Relaxamento capilar é uma boa opção para seus cabelos cacheados?

Descubra como funciona o relaxamento capilar e veja se o procedimento é recomendado para o seu tipo de cabelo.

O volumão dos cacheados e crespos é algo incrível – mas, se por algum motivo, você não curte, provavelmente já ouviu falar do relaxamento capilar como uma “solução” para essa questão, seja por recomendação de uma amiga, em sites, revistas ou no salão de beleza.

Mas você sabe mesmo como funciona o tratamento? Será que ela é uma boa alternativa para o seu caso? Conversamos com a hairstylist Eliane Pavini, do salão Shampoo Intercoiffure, em Ribeirão Preto (SP), para descobrir tudo sobre o assunto e contar para você.

“É uma técnica usada para reduzir o volume e deixar os cachos mais definidos”, resume Eliane. Com a aplicação de produtos químicos específicos, o procedimento altera a estrutura capilar, deixando a haste do cabelo mais maleável. Assim, fica mais fácil manter o volume excessivo sob controle.

Relaxamento capilar é o mesmo que alisamento?

Há quem confunda relaxamento com alisamento, mas não é bem assim. O objetivo do relaxamento não é deixar os fios completamente lisos.

Embora até possa resultar em madeixas lisas, essa técnica é recomendada para quem tem cabelos crespos e cacheados e deseja manter os caracóis. O objetivo desse procedimento é reduzir o volume, aumentar a definição dos cachos e garantir mais movimento aos fios. Com a aplicação de produtos químicos específicos, o procedimento altera a estrutura capilar, deixando a haste do cabelo mais maleável. Assim, fica mais fácil manter o volume excessivo sob controle.

Ou seja, se o seu objetivo é alisar os fios, melhor optar por outro procedimento. Aposte no relaxamento capilar se você tem cabelos crespos ou cacheados, gosta dos seus caracóis e quer mantê-los, porém com volume menor.

Alerta: escolha o salão com cuidado, garota!

Se você optou mesmo por fazer um relaxamento, nada de entrar no primeiro salão de beleza que vê pela frente ou de escolher o mais barato.

“Os cuidados começam na hora de escolher um bom profissional, que saiba indicar a melhor técnica para a cliente”, recomenda Pavini. A orientação é procurar informações sobre o cabeleireiro, para saber se ele realmente tem conhecimento suficiente para fazer o diagnóstico e, claro, o procedimento. Vale conversar com o expert, com outros clientes, procurar avaliações na internet… Enfim, pesquisar bastante.

Ao escolher o salão e o profissional, pergunte a ele tudo sobre a técnica, sobre o produto e veja se essa é mesmo a solução mais recomendada para o seu tipo de cabelo.

Relaxamento em casa? Não arrisque!

Algumas perfumarias vendem cosméticos para fazer o relaxamento em casa, sem a ajuda de um especialista, mas essa não é uma atitude recomendada.

Em casa você não tem acesso aos melhores produtos nem ao conhecimento técnico necessário. Por isso, é importante fazer o procedimento com um profissional.

“Ainda existe o risco de um corte químico, ou seja, quando acontece uma desestruturação da fibra capilar, que faz com que os cabelos quebrem e caiam. Além disso, o processo pode dar errado: os fios podem ficar muito lisos ou não relaxados o suficiente. Portanto, o ideal é que a técnica seja realizada em um bom salão, com um cabeleireiro de confiança”, ressalta Pavini.

Para prolongar o efeito

O relaxamento é um procedimento químico, que altera a forma natural do cabelo, o que não deixa de ser uma agressão ao fio. Portanto, capriche nos tratamentos para manter as madeixas deslumbrantes, com cachos definidos, volume na medida certa e, sobretudo, saudáveis.

O tratamento para reestruturação dos fios com aminoácidos essenciais, vitaminas, agentes hidratantes e condicionantes é fundamental. Invista em procedimentos que garantem a reposição da massa capilar para devolver a saúde aos fios danificados, além disso, faça hidratações semanais em casa e ao menos uma vez ao mês no salão de cabeleireiro.

Na rotina de cuidados diários, opte por shampoos, condicionadores e máscaras específicos para fios crespos e cacheados com químicas. Em média, os fios costumam começar a retornar ao formato original em dois meses. Então, é necessário fazer o retoque.

“Faça o tratamento uma vez por semana ou pelo menos a cada quinze dias”, recomenda a especialista. Para ela, é importante ouvir as dicas do profissional que realizou o procedimento, ele vai ensinar a tratar o seu cabelo, manter a saúde e prolongar a duração do relaxamento. Em média, os fios costumam começar a retornar ao formato original em dois meses. Então, é necessário fazer o retoque.

Sugestões de produtos

Procure usar produtos que sejam específicos para cabelos que receberam química, como o Shampoo TRESemmé TRESplex Regeneração e o Condicionador TRESemmé TRESplex Regeneração.

 

Para um tratamento mais profundo, sugerimos Máscara Dove 1 Minuto Fator Nutrição 80+.

Próximo

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)