Origem do cabelo cacheado: cientistas descobrem gene responsável

Pesquisadores apontam qual é a genética do cabelo cacheado. Confira o artigo e descubra a ciência por trás dos fios encaracolados.

A origem do cabelo cacheado tem a ver com a genética. Nesse tipo de fio, acredita-se que os folículos capilares tenham uma curvatura que faz com que eles cresçam num ângulo agudo, resultando em cachos.

Além disso, quanto maior o número de pontes de dissulfeto (ligações entre as proteínas que formam o fio), mais crespos os cabelos serão. A seguir, saiba mais sobre a genética do cabelo cacheado.

Um estudo realizado por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Médica de Queensland, na Austrália, descobriu a origem do cabelo cacheado e o gene responsável pela textura do fio: o nome dele é trichohyalina. 

É uma variação nesse gene que é capaz de determinar se os cabelos serão lisos ou cacheados.

Os cientistas também concluíram que ele é hereditário. Se a mãe tiver a genética do cabelo cacheado, a chance de passá-la para o filho é de 90%. 

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores, liderados pelo cientista Nick Martin, analisaram os dados coletados de mais de cinco mil gêmeos, descendentes de europeus, ao longo de um período de 30 anos. O resultado sobre a genética do cabelo cacheado? Eles notaram que 45% dessa população tinha o cabelo liso, 40% ondulado e 15% encaracolado.

Além de ajudar a saber, por exemplo, se um bebê que ainda está na barriga vai nascer com cabelos cacheados ou lisos, o resultado do estudo também promete revolucionar a indústria cosmética.

É que especialistas cogitam a possibilidade de essa descoberta ser o primeiro passo para a invenção de tratamentos para mudar a estrutura do cabelo, sem precisar aplicar produtos diretamente nele. Já pensou poder transformar seus cabelos enrolados em lisos – se assim desejar – tomando algumas cápsulas?

De acordo com Nick Martin, isso ainda não está tão próximo de acontecer. Ainda serão necessários muitos outros estudos para chegar a esse ponto. As descobertas são apenas sugestivas e ainda não indicam um caminho certo para possibilitar a intervenção médica no formato dos fios de cabelo.

Mulher com cabelos longos e ruivos

Qual a porcentagem de cabelos cacheados no mundo?

Muitas informações circulam na internet sobre a origem do cabelo cacheado e as suas porcentagens, mas esse é um dado difícil de saber com exatidão, isso porque os estudos dependem de entrevistas e grandes amostras.

No entanto, um dos mais recentes estudos realizados no Brasil pela Kantar, multinacional de painéis de consumo, apontou que 31% das mulheres dizem ter cabelo liso, 28% levemente liso, 16% ondulado, 10% encaracolado e 4% crespo.

Entre os homens ouvidos no levantamento, 38% dizem ter cabelo liso, 28% levemente liso, 17% ondulado, 6% encaracolado e 2% crespo. Mas claro, os resultados não refletem necessariamente que esses fios são naturais, eles podem ter passado por algum tipo de processo químico.

Outro estudo, feito pela mesma consultoria, aponta que o Brasil é o país com mais tipos de cabelo no mundo e 51,4% da população tem variações de cacheados e crespos.

Qual a diferença entre cabelo crespo e cacheado?

Os cabelos crespos são mais finos, geralmente, apresentam maior oleosidade e têm tendência a serem bem espiralados e terem cachos bem fechados desde as raízes, dependendo do tipo, também podem ser um pouco mais secos e os fios geralmente são naturalmente mais encolhidos.

Já os cacheados são volumosos, podem nascer lisos nas raízes e irem formando cachos pela extensão dos fios, que são um pouco mais soltos em comparação com os crespos, pois nesse caso, o efeito encaracolado do cabelo se dá de uma forma mais ‘aberta’.

Ambos são lindos e têm variações incríveis de penteados. Escolher o certo para o seu estilo e manter os cuidados diários são os primeiros passos para arrasar e manter a autoestima com seus fios sempre em dia.

O cabelo cacheado pode ficar liso com o tempo?

O que pode fazer com que cabelos cacheados se tornem lisos é a exposição a tratamentos químicos e calor, como chapinha e secador, que podem ser capazes de alterar a estrutura dos cachos. Por isso, é sempre bom tomar cuidado com o uso desses acessórios, para que os cachos não ‘sumam’ contra a sua vontade.

Vale ressaltar, que apenas o tempo não é capaz de mudar a estrutura genética do cabelo, que é o principal fator responsável pela construção dos fios e suas características. Por isso, se isso estiver acontecendo, fique atenta se não está abusando do calor, ou usando algum produto que cause essa reação. Vale a pena consultar um especialista caso note algo fora do normal.

Origem do cabelo cacheado e a herança africana

O estudo liderado por Nick Martin foi feito com descendentes europeus. Talvez isso explique o fato de apenas 15% dos participantes apresentarem cabelos encaracolados (incluindo todos os tipos de cachos, é claro!).

Se a amostra tivesse sido coletada no Brasil, provavelmente, o número seria bem maior. Isso porque temos uma parte significante da genética herdada de nossos ascendentes africanos, que têm os fios crespos como uma das principais características.

Enquanto mais novidades não vêm…

Os cientistas continuam estudando a genética do cabelo cacheado e prometem parcerias com o mercado dos cosméticos, para facilitar diferentes tipos de tratamento. Enquanto isso não acontece, caso queira ter fios lisos, ainda é preciso apelar para tratamentos químicos, como o alisamento ou as escovas progressivas e suas variações.

Se for fazer algum desses procedimentos, converse antes com um cabeleireiro de confiança. Ele vai analisar o histórico e a situação atual dos seus cabelos para dizer qual das técnicas pode proporcionar um resultado melhor.

Cabelo cacheado? Assuma!

Se o seu cabelo cacheado foi herdado da sua mãe ou do seu pai, tire proveito máximo dos cachos. Assim como qualquer outro tipo de cabelo, basta cuidar deles da maneira certa para ter fios incríveis.

Não se esqueça de lavá-los com produtos específicos para fios cacheados e de tirar a umidade com uma toalha, sem esfregar, para não causar quebras. Depois, aplique um leave-in termoativado e use um secador com difusor para modelar. Um finalizador para tirar o frizz e prontinho: você está linda para arrasar por aí.

Próximo

Sugestão de produtos

Vale experimentar a dupla de shampoo e condicionador Dove Ultra Cachos, que tem óleo de buriti e ômega-9 para nutrir, prevenir o frizz e definir os caracóis.

Outra indicação é o Creme de Pentear TRESemmé Cachos: o produto é formulado com elastina e óleo de macadâmia para manter a hidratação, desembaraçar os fios com facilidade e deixar o cabelo com um toque extremamente macio. Bônus: protege as madeixas dos raios UV.

(Artigo publicado originalmente em MeuCrespo.com.br)