que eles estão atualmente, é provável que a coloração sem amônia não funcione para você alcançar o resultado desejado. Ela provavelmente não será suficiente. “Ela não é capaz de clarear a tonalidade dos fios”, diz Penélope.

O jeito, nesse caso, é apelar mesmo para os descolorantes e tinturas tradicionais. Mas, preste atenção porque como são processos mais agressivos e com efeito mais permanente, o recomendado é procurar a ajuda e a orientação de um profissional.

Se você tem muitos fios brancos, pode ser que a cobertura oferecida pela coloração sem amônia também não seja suficiente para escondê-los por completo. Como esse tipo de tinta não agride o cabelo, não tem problema se você não ficar satisfeita com o resultado e pedir para o seu cabeleireiro investir em outro tipo de coloração depois. Só lembre-se de sempre dizer a ele o que fez e quais produtos usou. Assim, ele pode encontrar uma solução, com químicas que não briguem entre si, prejudicando o seu cabelo.

Sugestões de produtosAposte em produtos para cabelos com química, de forma a garantir a saúde dos fios, como Shampoo TRESemmé Selagem Capilar Crespo Original e o Condicionador TRESemmé Selagem Capilar Crespo Química.  O Shampoo Dove Pós Progressiva também possui pH baixo e não tem a adição de sal, limpando os cabelos sem interferir no tratamento químico.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)