Os principais ativos usados para o alisamento de cabelo crespo

All Things Hair
modelo com cabelo alisado preto: alisamento de cabelo

Saiba as melhores dicas dos profissionais sobre os principais ativos usados no processo de alisamento de cabelo. 

Desde o boom das escovas progressivas, a técnica do alisamento de cabelo mudou bastante. Graças à alta tecnologia, hoje já é possível conquistar fios lisos com aspecto bem natural sem ter que se submeter aos efeitos nocivos do formol. Atualmente, os três ativos mais usados para alisar o cabelo são guanidina, hidróxidos e tioglicolato de amônia, indicam os cabeleireiros, experts em fios crespos. Selecionamos as substâncias que mais alisam os fios de cabelo mantendo-os saudáveis. Preste atenção.

Os melhores ativos para o alisamento de cabelo

Hidróxido de sódio

É o mais potente dos ativos de alisar os fios crespos, por isso é indicado para fios afro ou bem crespos e volumosos. A substância age quebrando as ligações dos aminoácidos de cistina no córtex (o coração do cabelo), possibilitando a remodelação da textura.

Por ser um ingrediente muito alcalino e bastante agressivo, é preciso muita atenção do profissional para não comprometer a saúde dos fios. Se o produto for mal aplicado, pode até causar queimaduras no couro cabeludo.

Hidróxido de guanidina

Tem o mesmo princípio de ação do hidróxido de sódio, mas é mais suave e mais fácil de controlar a intensidade do alisamento. É indicado para fios cacheados e volumosos, porém exige uma atenção especial com relação a outras químicas e tinturas, que normalmente não são compatíveis.

Se você já fez algum processo químico anteriormente no cabelo, é fundamental contar ao cabeleireiro para não correr riscos do processo dar errado.

Tioglicolato de amônia

Ideal para cabelos ondulados ou com cachos largos, proporciona o mais suave dos alisamentos. A substância age com a quebra as pontes de dissulfeto presentes na queratina (proteína que compõe o fio de cabelo) permitindo que a fibra capilar seja remodelada.

A estrutura do fio é modificada, não volta a forma natural e o retoque deve ser feito apenas na raiz a cada dois ou três meses. O tioglicolato de amônia pode ser associado ao colágeno, em um procedimento conhecido como exoplastia capilar, que repõe falhas nas cutículas e deixa os fios mais resistentes.

Para decidir qual dos alisamentos é o ideal para você, é essencial contar com a ajuda de um cabeleireiro experiente – essa não é uma decisão para leigos no assunto. Ele tem condições de analisar o seu histórico capilar, já que algumas substâncias utilizadas em alisamentos, relaxamentos e tinturas anteriores podem interferir no resultado. Além disso, muitas vezes elas são incompatíveis entre si, o que pode prejudicar severamente a saúde dos fios quando usadas em conjunto.

As escolhas devem ser bem discutidas e avaliadas, recomendam os especialistas. Em caso de cabelos crespos virgens (naturais), é importante ter em mente qual é o resultado esperado. Após essa escolha, o profissional deve ponderar entre os tipos de alisamento mais indicados e o tempo de ação para chegar no visual desejado pela cliente, ressaltam os cabeleireiros. Fazer o teste de mecha antes de começar o procedimento também é fundamental para minimizar possíveis danos.

Dicas de produtos

Para fazer a fitagem, você pode usar o Creme De Pentear TRESemmé Selagem Capilar Crespo Química, além de te ajudar a definir os cachos, ele facilita a reparar os danos causados pela química. A Máscara De Tratamento Nexxus Emergencée auxilia na reconstrução da força enquanto mantém seu movimento natural. O Creme Para Pentear Seda Óleo Hidratação contém filtro UV para proteger os fios dos danos causados pelos raios solares.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)

Continuar lendo