Mega hair: 6 diferentes técnicas para você escolher

Conquistar fios longos e grossos pode levar anos. Para quem não tem tempo a perder, as técnicas de alongamento capilar fazem muito sucesso. Conheça 6 tipos de megahair e escolha o seu!

As técnicas de aplicação do mega hair são variadas, bem diferentes entre si e cada uma possui um tipo de cuidado específico.

Para facilitar a sua vida na hora de escolher o aplique, identificamos, com a ajuda de uma dermatologista e de uma tricologista, as vantagens e desvantagens dos tipos de extensões capilares.

Basicamente, o mega hair funciona com mechas de cabelo que são anexadas aos fios de cabelo para fazer com que eles fiquem mais longos ou mais volumosos.

Essas mechas podem ser aplicadas com técnicas diferentes. A escolha vai depender do seu tipo de cabelo, do resultado desejado e o preço que está disposta a pagar.

Tipos de mega hair

Existem alguns tipos de mega hair que podem ser usados para quem quer investir na extensão dos fios ou no volume dos cabelos.

O tic-tac, por exemplo, é bom para quem quer um resultado rápido e prático para colocar e tirar em casa mesmo, quando quiser. Já o mega hair em tela, é mais indicado para quem tem cabelos curtos. Veja o que se encaixa melhor no seu estilo.

1. Microlink

O mega hair Microlink é um dos mais procurados. Nessa técnica, os tufos de cabelo são presos com um anel de aço na região próxima à raiz. É ideal para fios ondulados ou cacheados, que por serem mais volumosos, “escondem” os ganchos que prendem o aplique.

Vantagens:

  • Dá um efeito super natural;
  • Exige pouca manutenção;
  • Tem uma duração de 3 a 4 meses;
  • A retirada do aplique é rápida e prática;
  • Não danifica o cabelo.

Desvantagem:

  • Exige manutenção frequente: em média, a cada 20 dias.
Foto de antes e depois de mega hair com microlink
Foto de antes e depois do mega hair | Reprodução | Instagram @studio.caiocesar

2. Fita Adesiva

O mega hair de extensão adesiva é um método fácil de ser aplicado, a colocação leva em média 30 minutos. Além disso, é um dos que menos estraga o cabelo e não agride o couro cabeludo. Por esse motivo, é o mais indicado para que tem cabelos finos e frágeis.

“É o método de mega hair mais seguro para a saúde do couro cabeludo e para a haste capilar (a parte do fio que sai do couro cabeludo)”, explica a tricologista Sandra Perondi. O aplique é preso à mechas de cabelo, não muito próximas ao couro cabeludo.

Vantagens:

  • Rápido de colocar;
  • É o tipo de mega hair que menos danifica o cabelo;
  • A tração dos fios é menor;
  • O resultado é elegante e tem um acabamento discreto.

Desvantagens:

  • Precisa de cuidados especiais na hora de lavar;
  • Requer uma escova especial para pentear;
  • Exige dois dias sem lavar a cabeça depois de colocado.
Antes e depois de mega hair com tela de fita no cabelo
Foto de antes e depois do mega hair | Reprodução | Instagram @studio.caiocesar

3. Queratina

O mega hair com cola quente é um dos métodos mais tradicionais e muito usado pelas famosas. Também conhecido como método fio a fio, aqui os tufos de cabelo são colados no cabelo com microcápsulas de queratina, usando uma máquina que emite calor.

Vantagem:

  • Tem um efeito super natural;
  • É o método mais fácil de encontrar em salões;
  • Exige menos manutenção;
  • O preço é mais acessível.

Desvantagens:

  • É o tipo de mega hair que mais danifica o cabelo;
  • Causa uma leve tração dos fios;
  • Pode haver perda de haste na retirada;
  • É incompatível com chapinha e secador, pois podem derreter a cola.
Modelo de costas com profissional aplicando megahair com cola de queratina
A técnica com cola de queratina é uma das mais populares

4. Nó Italiano

Na técnica de mega hair com nó italiano, as mechas de cabelo são trançadas com fio lastex, também conhecido como elástico para costura. O diferencial é que a amarração é feita bem próxima à raiz do couro cabeludo.

Vantagem:

Desvantagens:

  • O nó italiano é mais dolorido;
  • Pode danificar os fios e causar irritação no couro cabeludo;
  • Propicia o acúmulo de resíduos e a proliferação de fungos e bactérias;
  • Pode levar à queda do cabelo.

5. Tela ou ponto americano

A técnica de mega hair com tela, também chamada de ponto americano, é perfeita para mulheres com cortes curtinhos. O aplique é costurado em uma tela presa próxima ao couro cabeludo – com uma agulha parecida com a de crochê.

Vantagens:

  • O aplique fica bem disfarçado nos fios;
  • Esse tipo de mega hair não danifica o cabelo.

Desvantagem:

  • O ponto americano exige mais manutenção: a cada 6 semanas.
  • Não é indicado para quem sofre com queda de cabelo;
  • Pouco recomendado para quem tem fios muito ressecados.

6. Aplique tic-tac

O mega hair de tic-tac, com presilhas que podem ser colocadas e tiradas a qualquer momento, é super popular. É ideal para quem tem medo dos danos que os apliques permanentes podem causar aos fios ou só deseja cabelos longos para uma ocasião especial.

Para um acabamento mais natural, a dica é esconder bem as presilhas quando fizer penteados e escolher fios com textura e cor próximos aos seus.

Vantagens:

  • É a opção mais prática e barata;
  • Dá pra fazer em casa;
  • É removível – você tira quando quiser;
  • Você pode fazer penteados com mega hair de tic-tac;
  • Não estraga os fios ou causa danos para o couro cabeludo.

Desvantagem:

  • O visual pode ficar muito artificial;
  • Não é uma solução a médio ou longo prazo.
cantora ariana grande com mega hair e rabo de cavalo
Foto: Shutterstock

Quanto custa o mega hair?

O preço do mega hair vai variar de acordo com a técnica que você escolher, além do tipo e da quantidade de cabelo que será usada.

O mega hair de tic-tac é o mais barato. Feito com cabelo natural, pode começar em R$ 200. Já o método mais caro é o mega hair de queratina, que tem um preço médio de R$ 4.000.

Por isso, converse com um profissional de confiança e pesquise para saber qual é a melhor escolha para você – tanto estética quanto financeiramente.

Como cuidar do mega hair?

Para manter o mega hair sempre bonito, são necessários, praticamente, os mesmos cuidados que você mantém com o seu cabelo original. Quando pentear os fios, prefira escovas e pentes que não tenham bolinhas nas pontas, uma vez que elas podem puxar o aplique.

Na hora de lavar, utilize shampoos e condicionadores específicos para fios com aplique, pois esse tipo de fio costuma ser muito oleoso na raiz e seco nas pontas.

Também é importante dissolver o shampoo em água antes de aplicá-lo no couro cabeludo, porque isso evita que os resíduos se acumulem na região do aplique. Já para evitar que os fios embaracem durante o sono, faça uma trança antes de dormir.

Sugestão de produtos

Se você notou que seus fios estão oleosos na raiz e mais ressecados nas pontinhas pelo uso do mega hair, experimente o Shampoo Seda by Niina Secrets Limpeza Micelar e Condicionador Seda by Niina Secrets Hidratação Micelar.

Juntos, os produtos controlam a oleosidade do couro cabeludo enquanto hidratam – e o hialurônico presente na fórmula deixa os fios sedosos e com muito brilho!

Para dar vida aos fios com alongamento de mega hair, sugerimos finalizar com o Creme para Pentear Seda Colágeno + Vitamina C by Niina Secrets, que possui colágeno e vitamina C na fórmula, proporcionando um cuidado profundo dos cabelos.

Coisas que você precisa saber antes de colocar mega hair

Atenção: existem alguns pontos importantes que você deve ponderar e ter cautela antes de colocar mega hair no cabelo! Para facilitar, separamos as principais questões, além de alguns mitos e verdades sobre o tema!

Usar mega hair faz mal à saúde?

De acordo com a Dra. Joana Darc Diniz, é preciso cuidado, já que o mega hair pode “causar alopecia por tração dos fios, além de gerar falhas no couro cabeludo, queda e até alopecia permanente.” Além disso, “outro problema que pode se agravar é a dermatite de contato”.

Por prejudicar “a higienização capilar correta”, o mega hair também pode acabar “desencadeando a caspa seborreica”. A especialista alerta ainda que “é necessário cuidar dos fios alongados e do próprio cabelo, ou seja, de todos os fios e do couro cabeludo também.” Uma última dica: “A saúde do couro cabeludo não pode ser negligenciada.”

O mega hair pesa muito?

Sim, alguns tipos de mega hair podem ser considerados pesados, o que pode gerar desconforto para algumas pessoas, principalmente quando o alongamento está molhado. Para evitar essa sobrecarga de peso no couro cabeludo, a dica é evitar extensões excessivamente volumosas.

Os tufos de cabelo “pesam e como são fixados bem rente à saída dos fios no couro cabeludo, provocam uma tração constante nos cabelos originais que podem sofrer queda precoce. Com o passar dos anos, levará ao aparecimento das áreas de falha no couro cabeludo, um processo irreversível” – reforça a médica.

Dá pra colocar mega hair sozinha?

O único tipo de mega hair que você pode colocar sozinha, em casa, é o mega hair de tic-tac. Nesse caso, os extensores servem para uso pontual e você pode tanto colocar quanto tirar com muita facilidade.

Em todos os outros casos, “faça com profissional especializado e qualificado, que vai indicar o método que não afete a saúde capilar, que seja mais leve e que não cause tração e outros danos ao couro cabeludo” – aconselha a dermatologista.

Fontes consultadas:

  • Dra. Joana Darc Diniz — dermatologista e tricologista, diretora cientifica da Sociedade Brasileira de Medicina Estética (RJ) e da Sociedade Brasileira do Cabelo (RJ).
  • Sandra Perondi, tricologista e diretora do Centro de Estudo e Pesquisa em Tricologia.
Artigo anterior
Artigo seguinte
Decoration image
Decoration image