#AmoMeuCabelo: fui adotada e meu cabelo ajudou a me reconectar com minhas raízes

Conhecer alguém com o cabelo parecido com o seu é muito mais importante do que você pode imaginar. Conheça a história de Andrea!
mulher de perfil passa a mão pelo cabelo ondulado e sorri

Nascida no Brasil e adotada por pais alemães, a influencer social media manager Andrea C. Da Silva sempre se sentiu “a estranha” por causa do seu cabelo. Depois de uma viagem ao seu Brasil no começo do ano, ela entendeu o quão profundamente nosso cabelo está ligado à nossa identidade e sensação de pertencimento.

Como era sua relação com seu cabelo quando você era mais nova?

Quando eu era criança, meu cabelo era super enrolado, tipo crespo. Eu vivia em uma pequena cidade na Alemanha onde o cabelo de todo mundo era liso e, na maioria das vezes, loiro. Então, eu sempre me destacava entre outras pessoas que não tinham o mesmo tipo de cabelo que o meu. Agora eu vejo isso de uma forma positiva, mas naquela época eu só pensava: “por que meu cabelo não é assim?”.

Mulher com cabelo longo e ondulado preso no topo da cabeça sorri para a câmera com a mão na cintura. Ela sua regata laranja e um colar com a letra A dourada
Andrea foi adotada ainda pequena no Brasil. Hoje, ela mora em Londres

Seus pais alguma vez explicaram por que seu cabelo era diferente dos seus amigos?

Meus pais sempre foram honestos sobre o fato de meu irmão e eu sermos adotados. Eu não lembro um momento específico, mas eles nunca fizeram disso um segredo. Eles mostravam onde o Brasil era no mapa e nos mostravam fotos de pessoas brasileiras, assim a gente conseguiria se identificar com elas.

Próximo

Seus pais tinham dificuldade para cuidar do seu cabelo?

Eu acho que minha mãe sempre teve dificuldades com meu cabelo porque ela não sabia o que fazer com meus cachos. As amigas dela eram todas brancas e europeias, então ela não tinha ninguém que pudesse ajudar e YouTube não existia! Ela nunca verbalizou, mas eu notava pelo jeito que ela segurava meu cabelo e porque ela costumava dizer para mim “você tem cabelos muito bonitos, mas é tão difícil penteá-los”.

 

Meus pais mostravam onde o Brasil era no mapa e fotos de pessoas brasileiras, assim a gente conseguiria se identificar com elas.
Mulher com blusa florida e cabelo semipreso com trancinhas sorri de olhos fechados
Quando eu era pequena, sempre me destacava. Agora eu vejo isso de uma forma positiva, mas naquela época eu só pensava: “por que meu cabelo não é assim?”

Como frequentar a universidade na Inglaterra mudou seu pensamento sobre seu cabelo?

Ao começar a faculdade, conheci mais amigos de backgrounds diferentes e com os quais eu podia me identificar mais, e eu aprendi mais sobre meu próprio cabelo por meio deles e com o jeito que eles estilizavam o próprio cabelo. Até chegar na faculdade, eu nem sabia que as tranças existiam! Eu cresci sem ter ninguém por perto que usasse tranças, então, quando eu vi pela primeira vez uns amigos usando isso na universidade, eu pensei “acho que eu devia tentar”.

Retorno ao Brasil


Você veio ao Brasil no começo do ano em busca da sua família biológica. Você já estava pensando nisso há um tempo?

Fazia um tempo que eu já estava pensando nisso. Eu sempre disse que iria ao Brasil para tentar encontrar minha família de nascimento depois de terminar a faculdade, mas depois de me graduar eu decidi fazer mestrado e, depois do mestrado, eu comecei a trabalhar e fique presa nisso tudo. Daí nunca rolou. Mas, ano passado, eu terminei com meu namorado, uma relação de seis anos, e me dei conta de que eu precisava pensar mais em mim e fazer as coisas que eu sempre quis fazer. E o Brasil estava no topo da lista!

Seu cabelo faz você se sentir conectada com seu lado brasileiro?

Brasil é um país super diverso, você encontra pessoas com todos os tipos de cabelo. Mas quando eu visitei a região de onde eu sou (Cabedelo, na Paraíba), eu vi um monte de gente com o mesmo cabelo – cacheados como o meu ou até mais enrolados.

Mulher de blusa florida e cabelos longos e ondulados sorri para a câmera. Ela usa brinco de argola e colar dourado com pingente de letra A
A visita ao Brasil deu uma nova rotina capilar a Andrea

Como você se sentiu neste momento?

Foi como se eu estivesse em casa. Obviamente eu pareço com eles por causa do meu cabelo e do meu tom de pele. Então, quando falavam comigo em português e eu não sabia responder, eles ficavam bem confusos. Eu realmente me senti enturmada, ninguém olhava para mim como se eu fosse diferente.

Próximo

Você pegou dicas com brasileiras?

Eu peguei um monte de dicas com as pessoas com quem encontrei e também trouxe alguns produtos que queria testar. Eu chegava para as pessoas e dizia “adorei seu cabelo!”. Perguntava o que eles faziam e isso dava início a uma conversa. As dicas mais importantes que me deram foram para secar meu cabelo naturalmente, não usar secador, e o fato de que elas usam muito produtos com manteiga de karité e óleo de coco para proteger o cabelo. Eu comprei um pouco de manteiga de karité pura, que eu uso como máscara hidratante, e deixo durante a noite toda. Isso deixa meu cabelo perfeito!

Quando falavam comigo em português e eu não sabia responder, eles ficavam bem confusos.

 

Desde que você voltou, como sua rotina mudou?

Eu conheço muito mais meu cabelo agora, tanto em relação aos produtos que eu uso quanto como eu trato os fios. Eu sempre secava meu cabelo com o secador e agora eu não faço mais isso. Eu só deixo o cabelo secar ao ar livre. Se vou comprar produtos novos, eu procuro por ingredientes mais naturais, como manteiga de karité, porque quando voltei eu realmente senti a diferença que ela fez nos meus cabelos.

mulher de perfil passa a mão pelo cabelo ondulado e sorri
Hoje Andrea se sente confiante sobre como cuidar e estilizar seu cabelo


Top 5 dicas da Andrea para cabelo cacheado

  1. Use mousse para definir seus cachos 

O TRESemmé Botanique Curl Conditioning Mousse** é ótimo para definir meus cachos, e ele ainda hidrata e deixa meu cabelo brilhante.

  1. Corte seu cabelo regularmente

É importante cortar as pontas de vez em quando, sempre que você sentir frizz, para manter seu cabelo saudável.

  1. Use máscara uma vez por semana para manter o cabelo hidratado

Eu tenho um monte de cabelo, mas eles são bem finos. Por isso, eu adoro a Creme de Tratamento Love Beauty And Planet Hope & Repair porque ela não fica tão pesada no meu cabelo quanto as outras máscaras. E ela tem um perfume ótimo!

  1. Use uma fronha de cetim

Durma em uma fronha de cetim ou use um lenço para proteger seu cabelo à noite. Mesmo que você coloque o cabelo para cima, isso vai afetar seu cabelo, acredite.

  1. Proteja seu cabelo do sol

Debaixo de sol, nas férias, lembre sempre de manter seu cabelo hidratado, usando leave-in. Isso também vai evitar o frizz.

Sugestão de produtos

A gente sugere o Creme de Pentear TRESemmé Cachos como leave-in para hidratar e definir os cabelos. Ele pode ser usado logo após o cabelo ter sido lavado, para fazer fitagem ou desembaraçar os fios, ou para remodelar os cachos no day-after.

Os novos produtos de Seda Boom foram pensados para todos os tipos de curvatura. O Creme para Pentear Seda Boom Apaixonada Por Ondas foi pensado para o cabelo ondulado, que é difícil de definir. A fórmula exclusiva une Água de Coco, para hidratar, com o D-Panthenol, que combate o ressecamento.

Para limpar os fios, o Shampoo TRESemmé Cachos Definidos é formulado com Elastina e Óleo de Macadâmia. Indicado para cabelos cacheados do tipo 2BC e 3ABC, ele limpa delicadamente sem prejudicar a hidrtação.

 

* Em entrevista a Bethany Strong
** Não disponível no Brasil.