Como cuidar dos cabelos crespos com química

All Things Hair | 03 maio 2016

Os cabelos com química ficam mais frágeis após os procedimentos. Saiba como cuidar deles.

A variedade de técnicas e produtos é tão grande, que, atualmente, dá para ter o cabelo que você quiser: liso, enrolado, colorido, com mechas… A química é a grande responsável por muitas dessas possibilidades. Isso é algo positivo, é claro. A liberdade de se transformar quando quiser é impagável. No entanto, é preciso saber que existe o outro dos cabelos com químicas: todas essas modificações fragilizam os cabelos e podem danificá-los, se não houver manutenção adequada.

Por tudo isso, é preciso redobrar os cuidados quando há algum tipo de química na jogada, principalmente se você tem fios crespos, já que esse é o cabelo mais frágil de todos. Saiba, abaixo, o que fazer para evitar problemas como ressecamento, porosidade e até queda.

Cabelos com química: a importância da hidratação

A hidratação é importante para todo mundo. Se você tem cabelos crespos ou encaracolados, a necessidade dela cresce. Se você se submeteu a alguma química, mais ainda. Para que a química possa agir, as células que formam a cutícula, camada que envolve e protege o fio, se abrem. Assim, o produto penetra na fibra capilar e faz a alteração desejada.

Depois, a ideia que é essas cutículas voltem a se fechar, mas, nem sempre, isso acontece de maneira tão fácil. Às vezes, elas ficam desgastadas com esse movimento, deixando o cabelo frágil, sensibilizado, com aberturas que facilitam a perda de umidade. Por isso, hidratar é tão importante.

Os especialistas recomendam que, ao se submeter a um tratamento químico, você invista em uma reconstrução. Esse tratamento feito no salão repõe a maior parte dos elementos perdidos ou danificados. Depois, dá para fazer a manutenção em casa mesmo. Para isso, escolha um creme de tratamento de qualidade e aplique de uma a duas vezes por semana, seguindo as instruções da embalagem. Nada de preguiça, hein?

Proteção com filtro solar

Um dos maiores inimigos dos cabelos com química é o sol. Na verdade, não o sol em si, mas os raios ultra-violetas emitidos por ele. Esses raios penetram no cabelo e podem queimar os componentes da fibra, como a queratina e a melanina. O efeito? Fios fracos, secos e, se a química escolhida for coloração, um desbotamento do tom.

Para evitar, use sempre filtro solar. Da mesma maneira como aplicamos na pele, diariamente, é preciso se lembrar dos cabelos. O mercado dispõe de vários produtos que oferecem essa proteção. Escolha o seu preferido e vá em frente!

Produtos adequados

Outra dica importante: escolha bem o seu shampoo, o seu condicionador e os outros cosméticos usados nos cuidados diários com os fios. Prefira as versões formuladas especificamente para o seu tipo de cabelo, cacheado ou com química. Eles fornecem os nutrientes necessários para proteger o efeito do procedimento que você escolheu e a manter o balanço e a vitalidade dos fios.

Cuidado com o excesso

Se você optou por um tratamento químico, não exagere. Fazer muitas dessas transformações ao mesmo tempo pode causar um acúmulo, ao qual o fio não resiste. Aí pode acontecer um dos efeitos mais temidos por todas: o corte químico, que é quando os fios não resistem à intervenção e se partem, caindo.

Por isso, sempre que for se submeter a algum tratamento, converse com seu cabeleireiro, informe os procedimentos que já realizou e peça para que ele faça testes em mechas pequenas, para saber como o fio vai reagir, antes de aplicar os produtos no cabelo inteiro.

Dicas de produtos

Cabelos com químicas precisam de produtos específicos para eles. Nossa dica é o Shampoo TRESemmé Expert Detox Capilar e o Condicionador TRESemmé Expert Detox Capilar que ajuda a purificar suavemente o cabelo dos resíduos diários. Para complementar, experimente a Máscara De Tratamento Nexxus Emergencée que repõe a camada lipídica que as químicas retiram.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.